Thomas Stamford Raffles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Thomas Stamford Raffles
Nascimento 5 de julho de 1781
Port Morant, Jamaica
Morte 5 de julho de 1826 (45 anos)
Baret, Inglaterra
Residência Londres
Sepultamento Londres
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Cidadania Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Progenitores
  • Benjamin Raffles
  • Anne Lyde
Cônjuge Olivia Mariamne Devenish, Sophia, Lady Raffles
Ocupação botânico, ornitólogo, político, viajante
Prêmios
Título Knight Bachelor
Causa da morte acidente vascular cerebral

Thomas Stamford Bingley Raffles (No mar, frente a Port Morant, Jamaica, 5 de julho de 1781 [1]– Baret, Inglaterra, 5 de julho de 1826)[2] foi um estadista britânico famoso por ter fundado Cingapura. Ele serviu como vice-governador de Java (1811-1815) e governador geral de Bencoolen (1817-1822).

Raffles é creditado com a criação do Império Britânico no Extremo Oriente.[3] Ele fundou o porto de Cingapura em 1819 para garantir o acesso britânico aos mares da China; em 1824, o Império Holandês desistiu de suas reivindicações sobre Cingapura.

Ele também escreveu The History of Java (1817).[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Thomas Stamford Raffles nasceu na costa da Jamaica, a bordo de um navio mercante comandado por seu pai, que deixou sua família na pobreza ao morrer, forçando Raffles a deixar a escola, e foi autodidata.[5]

Trajetória profissional[editar | editar código-fonte]

Aos 14 anos, Raffles ingressou na Companhia Britânica das Índias Orientais.[5] Depois de ser nomeado secretário do governador de Pinang (atual Malásia), aos 23 anos empreendeu um estudo sobre os povos malaios e os conhecimentos adquiridos lhe permitiram desempenhar um papel fundamental em 1811, quando o Reino Unido derrotou as forças franco-holandesas após a invasão de Java. Mais tarde, ele foi nomeado vice-governador e introduziu várias reformas com o objetivo de transformar o sistema colonial holandês.[6]

Posteriormente, ele retornou à empresa, que considerou suas reformas muito caras e, embora mais tarde tenha retomado suas funções no Sudeste Asiático, sua autoridade era então limitada. Enquanto isso, ele foi nomeado cavaleiro em 1816.[6]

Fundação da Cingapura moderna[editar | editar código-fonte]

Raffles aumentou a influência britânica no sudeste da Ásia, estabelecendo e fundando a colônia de Cingapura em 1819, com a permissão do Sultanato de Johor.  Decidiu criar um porto comercial, necessário em virtude da troca de mercadorias entre a China e o Reino Unido. Retornou então a Bengkulu, onde permaneceu por três anos, retornando a Cingapura em 1822 para organizar a administração colonial da ilha. Seu governo estabeleceu a entrada gratuita no porto e em condições de igualdade para os navios de qualquer nacionalidade. Em troca, através do Tratado de 1824, o Império Holandês desistiu de reivindicar seus direitos de posse de Cingapura.[5]

Em 1823, ele fundou a primeira escola secundária em Cingapura. Foi chamado de Singapore Institution até depois de sua morte, quando o nome foi alterado para Raffles Institution, em sua homenagem.

Retorno à Inglaterra e morte[editar | editar código-fonte]

A saúde de Raffles piorou e ele teve que retornar à Inglaterra em agosto de 1824. Sua coleção de antiguidades e história natural o tornaram uma figura popular no mundo da alta sociedade e da ciência em seu país. Ele participou da fundação da instituição que criou o Zoológico de Londres.[5]

Raffles morreu de derrame cerebral em seu 45º aniversário, 5 de julho de 1826.

Obras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sophia Raffles (1830). Memoir of the Life and Public Services of Sir Thomas Stamford Raffles, F.R.S. &c.: particularly in the government of Java, 1811–1816, and of Bencoolen and its dependencies, 1817–1824 : with details of the commerce and resources of the Eastern archipelago, and selections from his correspondence. [S.l.]: John Murray, London. p. 2 
  2. Raffles, Sophia (1835). Memoir of the Life and Public Services of Sir Thomas Stamford Raffles, Volumen 1 (em inglês). [S.l.: s.n.] ISBN 0282976957 
  3. «Encyclopædia Britannica; Raffles, Sir (Thomas) Stamford». Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
  4. Raffles, Thomas Stamford (1 de setembro de 2015). The History of Java, v. 1-2 (em inglês). [S.l.: s.n.] 
  5. a b c d Horrillo, Victoria. «Raffles, Sir Thomas Stamford (1781-1826)». Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
  6. a b «Encyclopædia Britannica; Raffles, Sir (Thomas) Stamford». Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.