Grupo Rio Tinto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rio Tinto (empresa))
Ir para: navegação, pesquisa
Grupo Rio Tinto
Razão social Rio Tinto plc & Rio Tinto Limited
Tipo Empresa de capital aberto
Cotação
Indústria Metais e Mineração
Fundação 1873 (1873)
Sede
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave
  • Simon Thompson, Presidente do conselho de administração [1]
  • Jean-Sébastien Jacques,[2] Diretor executivo
Empregados 50,000 (2017)[3]
Produtos Minério de ferro, Bauxita, Alumina, Alumínio, Cobre, Molibdênio, Ouro, Diamantes, Carvão, Urânio, Dióxido de titânio, Boratos, Sal, Talco
Subsidiárias Rio Tinto Alcan
Lucro Aumento US$ 8.851 bilhões (2017)[4]
Faturamento AumentoUS$ 40.030 bilhões (2017)[4]
Website oficial www.riotinto.com

O Grupo Rio Tinto é um conglomerado anglo-australiano com escritório central em Londres, no Reino Unido. Produz minério de ferro, cobre, alumínio, carvão, dióxido de titânio, boro, talco, urânio e diamantes.

O grupo possui operações em mais de 20 países de cinco continentes: América do Norte, Oceania, América do Sul, África e Europa.

História[editar | editar código-fonte]

A empresa britânica Rio Tinto Company foi formada para explorar minas de cobre no Rio Tinto, no sul da Espanha, e daí leva seu nome.

No dia 7 de novembro de 2007 a BHP Billiton, maior rival da Rio Tinto, tentou comprá-la - o que seria uma das maiores aquisições da história. No entanto, a Rio Tinto recusou a oferta.[5]

O Grupo Rio Tinto é uma empresa mista negociada tanto na Bolsa de Londres, onde é um componente do índice FTSE 100[6] e o Australian Securities Exchange, onde é um componente do índice S&P/ASX 200.[7] Em 2007, a empresa foi avaliada em 147 bilhões de dólares.[8][9]

Foi eleita pelo Great Place to Work Institute (GPTW) como uma das cem melhores empresas para se trabalhar no Brasil.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rio Tinto (4 de dezembro de 2017). «Simon Thompson to succeed Jan du Plessis as chairman» (PDF) (Nota de imprensa). Rio Tinto. Consultado em 16 de março de 2018. 
  2. Chambers, Matt (17 de janeiro de 2013). «Sam Walsh to lead Rio Tinto after Tom Albanese steps down as chief executive». The Australian. Consultado em 17 de janeiro de 2013. 
  3. «Our business» (PDF). Rio Tinto Group. Consultado em 11 de abril de 2017. 
  4. a b «Annual Report 2017» (PDF). Rio Tinto. Consultado em 16 de março de 2018. 
  5. «BHP Billiton tentou comprar a Rio Tinto, que rejeitou a proposta da gigante». InfoMoney. 8 de novembro de 2007. Consultado em 4 de dezembro de 2013. 
  6. "Rio Tinto Plc Ord 10P". London Stock Exchange – Detailed Prices. London Stock Exchange.
  7. "S&P/ASX 200 Fact Sheet" (PDF). Standard & Poor's.
  8. Freed, Jamie (1 de fevereiro de 2008). «Chinese raid on Rio Tinto could thwart BHP». Sydney Morning Herald (em inglês). Fairfax Digital. Consultado em 4 de dezembro de 2013. 
  9. «BHP makes £120bn Rio bid approach». BBC News. 8 de novembro de 2007 
  10. Revista Época, n. 588, 24 de agosto de 2009.

ligações externas[editar | editar código-fonte]