Rádio Senado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rádio Senado
{{{alt}}}
Senado Federal
País  Brasil
Frequência(s)
Sede Distrito Federal (Brasil) Brasília, DF
Anexo II do Senado, Bloco B, Térreo - Praça dos Três Poderes, S/Nº
MAPA
Slogan Sintonizada com o Brasil
Fundação 29 de janeiro de 1997 (20 anos)
Fundador José Sarney
Pertence a Sistema de Comunicação do Senado Federal
Proprietário(s) Senado Federal do Brasil
Formato Emissora pública
Género Jornalismo, Entretenimento e Música
Faixa etária Todas as idades
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYC 487
Emissoras irmãs
Cobertura Distrito Federal e áreas próximas
Nacional (via satélite)
Coord. do transmissor 15° 47' 26.2" S 47° 53' 34.9" O
Potência 10 kW
Classe A1
RDS Sim
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial www12.senado.leg.br/radio

Rádio Senado é uma emissora de rádio pública brasileira, sediada em Brasília, Distrito Federal. Opera no dial FM, na frequência 91.7 MHz, e integra o sistema de comunicação do Senado Federal do Brasil, juntamente com a TV Senado e o Jornal do Senado. Seus estúdios estão localizados no Anexo II do Senado no Congresso Nacional, e seus transmissores estão na Torre de TV de Brasília, no Eixo Monumental.

Foi inaugurada, oficialmente, em 29 de janeiro de 1997. Antes disso, uma série de iniciativas formaram a história da transmissão sonora dos trabalhos legislativos do Senado. Entre elas, a produção de notícias para o programa A Voz do Brasil, desde o ano de 1962, boletins diários destinados às emissoras de rádio privadas, inserções noticiosas em caixas de som espalhadas pelo prédio do Senado, serviço conhecido por “Dim-Dom”, e a veiculação de música brasileira de qualidade.

Com a contratação de canais no Sistema Radiosat Digital, por satélite, as emissoras de todo o país passaram a dispor da possibilidade de retransmitir os boletins sobre as atividades do Senado ao vivo, além de ter acesso direto ao Jornal do Senado, transmitido dentro do programa A Voz do Brasil.

Origens[editar | editar código-fonte]

Logotipo usado até fevereiro de 2016.

Em 1996, por decisão do então Presidente do Senado José Sarney, foi criada uma comissão para desenvolver o projeto de instalação de uma emissora, inicialmente de FM. E em 29 de janeiro de 1997, foi criada a Subsecretaria de Rádio Senado, com o objetivo prioritário de transmitir o áudio das reuniões das comissões e sessões plenárias do Senado Federal e do Congresso Nacional. À nova emissora coube, ainda, divulgar as demais atividades do Senado, incluindo as ações da Presidência e dos senadores.

Ao longo dos anos, a Rádio Senado tem contribuído para a transparência das ações legislativas, ao levar à população as discussões e projetos votados na Casa, que têm repercussão na vida dos brasileiros. Dentre as principais coberturas jornalísticas da emissora, destacam-se: as cerimônias de posse dos senadores e dos Presidentes Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff; todas as eleições gerais: 1998, 2002, 2006, 2010, 2014; as eleições municipais de 2000, 2004, 2008 e 2012; as edições do Fórum Social Mundial de Porto Alegre; as feiras nacionais de livros;a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20.

Além das transmissões de FM, a Rádio Senado contou, de 1999 até o início de 2012, com o serviço de transmissão em Ondas Curtas (OC), por meio de contrato de parceria com a EBC - Empresa Brasileira de Comunicação. Essa programação era especialmente dirigida para as regiões Norte e Nordeste do Brasil, além do estado de Mato Grosso e do norte de Goiás, com linguagem diferenciada, mais leve, num formato didático e popular, com o objetivo de uma comunicação mais eficaz com o público alvo. Com a descontinuidade do funcionamento da OC, a equipe incumbida desse serviço ficou responsável pelo Programa Senado é mais Brasil.

Em 2 de fevereiro de 2016, a Rádio Senado ganhou uma nova identidade visual, integrada aos outros Veículos de Comunicação do Senado.[1]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A Rádio Senado conta, em sua estrutura, com os setores de produção, fitoteca, técnica, operações, reportagem, edição, locução, administração, além das coordenações de Radio Agência e de Programação Regional, responsável pelo Programa Senado é mais Brasil. A Rádio conta com seis estúdios, sendo dois deles utilizados para as transmissões ao vivo (FM e os demais para as gravações de programas e matérias jornalísticas.

Presente em seis capitais e em suas regiões metropolitanas: AC, DF, CE, MT, PB, PI, RN, AM, MA o programa de expansão da Secretaria Especial de Comunicação do Senado (SECS) prevê que a Rádio Senado esteja em praticamente todas os estados nacionais até o final do ano de 2015.

Programas[editar | editar código-fonte]

Estúdio da Rádio Senado em 2016

Além da transmissão ao vivo das principais atividades do Senado Federal, as informações resumidas sobre as decisões, debates, discussões e propostas dos senadores são apresentadas em forma de reportagem pela equipe de jornalismo. Também são produzidas reportagens e entrevistas sobre fatos que não envolvem diretamente a atividade legislativa, mas que merecem análise e debate pelos senadores e interessam à sociedade, além de programas culturais e de utilidade pública.

  • A Voz do Brasil (bloco de notícias do Senado)
  • Autores e Livros
  • Brasil Regional
  • Cena do Samba
  • Conexão Senado
  • Conversa com o Senador
  • Curta Musical
  • Escala Brasileira
  • Espaço Ouvidoria
  • Improviso
  • Pautas Femininas
  • Projetos da Semana
  • Senado em Dois Minutos
  • Senado em Revista
  • SomTemporâneo

Como sintonizar[editar | editar código-fonte]

Geradora[editar | editar código-fonte]

Cidade, UF Freq.
Brasília, DF 91.7

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Cidade, UF Freq.
Belém, Pará 101.5
Cuiabá, Mato Grosso 102.5
Fortaleza, Ceará 103.3
João Pessoa, Paraíba 106.5
Macapá, Amapá 93.9
Manaus, Amazonas 106.9
Natal, Rio Grande do Norte 106.9
Palmas, Tocantins 95.5
Porto Velho, Rondônia 103.7
Rio Branco, Acre 100.9
São Luís, Maranhão 96.9
Teresina, Piauí 104.5
Em implantação
Aracaju, Sergipe 103.9
Boa Vista, Roraima 98.3
Campo Grande, Mato Grosso do Sul 105.5

Via satélite[editar | editar código-fonte]

  • Star One C2 - Banda C
    • 3644 MHz Vertical (3214 MHz); Áudio 1213 (Estéreo)
    • 4130 MHz Horizontal (1020 MHz); Áudio 6.20 (Mono)

Via internet[editar | editar código-fonte]

A Rádio Senado utiliza o Real Player ou o Windows Media Player para acesso ao áudio ao vivo. A transmissão ao vivo pode ser reproduzida por qualquer emissora conveniada através do serviço de RadioAgência, ou pelo site da emissora.

Referências

  1. Redação (2 de fevereiro de 2016). «Veículos de Comunicação do Senado ganham novas logomarcas». Agência Senado. Consultado em 3 de fevereiro de 2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.