MeeGo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MeeGo  v  e 

Captura de tela
Desenvolvedor Intel, Nokia, Comunidade Meego
Arquiteturas arm x86
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Mercado-alvo Dispositivos móveis
Família GNU
Núcleo Linux
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website meego.com (em inglês)., acessado pela última vez há 379 semanas e 5 dias
Origem comum Flag of the United States.svg Estados Unidos
Portal do Software Livre

O MeeGo é um sistema operacional para dispositivos móveis[1] de código aberto, com kernel Linux, anunciado no Mobile World Congress em fevereiro de 2010, pela Nokia e pela Intel em uma conferência conjunta à imprensa. Seu objetivo é unir esforços da Intel no Moblin e da Nokia no Maemo em um só projeto, obtendo reações mistas das comunidades de ambas partes.[2] O MeeGo foi desenhado para atuar como um Sistema Operacional para plataformas como netbooks, desktops, tablets, smartphones, sistemas de navegação automotiva, Smart TVs e outros sistemas embarcados. O MeeGo é hoje hospedado pela Linux Foundation.

As decisões são de que a interface de usuário do framework serão baseadas em Qt, mas fornecerão compatibilidade com aplicativos do Moblin. A plataforma abaixo Qt será baseada no projeto Moblin da Intel e será hospedado pela Linux Foundation.[3].

Dependendo do dispositivo, aplicativos serão fornecidos pelo AppUp da Intel ou pelo sistema Ovi de distribuição digital de software, da Nokia.[4]

Ele vai fornecer suporte para ambas arquiteturas de processamento ARM e x86.[3]

Harmattan, foi proposto originalmente para se tornar o Maemo 6, a sexta encarnação do sistema operativo móvel Maemo da Nokia, é agora considerado um exemplo de MeeGo, embora não seja um produto MeeGo em si. Além disso, a Nokia está abrindo mão da marca Maemo para Harmattan e além, embora Fremantle e anteriores ainda serão referidos como exemplos de Maemo.[5]

Em 27 de Setembro de 2011 foi anunciado no site oficial do projeto que o sistema Meego estava sendo descontinuando e a equipe faria a transição para um novo projeto da Linux Foundation [6] com foco em tecnologias Web baseadas em HTML5 denominado Tizen. [7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Grabham, Dan (31 de janeiro de 2016). «Intel and Nokia merge Moblin and Maemo to form MeeGo». techradar.com. Consultado em 31 de janeiro de 2016 
  2. Sandstrom, Gustav (15 de fevereiro de 2010), «MOBILE WORLD: Nokia, Intel Launch Cross-Device Platform», Wall Street Journal, consultado em 15 de fevereiro de 2010 
  3. a b «MeeGo FAQ». Consultado em 15 de fevereiro de 2010 
  4. «MeeGo Press Release». Consultado em 15 de fevereiro de 2010 
  5. «"maemo.org - Talk - Renaming Maemo 6 to MeeGo/Harmattan"». Consultado em 27 de fevereiro de 2010 
  6. «Sobre o Tizen». Consultado em 16 de setembro de 2013 
  7. «MeeGo Community Blog». Consultado em 16 de setembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo relativo a GNU/Linux é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.