Mageia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mageia
Mageia Logo

Desktop Mageia 6
Mageia 6 utilizando o KDE 5.8.7
Desenvolvedor Mageia
Arquiteturas x86 x86-64
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançado em 1 de junho de 2011 (7 anos)
Versão estável Mageia 6.1 / 5 de outubro de 2018; há 11 meses
Versão em teste Mageia 7 (ainda não lançada) /
Língua natural Multilíngue [2]
Família Red Hat Linux
Núcleo Linux
Método de atualização urpmi
Gerenciamento de pacotes RPM
Interface KDE, GNOME, LXDE,LXQT, XFCE, Cinnamon, Enlightenment, MATE
Licença GNU GPL e outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website www.mageia.org., acessado pela última vez há 338 semanas
Posição no Distrowatch (em inglês, em castelhano, em francês, em alemão, em tcheco/checo, em japonês e em chinês).
Origem comum  França
Portal do Software Livre

Mageia é um sistema operacional linux, uma distribuição Linux disponibilizada como software livre e código aberto, criada a partir de um fork da distribuição Mandriva Linux [3]. A Mageia é desenvolvida de forma comunitária, com a contribuição de usuários e desenvolvedores de diversos países, com líderes eleitos[4] pela comunidade, sob a coordenação da Mageia.Org[5], uma associação francesa sem fins lucrativos.

Criação[editar | editar código-fonte]

Em 18 de setembro de 2010, um grupo que foi formado por Raul professor da micro pro rio claro ex-empregados da empresa Mandriva, apoiado por desenvolvedores, usuários e simpatizantes da comunidade Mandriva, anunciou que iriam desenvolver um fork da distribuição Mandriva, que recebeu o nome de Mageia. Esta decisão foi uma resposta às ações que culminaram com a demissão da maioria dos funcionários que trabalhavam no desenvolvimento da distribuição Mandriva, quando a Edge-IT (uma empresa que pertencia à Mandriva SA) foi liquidada. [6] [7] [8] [9] [10]

O grupo explicou que "não querem ser dependentes da economia flutuante e errática, e os inexplicáveis movimentos estratégicos de uma empresa."

Em 2010 foi criada a associação Mageia.Org [11], entidade francesa sem fins lucrativos, que trata dos aspectos legais relacionados a distro, com seus líderes eleitos pela comunidade. A distro Mageia é mantida por doações[12], e desenvolvida colaborativamente, com a disponibilização de hospedagem do código e software da distribuição, marketing, comunicação e promoção de eventos, sendo os dados, factos, desenhos, etc passaram a ser partilhados e discutidos através da comunidade.

O significado da palavra Mageia (μαγεία em grego significa magia [13] ) surgiu para ter uma referência simbólica ao antigo nome da distribuição chamada Mandrake (o mágico), atualmente Mandriva Linux.

Mageia teve uma rápida ascensão na popularidade: Em agosto de 2012, menos de dois anos após o seu nascimento, tornou-se a 2ª no ranking de popularidade do DistroWatch [14] [15] [16] (no período dos últimos 6 meses).

Ciclo de lançamento[editar | editar código-fonte]

O ciclo de lançamento do Mageia [17] [18] é de 9 meses, com suporte por 18 meses para versões normais. As últimas versões têm conhecido atrasos, desde que passaram 24 meses entre a versão 5 e a 6.

Primeiro lançamento[editar | editar código-fonte]

Versão Alpha 1 [19] (codinome Cantine), da Mageia 1, foi lançada em 15 de Fevereiro de 2011, iniciando o desenvolvimento da primeira versão estável do Mageia 1 que foi lançada no dia 1° de junho de 2011 [20]. O Mageia 1.0 possui o codinome Cantine.


Histórico das Versões[editar | editar código-fonte]

Legenda[editar | editar código-fonte]

Cor Significado
Vermelho Lançamento não mais suportado
Amarelo Lançamento ainda suportado
Verde Versão atual
Azul Futuro lançamento

Versões[editar | editar código-fonte]

Nome Versão Data do Lançamento Data do fim do suporte Versão do Kernel
Mageia 1 01 de julho 2011 01 de dezembro de 2012 2.6.38
2 22 de maio de 2012 22 de novembro de 2013 3.3.6
3 19 de maio de 2013 19 de novembro de 2014 3.8.13
4 / (4.1) 01 de fevereiro de 2014 / (20/06/14) 01 de agosto de 2015 3.12
5 / (5.1) 19 de junho de 2015 / (2/12/16) 19 de Setembro de 2018 3.19.8
6 / (6.1) 16 de julho de 2017 16 de janeiro de 2019 4.9.35
7 (Caldeirão)


Mageia 1 Mageia 2 [21] Mageia 3 [22] Mageia 4 / (4.1) [23] Mageia 5 / (5.1) Mageia 6 Mageia 7 (Caldeirão)
DESKTOP
KDE 4.6.2 4.8.2 4.10.2 4.11 4.14.3 Plasma 5.8
GNOME 2.32 3.4.1 3.6.3 3.10.2.1 3.14 3.24
XFCE4 4.8.1 4.9 4.10 4.11 4.12 4.12
LXDE 0.5.5 0.5.5 0.5.5 0.5.5 0.99.0 0.99.2
Razor-Qt - 0.5.2 0.5.2 0.5.3 - -
Enlightenment - E17 E17 E17 E17 E21.8
MATE - - - 1.6 1.8.0 1.18
LXQT - - - - 0.9.0 0.11
CINAMMON - - - 2.0.14 2.4.5 3.2.8
Aplicativos, etc
Firefox 4.0.1 10.0.4 17.0.5 24.2.0 ESR ESR 31.7.0 (38.x) ESR 52.2.0
LibreOffice 3.3.2.2 3.5.3.2 4.0.3 4.1.3.2 4.4.2.2 5.3.4.2
Gimp 2.49b 2.8.0 2.8.2 2.8.6 2.8.14 2.8.22
X.org 7.5 7.6 7.7 7.7 7.7 7.7
Php 5.3.6 5.3.13 5.4.11 5.5.8 5.5.10 5.6.30
Apache 2.2.17 2.2.22 2.4.3 2.4.7 2.4.10 2.4.26
MySQL 5.5.10 - - - - -
MariaDB - 5.5.23 5.5.29 5.5.34 10.0.19 10.0.24

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Site Mageia. «167 idiomas suportados por Mageia». Consultado em 4 de dezembro de 2012 
  2. Site Mageia. «167 idiomas suportados por Mageia». Consultado em 4 de dezembro de 2012 
  3. Site Guia do Hardware. «Mageia: fork do Mandriva». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Site Mageia. «Estrutura de gestão da Mageia (en)». Consultado em 21 desetembro de2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Site Mageia. «Mageia.Org». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. Site Info.abril, em 24/setembro/2010. «Red Hat, Mandrake, Mandriva e Mageia?». Consultado em 03 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 26 de setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. PCWorldl, em 20/setembro/2010. «Desenvolvedores anunciam um "fork" do Mandriva Linux». Consultado em 21 de setembro de 2013. Arquivado do original em 26 de setembro de 2013 
  8. PCWorldl, em 20/setembro/2010. «Mageia: nova distro baseada no Mandriva». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  9. GuiadoHardware, em 19/setembro/2010. «Mageia: fork do Mandriva». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  10. GuiadoHardware, em 21/setembro/2010. «Mandriva: Diretoria expõe nota oficial, controle passa para os russos, e Mageia passa de 50 colaboradores». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  11. Site Mageia. «Estatudo da Mageia.Org». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  12. Site Mageia. «Doadores da Mageia.Org». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  13. Site MyEtmology. «Etimologia da palavra grega mageia (μαγεία)». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. Site BrLinux em 27/08/2012. «Mageia chega ao topo do ranking do Distrowatch, com Mint em segundo». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  15. O Cantinho da Programação. «Ranking do Distrowatch com Mageia em Primeiro e Linux Mint em Segundo». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  16. Site "RTN em 09/09/2012. «Mageia Linux comes into its own, rises to no. 2 at Distrowatch». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  17. Blog Mageia de 04/08/2011. «Mageia 2: ciclo de lançamento, apoio e planejamento». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  18. Site Mageia. «Ciclo de vida». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  19. Blog Mageia de 15/02/2011. «Começando com Mageia! Download disponível!». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  20. Blog Mageia de 01/06/2011. «Nosso bebê está aqui: Mageia 1». Consultado em 03 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  21. Wiki Mageia. «Plano de Desenvolvimento do Mageia 2 (en)». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  22. Wiki Mageia. «Plano de Desenvolvimento do Mageia 3 (en)». Consultado em 21 de setembro de 2013 
  23. Wiki Mageia. «Plano de Desenvolvimento da Mageia 4 (en)». Consultado em 21 de setembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]