Gazprom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gazprom
Газпром
Tipo Pública
Indústria Extração de gás natural, petrolífera
Fundação 1989
Sede Rússia Moscou, Rússia
Pessoas-chave Victor Zubkov (diretor (CEO))
Miller Alexey (vice-diretor)
Empregados 386.000 (em 2011)
Produtos gás natural e petróleo
Valor
de mercado
Aumento US$ 172,9 Bilhões (2010)
Lucro Aumento US$ 25,7 Bilhões (2010)
Faturamento Baixa US$ 98,6 bilhões (2010)
Página oficial www.gazprom.ru

Gazprom (Газпром, no alfabeto cirílico) é uma empresa de energia russa. É a maior empresa da Rússia e é a maior exportadora de gás natural do mundo o que lhe confere a décima quinta posição no ranking das maiores empresas mundiais (Forbes 2011). Foi fundada em 1989 e é atualmente controlada pelo estado russo e tem partes das ações privatizadas. A empresa tem 432 mil empregados e vendas anuais de 31 bilhões de dólares (2004). O valor de mercado da empresa, 172,9 bilhões de dólares (est. abril 2011), a posiciona como a terceira maior corporação do mundo.[1] Em 2009, a empresa controlava 15% das reservas mundiais de gás e uma considerável quantidade das reservas de petróleo.[2]

Seis por cento da companhia é de propriedade de firmas alemãs.[3]

A Gazprom exporta 160 bilhões de metros cúbicos de gás natural para a Europa através de gasodutos na Ucrânia e Bielorrússia. A empresa fornece 60% do gás natural da Áustria, 35% da Alemanha e 20% da França. A Gazprom também fornece uma eminente quantidade de gás natural a vários outros países, como a Estónia, a Finlândia e a Lituânia.

As suas operações fora da Federação Russa são da responsabilidade da Gazprom International (Gazprom EP International B.V.), subsidiária detida em 100 por cento da PAO Gazprom fundada em 2007.[4] Opera em exclusivo os projectos da petrolífera na prospecção, exploração e desenvolvimento de depósitos de hidrocarbonetos internacionalmente. Está sediada em Amesterdão, Países Baixos e é liderada por Valeriy Gulev, na figura de director-geral.[4] [5]

Dados Gerais[editar | editar código-fonte]

  • 93% do gás natural da Rússia (2004)
  • reservas de gás: 28,800 km³: 16% das reservas mundiais de gás natural (2004)
  • depois de adquirir Sibneft 116 milhões de toneladas de gás natural e petróleo: terceiro produtor de petróleo e gás do mundo, apenas atrás da Arábia Saudita (263 milhões de toneladas) e do Irã(o) (133 milhões de toneladas)
  • funcionários: 330 000 (maior empregador da Rússia)
  • accionistas: mais de 460 000
  • mais longo gasoduto do mundo: 150 000 km de tubulações de gás natural com 179 travessias que fornecem gás a 80.000 localidades na Rússia através de uma rede de tubulações de 428 000 km.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Uwe Klußmann (4 de Setembro de 2006). «Kremlin Inc.: Reshaping the World Order with Russian Gas and Oil» (em inglês). Der Spiegel. Arquivado desde o original em 2 de Julho de 2012. Consultado em 13 de Outubro de 2015. 
  2. Libya Oil and Gas Exploration Laws and Regulation Handbook International Business Publications [S.l.] 2009. p. 89. ISBN 978-1433078781. 
  3. «Gazprom could become world's richest company-Medvedev» (em inglês). Sputnik News. 9 de Agosto de 2007. Arquivado desde o original em 13 de Outubro de 2015. Consultado em 13 de Outubro de 2015. 
  4. a b «Company Overview of Gazprom EP International B.V.» (em inglês). Bloomberg. Arquivado desde o original em 13 de Outubro de 2015. Consultado em 13 de Outubro de 2015. 
  5. «Gazprom International» (em inglês). Gazprom. Arquivado desde o original em 13 de Outubro de 2015. Consultado em 13 de Outubro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.