Neoenergia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde novembro de 2017).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Neoenergia (BM&F Bovespa: NEOE3B) é a holding do Grupo Neoenergia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro em número de clientes, com mais de 13,5 milhões de unidades consumidoras atendidas por suas distribuidoras Coelba (Bahia), Celpe (Pernambuco), Elektro (São Paulo e Mato Grosso do Sul) e Cosern (Rio Grande do Norte).

Presente em 16 estados brasileiros, a Neoenergia tem como acionistas o Grupo Iberdrola, a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (PREVI) e o Banco do Brasil Investimentos.

Na área de geração de energia, entre usinas em implantação ou em operação, tem capacidade instalada de 4.070 megawatts (MW).

Com forte atuação no segmento de fontes renováveis, a Neoenergia possui 26 parques eólicos na Bahia, no Rio Grande do Norte e na Paraíba e inaugurou, em 2015, a sua segunda usina solar em Fernando de Noronha (PE).

Empresas[editar | editar código-fonte]

São empresas do grupo:[1]

  • Coelba, empresa de distribuição de energia na Bahia.
  • Celpe, empresa de distribuição de energia em Pernambuco.
  • Elektro, empresa de distribuição de energia em São Paulo e Mato Grosso do Sul.
  • Cosern, empresa de distribuição de energia no Rio Grande do Norte.
  • Termopernambuco, empresa operadora da Usina Termoelétrica Termopernambuco, no Complexo Industrial e Portuário de Suape, em Ipojuca, Pernambuco.
  • Baguari I, integrante do Consórcio UHE Baguari, que opera a Usina Hidrelétrica de Baguari, em Minas Gerais.
  • Itapebi Geração de Energia, empresa operadora da Usina Hidrelétrica de Itapebi, na Bahia.
  • Afluente Transmissão de Energia Elétrica, empresa operadora das Subestações Tomba, Brumado II e Itagibá e das linhas de transmissão 230 kV Funil-Itagibá-Brumado II, Camaçari II-Polo-Ford, Tomba-Governador Mangabeira e 138 kV Funil-Poções.
  • NC Energia, empresa de comercialização de energia elétrica.
  • Elektro Comercializadora de Energia Ltda., empresa de comercialização de energia elétrica
  • Energética Águas da Pedra, sociedade de propósito específico responsável pela implantação da Usina Hidrelétrica de Dardanelos, em Mato Grosso.
  • Consórcio Empreendedor Corumbá III (CEC III), empresa construtora da Usina Hidrelétrica de Corumbá III, em Luziânia, Goiás.
  • Potiguar Sul Transmissão de Energia S.A., empresa responsável pela implantação, operação e manutenção da linha de transmissão de 500 kV, conectada nas subestações Campina Grande III, na Paraíba, e Ceará-Mirim II, no Rio Grande do Norte
  • SE Narandiba S.A, empresa que opera três subestações: Narandiba e Brumado II, instaladas na Bahia, e Extremoz II, no Rio Grande do Norte.
  • Força Eólica do Brasil, empresa responsável pela implantação, operação e manutenção de 26 parques eólicos na Bahia, no Rio Grande do Norte e na Paraíba.
  • Companhia Hidrelétrica Teles Pires, consórcio responsável pela operação da Usina Hidrelétrica de Teles Pires, na fronteira dos estados do Mato Grosso e Pará.
  • Norte Energia S.A., consórcio responsável pela implantação da Usina Hidrelétrica Belo Monte, no sudoeste do estado do Pará.
  • Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu, responsável pela implantação da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, no sudoeste do Paraná.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.