Capitania do Rio Grande de São Pedro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Capitania do Rio Grande de São Pedro

Capitania do Estado do Brasil

1760 – 1807 Flag of the Princes of Brazil.svg

Bandeira de São Pedro

Bandeira do Estado do Brasil

Continente América do Sul
Capital Rio Grande (1760–1763)
Viamão (1763–1773)
Porto Alegre (1773–1807)
Língua oficial Português
Religião Catolicismo
Governo Monarquia absoluta
Governador
 • 1761 - 1763 Inácio Elói de Madureira (Primeiro)
 • 1803 - 1809 Paulo José da Silva Gama (Último)
Legislatura Cortes
História
 • 1760 Fundação
 • 1807 Elevação a Capitania-geral
Moeda Réis

A Capitania do Rio Grande de São Pedro foi uma divisão administrativa do Brasil colonial. Foi criada pela coroa portuguesa em 1760 sob a dependência do Rio de Janeiro, na terra recuperada do domínio espanhol e já ocupada de fato por colonizadores portugueses.

Teve a então vila de Rio Grande como sua primeira capital. Com a invasão da vila em 1763 pelos espanhóis, a capital foi transferida para a recém criada vila de Viamão.[1] Dez anos depois sua capital foi transferida para Porto Alegre. Originalmente era subordinada à Capitania do Rio de Janeiro, mas em 1807 foi elevada à condição de Capitania-geral com o nome de Capitania de São Pedro do Rio Grande do Sul, ganhando sua independência administrativa.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BERWANGER, Ana Regina; OSÓRIO, Helen; SOUZA, Susana Bleil de (orgs.). Catálogo de Documentos Manuscritos Avulsos referentes à Capitania do Rio Grande do Sul existentes no Arquivo Histórico Ultramarino, Lisboa. Porto Alegre: CORAG, 2001.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Trugillo, Maria do Carmo. Rio Grande - Breve Histórico . IBGE. Acesso 22 set 2010
  2. 200 Anos. Procempa, Acesso 22 set 2010

Ver também[editar | editar código-fonte]