Hilário Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hilário Ribeiro
Nascimento 1 de janeiro de 1847
Porto Alegre
Morte 1 de outubro de 1886
Rio de Janeiro
Progenitores Mãe: Emília Gonçalves de Mesquita Ribeiro
Pai: José Ribeiro de Andrade e Silva

Hilário Ribeiro de Andrade e Silva (Porto Alegre, 1º de janeiro de 1847Rio de Janeiro, 1º de outubro de 1886) foi um educador e escritor brasileiro.

Filho do professor José Ribeiro de Andrade e Silva e de Emília Gonçalves de Mesquita Ribeiro, completou o ensino preparatório em Porto Alegre e segui para o Rio de Janeiro para cursar medicina. Por motivo de doença teve que retornar à cidade natal e abandonar a carreira, passando a dedicar-se ao magistério.[1]

Possuía uma escola no bairro da Azenha, em Porto Alegre, onde estudou, entre outros, o padre e inventor Landell de Moura. Fundou, com o colega Apolinário Porto-Alegre, o Instituto Brasileiro. Foi também, por um curto período de tempo, professor de desenho na Escola Normal. Depois começa a escrever livros didáticos, premiados em Exposições no Rio de Janeiro e também na Exposição Universal de Paris de 1886, onde ganhou medalha de prata.[1]

Foi membro da Sociedade Partenon Literário e autor de peças de teatro e poesias, além de cartilhas e livros didáticos, alguns com grande sucesso, tendo atingido centenas de edições, como Primeiro livro de leitura, Segundo livro de leitura e Cartilha nacional para ensino simultâneo de leitura e caligrafia.[2]

Mudou-se depois para o Rio de Janeiro, onde é nomeado professor do Liceu de Artes e Ofícios. Abandona o cargo para outra viagem de promoção de seus livros pelo Brasil, onde deu palestras em escolas e expões suas idéias sobre educação. Durante esta temporada, no começo de 1886, junta subsídios para escrever Brasil Pittoresco, obra ilustrada sobre o país. Morre pouco depois, quando já preparava um novo livro, o Manuscripto Brazileiro.[1] Seu nome batiza uma rua em Porto Alegre.[2]

Referências

  1. a b c PORTO-ALEGRE, Achylles. Homens Illustres do Rio Grande do Sul. Livraria Selbach, Porto Alegre, 1917.
  2. a b Franco, Sérgio da Costa. Guia Histórico de Porto Alegre, 4a edição. Editora da Universidade (UFRGS), Porto Alegre, 2006, p. 347
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.