Java

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Javanês" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Javanês (desambiguação). Para outras acepções de "Java", veja Java (desambiguação).
Java
Java Topography.png
Mapa topográfico de Java
Geografia física
País Indonésia
Área 126 700  km²
Geografia humana
População 121 352 608 (2006)
Densidade 979 hab./km²
Rice-fields-Indonesia-(Java).jpg
Campos de arroz em Java

Java (em indonésio, javanês e sundanês Jawa) é a segunda maior e a principal ilha da Indonésia, onde se situa a capital do país, Jacarta (em indonésio: Jakarta)[1] .

É a ilha mais povoada do mundo e uma das regiões mais densamente povoadas do planeta. Antigamente foi um poderoso reino hindu e, nos tempos coloniais, foi o território principal dos domínios da Companhia Neerlandesa das Índias Orientais. Actualmente a ilha tem um papel predominante na vida económica e política da Indonésia. A principal etnia é a javanesa e a religião predominante é o Islão[2] .

É dividida em seis províncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Java é uma ilha de forma alongada com cerca de 126 700 km² (a 13ª maior em área) e está situada entre Sumatra a ocidente, da qual é separada pelo estreito de Sonda; Bornéu a norte, separada pelo mar de Java; Madura a nordeste, separada pelo estreito de Madura, e Bali a este, separada pelo estreito de Bali. A sul é banhada pelo Oceano Índico, que a separa da já longínqua Ilha Christmas.

A ilha é praticamente toda de origem vulcânica: contém 38 vulcões, alguns dos quais activos. O principal rio javanês é o Bengawan Solo, com 540 km de comprimento[3] .

História[editar | editar código-fonte]

  • 3000 a.C.: migrações do litoral da China do Sul para a Formosa de população austronésia
  • 2000 a.C.: migrações dos austronésios da Formosa para as Filipinas, e para Celebes, Timor e outras ilhas do arquipélago indonésio
  • Século III a.C. ao século III d.C.: o Ramayana menciona Yavadvipa, "ilha do milho-miúdo"
  • Século I: rede de cidades-estado portuárias que comerciam com Índia e China
  • 413: o monge budista chinês Faxian pernoita em "Ye-po-ti" (Yavadvipa)
  • Século V: reino de Tarumanagara no oeste de Java
  • 732: inscrição de Canggal no centro de Java declara que o rei Sanjaya de Mataram erigiu um monumento para honrar Xiva
O templo de Kalasan perto de Yogyakarta
  • 778: inscrição de Kalasan, sempre no centro da ilha, menciona um rei Sailendra que observa os ritos de Buda
  • Séculos VIII a X: construção de templos no centro de Java, como Borobudur budista e Prambanan em honra de Xiva
  • 907 : a autoridade do rei Balitung (reina de 899 a 910) estende-se ao centro e leste de Java
  • 928 : o rei Mpu Sindok transfere definitivamente o seu palácio para Java Oriental
  • 1041 : inscrição de Java Oriental menciona o rei Airlangga, filho do príncipe Udayana, de Bali
  • 1053 : a inscrição do templo de Sdok Kok Thom no Camboja diz que o rei khmer Jayavarman II (reinou de 802 a 869) estabeleceu a sua capital em 802 depois de se ter libertado da suserania de "Java"
  • Século XI: o centro do poder passa para o reino de Kediri, e depois para Singasari
  • 1292 : desembarque de um corpo expedicionário sino-mongol em Java Oriental, fundação do reino de Majapahit, que controla um território que se estende até ao centro de Java
  • Séculos XIV e XV: Majapahit comercia com o Camboja, Champa, China, Índia, Sião, Vietname ("Yawana"). O almirante chinês Zheng He faz muitas vezes escala nos portos de Java
  • 1333-1579: reino hindu sundanês de Pajajaran até Java Oeste controla os portos de Banten e Kalapa (a futura Jacarta)
  • 1478: Majapahit passa para o controlo dos príncipes de Kediri
  • Fim do século XV: um chinês muçulmano, Cek Ko-po, funda Demak na costa norte de Java. Este reino muçulmano empreende a conquista do Pasisir
O Selamatan é uma festividade tradicional javanesa, influenciada pelo Islã.
  • 1527: Fatahillah, um príncipe de Cirebon, conquista o porto de Kalapa e funda aí Jayakarta
  • 1583: Senopati, rei de Mataram, empreende a conquista do centro de Java e do Pasisir[4]
  • 1597: Cornelis de Houtman faz escala em Banten
  • 1619: a VOC (Vereenigde Oostindische Compagnie ou "Companhia Neerlandesa das Índias Orientais" conquista Jayakarta e funda Batávia)
  • O neto de Senopati toma o título de Sultan Agung ("grande sultão", reinou de 1613 a 1646) e ataca o resto de Java. Agung cerca Batávia, mas não obtém êxito.
  • Século XVII: guerras de successão no reino de Mataram.
  • 1755: tratado de Giyanti. Mataram é dividida em dois reinos : Surakarta e Yogyakarta.
  • 1770: os príncipes de Blambangan convertem-se ao Islão
  • 1799: a VOC vai à falência; os seus activos são tomados pelo governo dos Países Baixos.
  • 1825: o príncipe Diponegoro de Yogyakarta levanta armas contra os neerlandeses; esta "guerra de Java" termina em 1830 (15 000 mortos no exército neerlandês, mais de 200 000 na população javanesa, num total à época de entre 4 e 5 milhões de habitantes).
  • século XIX: os neerlandeses exploram a ilha do ponto de vista económico; o governador van den Bosch põe em prática um sistema de culturas (cultuurstelsel) forçadas
  • 1870: uma lei agrária de 1870 abre Java à iniciativa privada

Dados[editar | editar código-fonte]

  • População: 121 352 608 (a ilha mais habitada do mundo)
  • Área: 132 186 km²
  • Densidade demográfica: 918,04 h/km²
  • Maior cidade: Jacarta
  • Ponto mais alto: Monte Semeru (3676 m)
  • Gentílico: Javanês

Cidades importantes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Raffles, Thomas E. : " The History of Java". Oxford University Press, 1965. Page 2
  2. Hatley, R., Schiller, J., Lucas, A., Martin-Schiller, B., (1984). "Mapping cultural regions of Java" in: Other Javas away from the kraton. pp. 1–32.
  3. Ricklefs, M.C. (1991). A History of Modern Indonesia since c.1300 (2nd edition) (London: MacMillan). p. 15. ISBN 0-333-57690-X. 
  4. Pope, G G (1988). «Recent advances in far eastern paleoanthropology». Annual Review of Anthropology [S.l.: s.n.] 17: 43–77. doi:10.1146/annurev.an.17.100188.000355. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

(notícias)
Terremoto atinge Indonésia e deixa milhares de mortos, 27 de Maio, 2006
Um terremoto de 6,2 graus na escala Richter atingiu a ilha de Java neste sábado às 5h54 locais (19h54 de sexta-feira em Brasília), matando mais de 2700 pessoas e ferindo outras milhares de acordo com as estimativas do governo indonésio.


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Indonésia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.