Livro didático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Livro didático é um livro de caráter pedagógico.

Surgiu como complemento aos livros clássicos, utilizados na escola, inicialmente buscando ajudar na alfabetização e na divulgação das ciências, história e filosofia.

Inicialmente publicado por iniciativa individual de alguns autores-educadores, como Hilário Ribeiro, Eudoro Berlink e Wilhelm Rotermund (este com obras para colonos alemães). Foi encampado como iniciativa do Estado, durante o governo Getúlio Vargas, em cuja gestão do Ministro da Educação Gustavo Capanema, em 1938, institui a Comissão Nacional do Livro Didático.

O livro didático é um instrumento para o professor, pois é nele que está a fonte do conhecimento tanto para quem ensina quanto para quem aprende, contribui para o desenvolvimento e aprendizagem da sociedade, ele não é um livro perfeito que contem todas as resposta, o conteúdo exposto no livro é somente para direcionar o trabalho do profissional.[1]

O Dia Nacional do Livro Didático é comemorado, no Brasil, em 27 de fevereiro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Wikilivros - Um dos irmãos da Wikipédia, é o projeto da Wikimedia Foundation dedicado ao desenvolvimento colaborativo (wiki) de livros, apostilas, manuais e outros textos didáticos de conteúdo livre.
  • Programa Nacional de Livros Didáticos

Referências