Intel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada nos artigos correspondentes noutras línguas e também na página de discussão.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Intel Corporation
Logo atual da Intel Corporation, usado desde 2006
Sede da Intel em Santa Clara, Califórnia
Razão social Intel
Nome(s) anterior(es) N M Electronics (1968)
Empresa de capital aberto
Slogan Experience what's inside.
Cotação (NASDAQ: INTC)
(NYSEINTC)
(Euronext: INCO
Dow Jones Industrial Average
NASDAQ-100
S&P 500
Indústria Semicondutores
Gênero Incorporation
Fundação 1968 em Mountain View,
Santa Clara, Califórnia,
 Estados Unidos
Fundador(es) Gordon Moore e
Robert Noyce
Sede Santa Clara, Califórnia,
Estados Unidos Estados Unidos
Área(s) servida(s) Mundo
Presidente Brian Krzanich
Pessoas-chave Gordon Moore
(Presidente Emérito)
Andy Bryant
(Presidente)
Brian Krzanich
(CEO)
Empregados 106.000 (2017)[1]
Produtos Bluetooth, Chipsets,
Memórias flash,
Microprocessadores,
Placa de rede e Placa-mãe
Subsidiárias Mobileye, McAfee, Here, Wind River Systems
Valor de mercado Aumento US$117.305 bilhões(2010)[2]
Receita Aumento US$ 62,76 bilhões (2017)[1]
Lucro Aumento US$ 11.464 bilhões(2010)[3]
LAJIR Aumento US$ 16.045 bilhões(2010)[3]
Faturamento Aumento US$ 43.623 bilhões(2010)[3]
Renda líquida Aumento US$ 49.430 bilhões(2010)[3]
Website oficial www.intel.com

Intel Corporation (NASDAQ: INTC)[4] (estilizada como Intel)[5] é uma empresa multinacional e empresa de tecnologia sediada em Santa Clara, Califórnia, no Vale do Silício. É a segunda maior e segunda maior fabricante em valor de chips semicondutores do mundo, com base na receita, depois de ter sido superada pela Samsung,[6][7] e é o inventor da série de microprocessadores x86, os processadores encontrados na maioria dos computadores pessoais (PCs). A Intel fornece processadores para fabricantes de sistemas de computadores, como Apple, Lenovo, HP e Dell. Intel também fabrica chipsets para placas-mãe, controladores de interface de rede e circuitos integrados como microprocessadores[8], memória flash, chips gráficos, processadores embarcados e outros dispositivos relacionados a comunicações e computação.

Intel Corporation foi fundada em 18 de julho de 1968 pelos pioneiros de semicondutores Robert Noyce e Gordon Moore (da famosa lei de Moore) e amplamente associada à liderança executiva e à visão de Andrew Grove. O nome da empresa foi concebido como uma junção das palavras integrado e eletrônico, com o co-fundador Noyce tendo sido um dos principais inventores do circuito integrado (microchip). O fato de que "intel" é o termo para informações de inteligência também tornou o nome apropriado.[9] Intel foi uma das primeiras desenvolvedoras de chips de memória SRAM e DRAM, que representaram a maioria de seus negócios até 1981. Embora a Intel tenha criado o primeiro microprocessador comercial do mundo em 1971, isso não se tornou seu principal negócio até o sucesso do computador pessoal (PC).

Durante os anos 90, a Intel investiu pesado em novos projetos de microprocessadores, promovendo o rápido crescimento da indústria de computadores. Durante esse período, a Intel se tornou o fornecedor dominante de microprocessadores para PCs e era conhecida por táticas agressivas e anticompetitivas em defesa de sua posição no mercado, particularmente contra a AMD (Advanced Micro Devices), bem como uma luta com a Microsoft pelo controle da direção da indústria de PCs.[10][11]

O Open Source Technology Center (Tecnologia de Código Aberto) da Intel hospeda PowerTOP e LatencyTOP, e suporta outros projetos de código aberto, como Wayland, Intel Array Building Blocks e Threading Building Blocks (TBB) e Xen.[12]

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 18 de Julho de 1968 por Robert Noyce (físico e co-inventor) e Gordon Earle Moore (físico e químico) , o primeiro produto da empresa foi o circuito integrado de memória RAM, e a mesma logo se tornou líder neste mercado nos anos 1970. Paralelamente, os engenheiros da Intel Marcian Hoff, Federico Faggin, Stanley Mazor e Masatoshi Shima inventaram o primeiro microprocessador. Originalmente desenvolvido para a companhia japonesa Busicom a fim de substituir o ASIC's da calculadora já produzida pela Busicom, o Intel 4004 foi introduzido no mercado para produção em massa em 15 de Novembro 1971, embora o microprocessador não tenha se transformado no núcleo do negócio de Intel até meados dos anos 1980 (nota: À Intel é dado geralmente o crédito juntamente com a Texas Instruments pela invenção quase-simultânea do microprocessador).

Em 1983, alvorecer da era do computador pessoal, os lucros de Intel vieram sob a pressão aumentada dos fabricantes japoneses de circuitos integrados de memória, e o então presidente Andy Grove resolveu dirigir a companhia com foco nos microprocessadores. Um elemento chave de seu plano era a intenção, considerada então radical, de transformar-se na única fonte para os sucessores do popular microprocessador 8086. Foi lançado o processador 8088, que fez um grande sucesso para os computadores recém-lançados da IBM, os primeiros PC´s. Posteriormente surgiram outros que ganharam mais recursos e maior velocidade de processamento, pertencentes a então denominada família de processadores x86. Mas, ao lançar o quarto processador que deveria se chamar 80586, a Intel acabou criando a marca registrada Pentium (apesar do rótulo 80586, mais conhecido como 586, ter sido aplicado por muito tempo por concorrentes da Empresa).

Intel 8008

Até então, a manufatura de circuitos integrados complexos não era confiável o bastante para que os clientes dependessem de um único fornecedor, porém Grove começou a produzir processadores em três fábricas geograficamente distintas e cessou de licenciar os projetos de microprocessadores aos concorrentes tais como Zilog e AMD. Quando a indústria do PC explodiu nos anos 1980 e no começo dos anos 1990, a Intel foi uma das mais beneficiadas.

Durante os anos 1990, os Laboratórios da Arquitetura Intel(Intel Architecture Labs - IAL) eram responsáveis por muitas das inovações da estrutura do computador pessoal, incluindo o barramento PCI, o barramento PCI express (PCIe), o barramento serial universal (Universal Serial Bus - 'USB'), e a arquitetura agora dominante para usuários de multiprocesadores, a x86.

Instalações[editar | editar código-fonte]

A fábrica de microprocessadores da Intel na Costa Rica foi responsável em 2006 por 20% das exportações e 4,9% do PIB costarriquenho.[13]

A sede da Intel fica em Santa Clara, Condado de Santa Clara no estado da Califórnia, Estados Unidos. A empresa também possui instalações na China, Costa Rica, Malásia, Brasil, Israel, Irlanda, Índia, Filipinas e na Rússia. Nos Estados Unidos, a Intel emprega mais de 45.000 funcionários em Colorado, Massachusetts, Arizona, Novo México, Oregon, Texas, Washington, e Utah.[14]

Microcontroladores[editar | editar código-fonte]

A Intel fabrica alguns microcontroladores dentre eles:

Referências

  1. a b «Intel Corporation 2016 Annual Report Form (10-K)». EDGAR. United States Securities and Exchange Commission. 27 de fevereiro de 2016. Consultado em 3 de fevereiro de 2017 
  2. «Global 500 Dec 2010» (PDF) (em inglês). Financial Times. Consultado em 9 de abril de 2011 
  3. a b c d Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome E10KV
  4. «Empresa de Telemedicina e Vida Independente da Intel e GE Inicia Suas Operações». Intel.com. Consultado em 9 de abril de 2011 
  5. «Intel® Trademarks» (em inglês). Intel.com. Consultado em 9 de abril de 2011 
  6. Vanian, Jonathan. «Samsung Dethrones Intel As World's Biggest Chip Maker». Fortune 
  7. «Intel 2007 Annual Report» (PDF). Intel. 2007. Consultado em 6 de junho de 2011 
  8. Lucas Carvalho (23 de fevereiro de 2017). «Entenda as diferenças entre processadores AMD e Intel». Olhar Digital. Consultado em 23 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 23 de fevereiro de 2017 
  9. «Secret of Intel's name revealed». The Inquirer. 2007. Consultado em 4 de maio de 2018 
  10. Goodin (23 de setembro de 1998). «Microsoft's holy war on Java». news.com. CNET News.com. Consultado em 4 de maio de 2018 
  11. Graham (14 de dezembro de 1998). «USA versus Microsoft: the fourth week». BBC News. Consultado em 4 de maio de 2018 
  12. «What is 01.org? - 01.org». 01.org 
  13. «Intel supone el 4,9 por ciento del PIB de Costa Rica» (em espanhol). El Economista. 6 de outubro de 2006. Consultado em 13 de abril de 2008 
  14. «Intel Communities» (em inglês). Website da Intel Corporation. Consultado em 16 de abril de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]