Texas Instruments

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Texas Instruments
Texas Instruments Inc.
Tipo Pública
Cotação NASDAQ: TXN
S&P 500 Component
NASDAQ-100 Component
Indústria Semicondutores
Fundação 1930 (como Geophysical Service Inc.)
1951 (como Texas Instruments)
Fundador(es) Cecil H. Green, J. Erik Jonsson, Eugene McDermott e Patrick E. Haggerty
Sede Dallas,  Texas,  Estados Unidos
Pessoas-chave Rich K. Templeton
(CEO e Presidente)
Empregados 34.759 (2012)
Produtos Eletrônica Analógica
Calculadoras
Processadores de sinais digitais
Processadores de luz Digital
Circuitos integrados
Microcontroladores
Valor
de mercado
Baixa US$12.205 bilhões (2013)
Lucro Baixa US$ 10.807 bilhões (2013)
LAJIR Aumento US$ 2.832 bilhões (2013)
Faturamento Baixa US$ 18.938 bilhões (2013)
Renda líquida Aumento US$ 2.162 bilhões (2013)
Sítio oficial www.ti.com
A sede da Texas Instruments.
Escritório da Texas Instruments na Califórnia.

A Texas Instruments (ou simplesmente TI) é uma empresa estado-unidense que desenvolve e fabrica semicondutores para fabricantes de eletrônicos. É líder no mercado na produção de DSPs, microcontroladores e conversores (ADCs e DACs). A TI está sediada em Dallas, nos Estados Unidos. Muitas inovações tecnológicas são atribuídos a empresa como os primeiros transístores de silício comerciais, o primeiro circuito integrado (junto com a Fairchild Semiconductor) e a primeira máquina calculadora de bolso.[1]

História[editar | editar código-fonte]

J. Clarence Karcher, Eugene McDermott, Cecil Green e Erik Jonsson fundaram, em 16 de Maio de 1930, a Geophysical Service Incorporated, que foi a primeira a especializar-se no método de prospecção através de reflexos sismográficos. A companhia começou com 12 explorações petrolíferas nos EUA ainda em 1930 e um ano mais tarde estendia as suas operações ao vizinho México para, em 1932, alargar as suas explorações ao vizinho mais a norte, o Canadá.

Ainda na década de 1930, as operações da GSI estenderam-se um pouco por todo o Mundo como por exemplo: Venezuela, Colômbia, Arábia Saudita, Java, Sumatra, Equador, Panamá, Índia e Golfo Pérsico. Em 1939 o nome da companhia mudou para Coronado Corporation, passando a GSI a ser uma subsidiária da Coronado.

No início da década de 1940, mais concretamente a 6 de Dezembro de 1941, um dia antes do ataque japonês a Pearl Harbor, Eugene McDermott, Cecil Green, Erik Jonsson e Henry Bates Peacock compraram a GSI.

Com os novos donos, a companhia tomou um novo rumo saindo do negócio petrolífero, passando a produzir dispositivos para detecção de submarinos para o governo norte-americano fazendo parte do esforço da Segunda Guerra Mundial.

Em 1951 a companhia assume o nome de Texas Instruments, passando a GSI a subsidiária da Texas Instruments e dois anos mais tarde passava a estar cotada na bolsa de valores de Nova Iorque sob o símbolo TXN.

Na década de 1950 vários acontecimentos marcaram a história da TI, tais como a entrada no negócio dos semicondutores ao estabelecer a Semiconductor Products Division e a Central Research Division; estabelecimento da Texas Instruments Limited no Reino Unido, iniciando assim a sua expansão europeia; Fusão com a Metals Controls Corporation.

Ainda na década de 1950, em 1954, a TI desenhou o primeiro rádio transístor comercial que seria comercializado pela IDEA Corporation e produziu o primeiro transístor de silício comercial e em 1958 o inventor Jack Kilby fez a demonstração do primeiro circuito integrado.

Na década seguinte a TI aposta decididamente na globalização ao estabelecer-se em diversos países europeus, sul-americanos e asiáticos. Em 1967 a TI inventa a primeira calculadora de bolso e dois anos mais tarde os produtos da Texas Instruments equipam a nave espacial, da missão Apolo, que transportou o primeiro homem a pisar a Lua. Ainda em 1969, entrega o primeiro sistema guiado por laser para mísseis da força aérea norte-americana.

Na década de 1970 a TI continuou a expandir-se mundialmente. Em 1971 inventa o microcomputador de um único chip e recebe a primeira patente por esse invento. Em 1972 abre um escritório de importação no Brasil, passando no ano seguinte, devido a reserva de mercado brasileira, a fabricar diversos componentes no país. Ainda em 1973, inicia a fabricação e venda de toda sua linha de calculadoras em Campinas, interior de São Paulo, através da Texas Instrumentos Eletrônicos do Brasil Ltda, posteriormente a produção é movida para Z.F.M, as calculadoras seriam ainda fabricadas por quase uma década pelas Indústrias Gerais da Amazônia S.A. Em 1973 é estabelecida a Texas Instruments Equipamento Electrónico, Lda., em Portugal. Outra grande inovação ocorreu em 1978 quando a TI apresentou o primeiro chip sintetizador de voz que é o responsável por dar voz a muitos brinquedos e postais.

Nos anos 80 a TI continuou a surpreender o mundo com inovações tecnológicas espantosas, apresentando o chip processador de sinais digitais, um poderoso semicondutor ideal para uma rápida computação matemática intensiva. Em 1985 apresenta o primeiro módulo de memória DRAM de 4 megabits e um ano mais tarde entra no mercado de software comercial com a sua aplicação Information Engineering Facility integrada nas ferramentas CASE.

Ainda em 1987, produz o primeiro microprocessador a 32 bits que incorpora inteligência artificial e um ano depois faz a demonstração do primeiro transístor quântico. A década de 1980 termina com a criação da Information Technology Group (ITG) no sentido de enfatizar a estratégia de desenvolvimento de software.

De uma forma resumida, e porque muitos foram os acontecimentos na década de 1990, destaque-se a visão da TI em concentrar as suas actividades nas soluções digitais para a sociedade de redes. A companhia voltou a ser reconhecida pela qualidade dos seus produtos e serviços e anunciou produtos que iriam de certa forma mudar o modo de vida das pessoas. Algumas das inovações foram a capacidade de integrar 125 milhões de transístores num só circuito integrado, o desenvolvimento de ferramentas para a WWW, aplicações para processamento de sinais digitais e ainda a tecnologia de processamento de luz digital.

Na viragem do século a TI está concentrada nos processadores de sinal digital (DSP) e dispositivos analógicos. Os DSPs e os semicondutores analógicos potenciam uma vasta gama de dispositivos de comunicações desde telefones celulares aos acessos de alta velocidade em banda larga passando pelos leitores de música descarregada da Internet e pelas câmaras digitais de vídeo e fotografia.

Divisões[editar | editar código-fonte]

Hoje, a TI é composta por três áreas: Semicondutores, de Tecnologia Educacional e Processamento Digital de Luz (DLP).

Semicondutores[editar | editar código-fonte]

Os semicondutores representam cerca de 96% da receita da TI. Os produtos relacionados a esta área são processador de sinal digital como a série TMS320, conversores digital-analógico e conversores analógico-digital, soluções e alto desempenho de gerenciamento de energia e circuitos analógicos.

Unidade de Negócios Wi-fi da TI (WBU) produz soluções sem fio para produtos como smartphones, tablets, livros eletrônicos, eletroeletrônicos e outros dispositivos portáteis. As comunicações sem fio tem sido um foco primário de TI, com cerca de 50% de todos os telefones celulares vendidos no mundo que possui chips da Texas.

O grupo Automotive de signal misto (MSA) é uma unidade de negócios que fabrica soluções de sinais analógicos e mistos para aplicações automotivas e de transporte. Esta unidade produz controladores de DC / DC, conversores, reguladores de baixa tensão (LDOs). No espaço de redes, MSA tem soluções para CAN e LIN. As soluções relacionadas com a segurança incluem airbags e trava anti-bloqueio.

O processamento de sinal[editar | editar código-fonte]

DLP CINEMA

Digital Light Processing é uma marca sob a qual Texas Instruments vende tecnologia relativa TVs, projetores de vídeo e cinema:[2] em 2 de fevereiro de 2000, Philippe Binant, gerente técnico do Projeto Cinema Digital em Gaumont na França, realizou a primeira projeção de cinema digital na Europa [3] com a tecnologia DLP CINEMA desenvolvido pela TI. [4]

Outra unidade de negócios da divisão de semicondutores chamados de Aplicação de Produtos Específicos (ASP) desenvolve produtos específicos que atendem a uma ampla gama de aplicações de DSP, como câmeras fotográficas digitais, Modems, Voice over IP (VOIP), streaming media, reconhecimento de voz, wireless LAN e produtos de gateway (residenciais e escritório central) e RFID.

TI faz uma ampla gama de processadores de sinal digital e um conjunto de ferramentas chamado eXpressDSP, usado para desenvolver aplicações sobre estes chips.

Microcontroladores e processadores[editar | editar código-fonte]

Texas Instruments mantém várias linhas de processadores, incluindo a família de processadores ARM Sitara com ARM Cortex-A8 e ARM9 para servir uma ampla base de aplicativos.

Texas Instruments também oferece um portfólio de microcontroladores, incluindo:[5]

  • MSP430: baixo custo, baixo consumo de energia e de uso geral de 16 bits MCU para uso em aplicações embarcadas
  • TMS320C2xxx:MCU da família de 16 e 32 bit otimizado para aplicações de controle em tempo real
    • C24X: 16 bit, ponto fixo, de 20 a 40MHz
    • C28X: 32 bit, fixo ou ponto, 100 flutuante para 150MHz
  • Stellaris (rebatizada como Tiva em 2013) ARM Cortex-M3 MCU da família baseado em 32 bits
  • Hercules: transporte e segurança industrial de MCU baseado no Cortex-R4F e Cortex-M3

No passado, a TI também vendia microcontroladores com base na arquitetura ARM7(TMS470) e 8051.

Além de seus microcontroladores, Texas Instruments também produz várias linhas de processadores multi-core.

  • OMAP system-on-a-chip (de SoC) projetados para aplicações de baixa potência, e originalmente direcionados para telefones celulares. Como regra, eles contêm um processador de aplicação ARM (atualmente Cortex-A8, anteriormente ARM11 ou ARM9), um DSP (atualmente C64x, anteriormente o C55), e às vezes outros núcleos.
  • Texas Instruments DaVinci é um SoC que contém um núcleo DSP da série C64, um núcleo ARM9 para o processamento de aplicativos e periféricos de processamento de vídeo.
  • Ducati: ver Texas Instruments Ducati
  • Tiva-C microcontrolador de placa única de baixo custo e autossuficiente com o tamanho de um cartão de crédito, mas com um microcontrolador de 32 bits ARM Cortex M4 a 80MHz.

Calculadoras[editar | editar código-fonte]

Texas Instruments produz uma gama de calculadoras, como o TI-30. TI também desenvolveu uma linha de calculadoras gráficas, sendo que o primeiro modelo foi o TI-81 e o mais popular o TI-83 Plus.

Há muitas calculadoras TI sendo vendidas sem a capacidade de gráficos. [6] Em 2007, TI lançou a família de calculadoras TI-Nspire, bem como software de computador que tem capacidades semelhantes às calculadoras.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://pcworld.com.br/reportagens/2007/04/20/idgnoticia.2007-04-20.3700576419/
  2. Texas business. Texas business. Acessado em 19 abril de 2012
  3. Cahiers du Cinéma , n ° hors-série, Paris, abril de 2000, p. 32.
  4. Texas business
  5. "Texas Instruments MCU products 101 page." Texas Instruments. Retrieved on May 21, 2010.
  6. Education.ti.com. Education.ti.com. Recuperado em 19 abril de 2012