Scientific Linux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde agosto de 2015).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Logo do Scientific Linux

Scientific Linux (SL) é uma distribuição Linux produzida pela Fermi National Accelerator Laboratory e do European Organization for Nuclear

Research(CERN). Ele é um sistema operacional livre e de código aberto baseado na Red Hat Enterprise Linux e pretende ser "o mais próximo possível da distribuição de empreendimento comercial como podemos obtê-lo".

Bases[editar | editar código-fonte]

Este sistema é derivado do software livre e de código aberto disponibilizado pela Red Hat, Inc., mas não é produzido, mantido ou apoiado pela Red Hat. Ele foi feito a partir do código-fonte de versões da Red Hat Enterprise Linux, nos termos e condições da EULA da Red Hat Enterprise Linux e da GNU General Public License.

Scientific Linux 7.0

Fermilab já teve uma distribuição Linux conhecida como Fermi Linux LTS 3.0.1, baseada na Red Hat Enterprise Linux. CERN estava criando sua próxima versão do Cern Linux, também baseado no RHEL. CERN contactou Fermilab em fazer uma versão colaborativa. Connie Sieh foi o principal desenvolvedor e motorista por trás dos primeiros protótipos e liberação inicial. O primeiro lançamento oficial do Scientific Linux foi a versão 3.0.1, lançada em 10 de maio de 2004.

Scientific Linux agora é mantido por uma cooperativa de laboratórios de ciências e universidades. A Fermilab e CERN são seus patrocinadores principais.

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O objetivo principal do Scientific Linux é uma distribuição Linux comum para vários laboratórios e universidades ao redor do mundo, reduzindo assim o esforço duplicado. Os principais objetivos são ter tudo compatível com a Red Hat Enterprise Linux com adições de apenas pequenas mudanças e para permitir a fácil personalização de um site, sem perturbar a base Linux.

A distribuição é chamada Scientific Linux porque foi inicialmente feita e utilizada por laboratórios científicos. Ela não contém uma grande coleção de software científico. No entanto, ela oferece uma boa compatibilidade para instalar o software.

Scientific Linux é uma cópia da Red Hat Enterprise Linux, com os componentes protegidos, como marcas registradas da Red Hat, removidas se tornando livremente disponível. Novas versões são tipicamente produzidos cerca de dois meses depois de cada lançamento da Red Hat assim como uma distribuição completa igual a dois DVDs, Scientific Linux também vem em versões LiveCD e LiveDVD.

Ela vem com uma ampla gama de software. Ela oferece Wi-Fi e Bluetooth out of the box, e vem com codecs multimídia, compartilhamento Samba, Compiz, bem como servidores e clientes, clientes de armazenamento, redes e ferramentas de administração do sistema.

Ele também contém um conjunto de ferramentas para fazer versões personalizadas, permitindo assim que as instituições e os indivíduos possam criar a sua própria variante.