Antergos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antergos
Antergos logo

Antergos Linux.png
Antergos usando GNOME 3.22
Desenvolvedor Alexandre Filgueira e time[2]
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançado em maio de 2012 (7 anos)
Versão estável 19.4[3] Rolling release / 4 de abril de 2019[4]
Língua natural Multilíngue
Família Arch Linux
Núcleo Linux
Método de atualização Pacman
Gerenciamento de pacotes Pacman
Interface Cinnamon, GNOME, KDE, MATE, OpenBox, Xfce
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Descontinuado
Website antergos.com
Posição no Distrowatch Antergosª (em inglês, em castelhano, em francês, em alemão, em tcheco/checo, em japonês e em chinês).
Origem comum Flag of Spain.svg Espanha
Portal do Software Livre

Antergos foi uma distribuição Linux baseada em Arch Linux. A palavra Antergos vem do galego Antergos (significado: antepassados) e foi escolhida "para ligar o passado com o presente".[5] Ele usa o GNOME 3 como ambiente de área de trabalho durante a instalação, mas é possível escolher qual ambiente o usuário deseja usar em seu sistema: Cinnamon, Deepin, GNOME 3, MATEKDE Plasma, OpenBox ou Xfce. Ele foi lançado em julho de 2012, como Cinnarch e aproximadamente em maio de 2013, já havia sido classificado entre as top 30 distribuições mais populares no DistroWatch.[6] 

História e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, o projeto começou como Cinnarch[7][8] e o ambiente de área de trabalho utilizado por esta distribuição foi Cinnamon, um fork do GNOME, desenvolvido pela equipe do Linux Mint. Em abril de 2013, a equipe mudou o padrão do ambiente de área de trabalho Cinnamon para a versão GNOME 3.6, dada a dificuldade de manter o Cinnamon (que não tinha prioridade para ser compatível com as mais recentes bibliotecas GTK) nos repositórios de uma rolling release, como o Arch Linux. A distribuição foi, portanto, renomeada para Antergos e lançado sob o novo nome, em Maio de 2013.[9][10][11]

Outras mudanças no padrão de configuração do sistema: Nautilus substituiu o gerenciador de arquivos Nemo, GDM substituiu o MDM (Mint Display Manager) como gerenciador da área de trabalho e Empathy substituiu Pidgin como o serviço de mensagens.

Desde a versão 2014.05.26, Antergos fez uma parceria com o projeto Numix para trazer ícones Numix-Square e um tema exclusivo, Numix-Frost, para o sistema operacional.[12]

Em 21 de maio de 2019, os desenvolvedores anunciaram o fim do desenvolvimento do projeto, alegando falta de tempo para trabalhar nele. Eles explicaram: "Hoje, estamos anunciando o fim deste projeto. Como muitos de vocês provavelmente perceberam nos últimos meses, não temos mais tempo livre suficiente para manter adequadamente o Antergos. Chegamos a essa decisão porque acreditamos que continuar a negligenciar o projeto seria um grande desserviço para a comunidade. Tomar essa ação agora, enquanto o código do projeto ainda funciona, oferece uma oportunidade para que os desenvolvedores interessados aproveitem o que consideram útil e iniciem seus próprios projetos."[13][14]

Os desenvolvedores indicaram que os usuários existentes deixarão de receber atualizações do Antergos, eventualmente os repositórios do Antergos serão removidos através de uma atualização e os usuários ficarão essencialmente rodando o Arch Linux. Os fóruns e wiki serão mantidos por um período máximo de três meses.[13][14]

Instalação[editar | editar código-fonte]

Antergos apresenta o instalador gráfico Cnchi. O instalador faz o boot em um GNOME desktop, mas durante a instalação dá as opções para escolher entre os ambientes de trabalho GNOME 3, Cinnamon, o MATE, KDE Plasma, Xfce e Openbox .[15] Uma conexão de rede é necessária para iniciar a instalação, e para atualizar automaticamente o instalador Cnchi antes de iniciar a instalação.

Gerenciamento de pacotes[editar | editar código-fonte]

Antergos é uma rolling release e utiliza repositórios oficiais do Arch Linux e o AUR, juntamente com seus próprios repositórios de software.[16] É baseado no Pacman contendo um instalador gráfico.[17] O gerenciamento de pacotes é via pacman e um GUI front-end chamado Pamac.[18]

Antergos não vem com um conjunto de aplicativos de escritório padrão. No entanto, desde os primeiros lançamento do Cinnarch teve o LibreOffice Installer para Arch Linux, que torna mais fácil para selecionar e baixar os componentes requeridos pelos LibreOffice .[19]

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

A primeira imagem ISO com o nome de Cinnarch foi lançada em 7 de Maio de 2012, acompanhada por uma mensagem no fórum do Arch Linux notificando os usuários da versão.[20] A primeira versão, sob o nome Antergos foi lançada em 12 de Maio de 2013.[21][22]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons


Este artigo relativo a GNU/Linux é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.