Deezer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Deezer
Tipo Privada
Slogan "Leve a música para uma nova dimensão"
Indústria Internet - Música (Streaming)
Fundação 2007
Sede Paris,  França
Pessoas-chave Daniel Marhely
Axel Dauchez
Empregados 200
Website oficial www.deezer.com

Deezer é um serviço de streaming de musical baseado na internet. Permite aos usuários ouvir conteúdo de música de gravadoras incluindo EMI, Sony, Universal Music Group e Warner Music Group em vários dispositivos on-line ou off-line. Criado em Paris, França, o Deezer possui atualmente 43 milhões de faixas licenciadas[1] em sua biblioteca, com mais de 30.000 canais de rádio, 16 milhões de usuários ativos mensais e 6 milhões de assinantes pagos a partir de 29 de janeiro de 2017.[2] O serviço está disponível para Web, Android, Kindle Fire HDX, OS X, BlackBerry, iOS, Windows Phone e Symbian.

História[editar | editar código-fonte]

Foi criado na França em junho de 2007 pelo hacker Daniel Marhely, de apenas 20 anos. O Deezer já é utilizado na Europa por mais de 10 milhões de usuários e está disponível em mais de182 países.[3] O Deezer desembarcou no Brasil em 2013, e conta com um acervo musical com mais de 35 milhões de músicas de todos os generos possíveis.

Para aproveitar o serviço é preciso se cadastrar no site ou por um aplicativo, que está disponível nas plataformas: Ubuntu Desktop,[4] Windows Phone, iOS, mac OS, Android, Blackberry e Google Chromecast. O serviço conta com um acervo com mais de 30 milhões de canções com alta qualidade sonora e equalizador com sistema Surround, concedendo ainda ao usuário a opção de criar playlists, ouvir rádios temáticas (Rock, Jazz, Bossa Nova etc) e rádios por artista. O Deezer também conta com uma comunidade, onde o usuário pode compartilhar músicas e playlists com seus amigos.

O Deezer tem acordo com a grande maioria das gravadoras e sociedades de direitos autorais,[carece de fontes?] e representa uma das fontes de recursos para os artistas com maior desenvolvimento, mesmo que apenas no "mundo digital".

O aplicativo permite que seus usuários possam desfrutar, ilimitadamente, suas mais de 30 rádios temáticas, bem como ouvir diversas outras, formadas por músicas de seus artistas favoritos. É possível procurar uma música e inclui-la, rapidamente, numa playlist, além de sincronizar arquivos de MP3 do seu computador e playlists criadas no iTunes.

Sincronize suas contas do Facebook e do Google+ ao Deezer para compartilhar suas atividades com seus amigos. Poste, automaticamente, as músicas que está ouvindo, suas faixas prediletas e comentários nas redes sociais. O usuário precisa apenas vincular estas redes sociais ao aplicativo. Há também a possibilidade de "seguir" a atividade musical de seus amigos. Assim, o app posibilita uma interação entre os usuários com base nas músicas que escutam.

Na aba seleção Deezer, ouça músicas de artistas em destaque na plataforma e sincronize-as para ouvi-las quando quiser. Em lançamentos, ouça novas músicas de artistas de diversas partes do mundo e compartilhe com seus amigos. O aplicativo separa os artistas por gêneros musicais, como música brasileira, pop, rock e indie/alternativo.

O Deezer permite baixar as faixas e ouvi-las, remotamente, sem a necessidade de estar com seu smartphone conectado à internet. Para configurar esta opção, basta clicar em “Downloads” e, em seguida, em “Finalizar”. O app irá baixar o disco ou lista e colocá-lo em reprodução.

Assim como o Netflix, o Deezer cobra uma mensalidade após o período gratuito de testes. Para ter acesso às músicas completas e desfrutar de todo o catálogo do aplicativo, o usuário precisa pagar R$ 14,90.

Preocupações sobre a aplicação Android[editar | editar código-fonte]

O "Deezer Music" app Android pede permissões como "ler dados sensíveis de registo", "recuperar aplicativos em execução", "eliminar aplicações" e "dispositivo de ligar ou desligar", que tem levantado preocupações sobre a privacidade do usuário.[5]

Serviços disponíveis[editar | editar código-fonte]

Disponibilidade do Deezer no mundo em Agosto de 2016.

Deezer está disponível via:

Integração no LastFM[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2012, o LastFM afirmou que o Deezer poderia ser integrado com o lastFM, permitindo que os usuários do Deezer enviem suas músicas para a conta no lastFM e scrobble.[6]

Referências

  1. «About us». Deezer 
  2. «Deezer Unveils a Mac App as it Hits 5 Million Paid Subscribers». The Next Web. 6 de novembro de 2013. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  3. «About us». Deezer. 1 de dezembro de 2009. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  4. «Unity Webapp for Deezer». Ubuntu Apps Directory. 24 de setembro de 2013. Consultado em 19 de outubro de 2017 
  5. «Deezer / TIMmusic by Deezer – Apps para Android no Google Play». play.google.com. Consultado em 24 de fevereiro de 2016 
  6. Sawers, Paul (6 de janeiro de 2012). «Last.fm Now Lets You Scrobble With Deezer». The Next Web. Consultado em 19 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]