Rádio Senado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio Senado
{{{alt}}}
Senado Federal
País Brasil
Frequência(s) FM 91.7 MHz
ver mais
Sede Brasília, DF
Slogan Sintonizada com o Brasil
Fundação 29 de janeiro de 1997 (22 anos)
Fundador José Sarney
Pertence a Sistema de Comunicação do Senado Federal
Proprietário(s) Senado Federal do Brasil
Formato Pública
Género Jornalismo, Entretenimento e Música
Faixa etária Todas as idades
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYC 487
Emissoras irmãs
Cobertura Distrito Federal e áreas próximas
Nacional (via satélite)
Coord. do transmissor 15° 47' 26.2" S 47° 53' 34.9" O
Dados técnicos Potência: 10 kW
Classe: E3
RDS: Sim
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial www12.senado.leg.br/radio

Rádio Senado é uma emissora com sede em Brasília, Distrito Federal, retransmitida para uma rede composta por outras treze emissoras nas seguintes capitais: Natal (RN), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Rio Branco (AC), Teresina (PI), Manaus (AM), João Pessoa (PB), Macapá (AP), São Luís (MA), Aracaju (SE), Belém (PA), Boa Vista (RR) e Maceió (AL)[1]. A programação produzida na Capital Federal é disponibilizada no site da emissora e por meio do serviço de Radioagência, que oferece download gratuito dos áudios para uso de outras emissoras de rádio. A Rádio Senado é um veículo da Secretaria de Comunicação Social do Senado Federal, ao lado da Agência Senado, Jornal do Senado e TV Senado[2]. Os estúdios da Rádio Senado estão localizados no Anexo II do Senado em Brasília.

A Rádio Senado iniciou as suas transmissões oficialmente em 29 de janeiro de 1997[3]. Antes disso, uma série de iniciativas compõem a história da transmissão sonora dos trabalhos legislativos do Senado. Entre elas, a produção de notícias para o programa A Voz do Brasil, desde o ano de 1962, boletins diários destinados às emissoras de rádio privadas, inserções noticiosas em caixas de som espalhadas pelo prédio do Senado, serviço conhecido por “Dim-Dom”, e a veiculação de música brasileira de qualidade[4].

Por meio da Radioagência Senado, na internet, as emissoras de todo o país podem retransmitir gratuitamente os boletins sobre as atividades do Senado ao vivo, além de ter acesso a todo o material jornalístico produzido pela equipe da Rádio Senado[5], incluindo o Jornal do Senado, transmitido dentro do programa A Voz do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Logotipo usado até fevereiro de 2016

Em 1996, por decisão do então Presidente do Senado José Sarney, foi criada uma comissão para desenvolver o projeto de instalação de uma emissora, inicialmente de FM[6]. E em 29 de janeiro de 1997, foi criada a Subsecretaria de Rádio Senado, com o objetivo prioritário de transmitir o áudio das reuniões das comissões e sessões plenárias do Senado Federal e do Congresso Nacional. À nova emissora coube, ainda, divulgar as demais atividades do Senado, incluindo as ações da Presidência e dos senadores.

Ao longo dos anos, a Rádio Senado tem contribuído para a transparência das ações legislativas, ao levar à população as discussões e projetos votados na Casa, que têm repercussão na vida dos brasileiros. Dentre as principais coberturas jornalísticas da emissora, destacam-se: as cerimônias de posse dos senadores e dos presidentes da República; as eleições gerais; as eleições municipais de 2000, 2004, 2008 e 2012; o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff; feiras nacionais de livros; a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20 e as Conferências das Partes sobre Mudanças Climáticas, COP-22, em Marrocos (2016), COP-23, na Alemanha (2017) e COP-24, na Polônia (2018).

Além das transmissões de FM, a Rádio Senado contou, de 1999 até o início de 2012, com o serviço de transmissão em Ondas Curtas (OC)[7][8], por meio de contrato de parceria com a EBC - Empresa Brasileira de Comunicação. Essa programação era especialmente dirigida para as regiões Norte e Nordeste do Brasil, além do estado de Mato Grosso e do norte de Goiás, com linguagem diferenciada, mais leve, num formato didático e popular, com o objetivo de uma comunicação mais eficaz com o público alvo.

Em novembro de 2017, com a estruturação do serviço de Radioagência, a emissora passou a buscar um relacionamento mais próximo com as emissoras conveniadas em todos os estados do país. Além de todo o material jornalístico e cultural produzido pela Rádio, as conveniadas passaram a receber material institucional e vinhetas personalizadas que realçam a ‘Parceria com a Rádio Senado’.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A Rádio está presente em Brasília e mais 13 capitais e suas regiões metropolitanas (Cuiabá, Rio Branco, Macapá, Manaus, Belém, Boa Vista, Teresina, São Luís, Fortaleza, Maceió, João Pessoa, Natal e Aracaju)[1]. As emissoras fora de Brasília funcionam a partir de convênios com os legislativos locais, fundações culturais e educativas e universidades, que fornecem estrutura física e manutenção dos espaços, enquanto o Senado viabiliza os transmissores[9].

Programas[editar | editar código-fonte]

Estúdio da Rádio Senado em 2016

Na programação da Rádio Senado, têm prioridade as transmissões das sessões plenárias e de comissões. A equipe de jornalismo da rádio elabora notícias, reportagens especiais e boletins noticiosos e entrevistas sobre a atividade legislativa, com ênfase no que altera a vida dos cidadãos. A Rádio Senado também oferece programas culturais e programação musical com o melhor da Música Popular Brasileira.

A Rádio Senado é responsável pela produção do Jornal do Senado, boletim de notícias que ocupa dez minutos diariamente no programa A Voz do Brasil.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

A Rádio Senado, ao longo de sua existência, vem conquistando uma série de prêmios de jornalismo reconhecidos nacional e internacionalmente:

Prêmio

Organismo

Ano

Abrangência

Matéria/Programa

Jornalista

Ricardo Ortega Memorial Prize for Broadcast Journalism

Medalha de prata

Associação de Jornalistas Correspondentes das Nações Unidas – UNCA 2005 Internacional Reportagem especial

Os 60 anos da Carta das Nações Unidas

Nara Ferreira
Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo

8ª Edição

Finalista

Instituto Ayrton Senna 2006 Nacional Reportagem Especial

Brasil Desigual

Patrícia Novaes

Celso Cavalcanti

Prêmio Imprensa Embratel

9ª Edição

Finalista

Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. 2007 Nacional Reportagem Especial

Tapa de Amor Dói, e Muito

Larissa Bortoni

Mauricio de Santi

Prêmio Imprensa Embratel

10ª Edição

Finalista

Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. 2008 Nacional Reportagem Especial

A gota de Sangue - Histórias de uma poetisa menina de rua”

Sérgio Vieira
Premio Nuevo Periodismo

Finalista

Fundación Nuevo Periodismo Ibero Americano 2009 Internacional Reportagem Especial

Os Heróis Esquecidos da Tragédia do Césio 137"

Adriano Faria
Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

31º edição

Menção Honrosa

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo 2009 Nacional Reportagem especial

"Escravos da esperança. A saga dos bolivianos em São Paulo"

Celso Cavalcanti

George Cardim

Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo

10ª Edição

Finalista

Instituto Ayrton Senna 2010 Nacional Reportagem especial

"Infância roubada - o drama das pequenas empregadas domésticas"

Adriano Faria
Prêmio FIP –

Periodismo para la tolerancia

9ª edição

Vencedor

Federación Internacional de Periodistas - FIP 2010 Internacional Reportagem especial

"Escravos da esperança. A saga dos bolivianos em São Paulo"

Celso Cavalcanti

George Cardim

Prêmio Imprensa Embratel

12ª Edição

Finalista

Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. 2010 Nacional Reportagem especial

"Os exilados da doença"

Larissa Bortoni

Rodrigo Resende

Prêmio Imprensa Embratel

12º Edição

Vencedor

Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. 2010 Nacional Reportagem especial

"Quando a sombra cai - A história da tortura no Brasil"

Sérgio Vieira
Prêmio Roquette-Pinto –

I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos

Selecionado

Associação das Rádios Públicas do Brasil - ARPUB 2010 Nacional Série

"O Povo Cigano no Brasil"

Celso Cavalcanti

George Cardim

Larissa Bortoni

Maurício de Santi

Pedro Henrique

Rodrigo Resende

Prêmio Jornalistas & Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade

2ª edição

Categorias Mídia Nacional e Mídia Regional

Finalista

Jornalistas & Cia e HSBC 2011 Nacional Reportagem especial

"Lixo no lugar certo"

Paula Groba

Rodrigo Resende

Prêmio José Hamilton Ribeiro de Jornalismo

1ª edição

Categoria Novas Mídias

3º lugar

Sindicato dos Jornalistas - Regional São José do Rio Preto e Secretaria Municipal de Comunicação.

Apoio:

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo;

Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ;

e Federação dos Jornalistas de Língua Portuguesa - FJLP

2011 Nacional Reportagem especial

Mazzaropi – O caipira mais amado do Brasil”

Rodrigo Resende
Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

33ª edição

Categoria Rádio

Menção Honrosa

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo 2011 Nacional Reportagem especial

"O Povo Cigano no Brasil"

Celso Cavalcanti, George Cardim, Larissa Bortoni, Maurício de Santi, Pedro Henrique C. e Lima e Rodrigo Resende
Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento

1ª edição

Categoria Rádio

Finalista

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ) 2011 Nacional Reportagem especial:

"O Almirante Negro - 100 anos da Revolta da Chibata"

Maurício de Santi

Rodrigo Resende

Prêmio Imprensa Embratel

13ª Edição

Categoria Rádio

Finalista

Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. 2011 Nacional Reportagem especial:

"A Intolerância Religiosa no Brasil"

Maurício de Santi

Larissa Bortoni

Rodrigo Resende

Prêmio AMB de Jornalismo

8ª Edição

Categoria Rádio

Finalista

AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros 2011 Nacional Reportagem especial:

"O novo Código de Processo Penal"

Nilo Bairros

Rodrigo Resende

Prêmio Microfone de Prata

Categoria Rádio – Jornalismo

Vencedor

CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil 2012 Nacional Reportagem especial:

"O novo Código de Processo Civil: Uma justiça mais rápida?”

Adriano Faria

Rodrigo Resende

Luciomar Rodrigues

Assis Medeiros

Prêmio ADPERGS de Jornalismo

Finalista

2º lugar

Associação dos Defensores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul 2012 Nacional Reportagem especial:

"Comissão da Verdade - Uma História a ser contada"

Vladimir Spinoza

Renina Valejo

Prêmio CNT de Jornalismo

Categoria Rádio

Finalista

Confederação Nacional dos Transportes 2012 Nacional Série de reportagens:

"Globo da Morte - os perigos do trânsito para os motociclistas"

Roberto Fragoso

Rodrigo Resende

Prêmio Imprensa Embratel

14ª Edição

Categoria Rádio

1º. lugar

Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. 2013 Nacional Reportagem especial:

Os 50 anos da renúncia de Jânio Quadros

Adriano Faria

Jefferson Dalmoro

Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo

3ª. Edição

Categoria Rádio

1º. lugar

Petrobras 2015 Nacional Reportagem especial: “Torrente: 10 anos Hilda Hilst Sergio Vieira
Prêmio MPT de Jornalismo

Categoria Rádio

Centro-Oeste

1º. lugar

MPT - Ministério Público do Trabalho 2016 Nacional Reportagem especial:

Terceirização: avanço ou retrocesso

Paula Groba
23º Prêmio CNT de Jornalismo

Categoria Rádio

Finalista

Confederação Nacional dos Transportes 2016 Nacional Reportagem especial:

“O medo que anda de transporte público”

Rodrigo Resende
Prêmio Microfone de Prata

Categoria Rádio – Jornalismo

Vencedor

CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil 2017 Nacional Reportagem especial:

“Prevenção do suicídio. É preciso falar. É preciso salvar vidas.”

Paula Groba
Prêmio Microfone de Prata

Categoria Rádio – Jornalismo

Finalista

CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil 2017 Nacional Reportagem especial:

Escalpelamento: dor e superação nos rios da Amazônia

Adriano Faria e Anderson Mendanha
Prêmio Estácio de Jornalismo

7ª. Edição

Categoria Rádio Nacional

Vencedor

Grupo Estácio de Educação 2017 Nacional Série: “Na Defesa – Uma discussão sobre pós-graduação Rodrigo Resende
24º Prêmio CNT de Jornalismo

Categoria Rádio

Finalista

Confederação Nacional dos Transportes 2017 Nacional Reportagem especial:

“Escalpelamento: dor e superação nos rios da Amazônia”

Adriano Faria e Anderson Mendanha
Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

39ª edição

Categoria Áudio

Finalista

Instituto Vladimir Herzog entre outros 2017 Nacional Reportagem especial

"O amor é a resposta”

Larissa Bortoni, Maurício de Santi e Rodrigo Resende
34º Prêmio Direitos Humanos de jornalismo

2º Lugar

Movimento Direitos Humanos

OAB - RS

2017 Nacional Reportagem Especial

“A Culpa é do Estuprador”

Larissa Bortoni, Maurício de Santi e Rodrigo Resende
8º Prêmio de Jornalismo – Ministério Público do Acre

3º Lugar

Ministério Público do Acre 2018 Nacional Reportagem Especial

“A Culpa é do Estuprador”

Larissa Bortoni, Maurício de Santi e Rodrigo Resende
6º Prêmio República –

Categoria Jornalismo / Rádio

Menção Honrosa

ANPR – Associação Nacional dos Procuradores da República 2018 Nacional Reportagem Especial

“A Culpa é do Estuprador”

Larissa Bortoni, Maurício de Santi e Rodrigo Resende
Prêmio Microfone de Prata

Categoria Rádio – Jornalismo

Finalista

CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil 2018 Nacional Reportagem Especial

“A Culpa é do Estuprador”

Larissa Bortoni, Maurício de Santi e Rodrigo Resende
Prêmio ABMES de Jornalismo

Categoria Rádio – Nacional

1º Lugar

ABMES - Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior 2018 Nacional Série

“Mães Universitárias”

Rodrigo Resende e Samara Sadeck
Prêmio Nacional de Educação Fiscal

Categoria Imprensa

2º Lugar

FEBRAFITE, em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf) e com o Programa Nacional de Educação Fiscal (Pnef), 2018 Nacional Série

“O Orçamento na CF 88”

Rodrigo Resende
Prêmio de Jornalismo Rui Bianchi

Categoria Rádio – Nacional

3º Lugar

Secretaria dos Direitos da Pessoas com Deficiência do Estado de São Paulo 2018 Nacional Série

“Adultos autistas: onde eles estão?”

Larissa Bortoni
7º Prêmio República

Categoria Jornalismo / Rádio

2º Lugar

ANPR – Associação Nacional dos Procuradores da República 2019 Nacional Série Especial

“É Mentira – Uma série sobre Fake News”

Rodrigo Resende
7º Prêmio República

Categoria Jornalismo / Rádio

3º Lugar

ANPR – Associação Nacional dos Procuradores da República 2019 Nacional Série Especial

“Adoção: construindo Afetos”

Dinalva Ferreira / Larissa Bortoni
Prêmio Dom Luciano Mendes de Almeida

Categoria - Iniciativas em Redes Sociais

1º Lugar

CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil 2019 Nacional Campanha

“A violência contra a mulher não é fake news”

Hunald Vale, Renina Valejo e Rodrigo Resende

Como sintonizar[editar | editar código-fonte]

A Rádio Senado está disponível em FM, na internet, via antena parabólica comum ou via satélite, em sinal digital:[1]

Em FM[editar | editar código-fonte]

Brasília: 91,7 MHz

Cuiabá: 102,5 MHz

Fortaleza: 103,3 MHz

João Pessoa: 106,5 MHz

Manaus: 106,9 MHz

Natal: 106,9 MHz

Rio Branco: 100,9 MHz

Teresina: 104,5 MHz

Macapá: 93,9 MHz

São Luís: 96,9 MHz

Aracaju: 103,9 MHz

Belém: 101,5 MHz

Boa Vista: 98,3 MHz

Maceió: 105,5 MHz

Via internet[editar | editar código-fonte]

A Rádio Senado pode ser ouvida ao vivo em http://www.senado.leg.br/radio

Emissoras de Rádio podem fazer parte da Radioagência Senado, cadastrando-se em http://www.senado.leg.br/radioagencia. O conteúdo pode ser baixado gratuitamente, bastando citar a fonte.

A Rádio Senado também está presente no Twitter (@radiosenado) e no Facebook (http://www.facebook.com/radiosenado

Via Antena Parabólica Comum[editar | editar código-fonte]

Deve ser utilizada a mesma antena para recepção analógica de TVs abertas. O sinal de áudio da Rádio Senado é transmitido junto com o sinal de áudio da TV Senado.

Para sintonizar a TV Senado, aponte a antena para o satélite C2 e ajuste o receptor com os seguintes parâmetros:

Freqüência - 4.130 MHz; polarização horizontal; transponder - 11 A2

Ou, ainda, sintonize a partir de outro canal já ajustado. O canal da TV Senado fica após o canal da Rede Gazeta (4110 MHz). Ajuste a sintonia para receber o próximo canal, que será o da TV Senado.

Após sintonizar a TV Senado, altere a sintonia do áudio de 5.80 para 6.20. Assim, o televisor ficará com a imagem da TV Senado e o áudio da Rádio Senado.

Via Satélite – Sinal Digital[editar | editar código-fonte]

O sinal de áudio digital da Rádio Senado é transmitido junto com o sinal digital da TV Senado.


Satélite: StarOne C2 – 70º W – Banda C

Polarização de Recepção: Horizontal

Frequência de Recepção: 3.935,7500 MHz

Symbol Rate: 3.214,3 KSps

Modulação: QPSK

FEC: ¾

PID de Vídeo: 1110

PID de Áudio (TV): 1211

PID de Áudio (rádio): 1213

Tecnologia: DVB-S

Obs.: O sinal de áudio da Rádio Senado está disponível no satélite no Áudio2. No Áudio1, está o áudio da TV Senado.

Referências

  1. a b c «Como Sintonizar». www12.senado.leg.br 
  2. «Estrutura». Portal Institucional do Senado Federal. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  3. «Rádio Senado | 20 anos». www.senado.leg.br. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  4. «Noticiário da Voz do Brasil foi embrião». Senado Federal. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  5. «Parceria com mais de 1.700 emissoras leva notícias e programas da Rádio Senado para todo o país». www12.senado.leg.br. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  6. Almeida, Valéria Ribeiro da Silva Franklin (4 de novembro de 2009). «A tecnologia na comunicação do Senado : do papiro à internet». www2.senado.leg.br. p. 122-124. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  7. «Rádio Senado completa 19 anos». Senado Federal. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  8. «Rádio Senado comemora 12 anos de transmissão em ondas curtas». www12.senado.leg.br. Consultado em 13 de agosto de 2019 
  9. «Davi inaugura nesta quinta, ao vivo, mais quatro emissoras da Rádio Senado». Senado Federal. Consultado em 13 de agosto de 2019 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.