LineageOS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
LineageOS
Logótipo
Captura de tela
Produção Comunidade de código aberto do LineageOS
Linguagem C (núcleo), C++ (bibliotecas de terceiros), Java (UI)
Modelo Código aberto
Lançamento 24 de dezembro de 2016; há 23 meses
Versão estável LineageOS 14.1 (Android 7.1.2)
Versão em teste LineageOS 15.1 (Android 8.1)
Núcleo Monolithic (Kernel Linux)
Interface Stock Android launcher (3.x, 4.x)
ADWLauncher (5.x, 6.x, 7.x)
Trebuchet Launcher (9.x, 10.x, 11, 12.x, 13)
Licença Apache License 2 e GNU GPL v2, com algumas bibliotecas proprietárias
Página oficial lineageos.org
Estado de desenvolvimento
Ativo

LineageOS, ou Distribuição Android Lineage OS, é um sistema operacional de código aberto para smartphones e tablets, baseado na plataforma móvel Android, lançado em dezembro de 2016.[1] É o sucessor e derivado (fork) do sistema CyanogenMod[2]

Em 2016, a produtora Cyanogen Inc. anunciou que não atualizaria o sistema e fecharia a infra-estrutura do projeto,[2] devido a problemas financeiros.[3][4] Reteve os direitos de marca e uso do nome Cyanogen, o projeto foi rebatizado com o nome LineageOS.

O projeto LineageOS é baseado no sistema de código aberto Android (construído com o núcleo do sistema Linux) que permite customizações ilimitadas com o objetivo de correções das versões Android editadas pelas fabricantes (ROM), como por exemplo: Motorola, T-Mobile, LG, HTC. Os sistemas modificados são chamadas de Custom ROM,[5] que priorizam o desempenho e a interface funcional, com uma variedade de funções e melhorias que não são encontrados nos sistemas dos fabricantes, tais como: suporte nativo a temas.

Os fabricantes são contra esse tipo de prática de modificação, onde todo tipo de garantia é perdida na alteração da ROM padrão do Sistema.[6]

O projeto usa Gerrit no processo de revisão do código fonto. A última versão nightly é a 15.1 baseada no Android Oreo 8.1(abril de 2018), com o código-fonte do sistema disponível no site GitHub.

Versão 15.1[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2017, o LineageOS na versão de teste 15.1 está com o núcleo da versão 8.1 (Oreo) do sistema Android, e além de receber as novidades do sistema do Google, também inclui suporte a mais dispositivos:[4]

  • BQ Aquaris X5 Plus;
  • BQ Aquaris U Plus;
  • Sony Xperia Z5 Compact;
  • Sony Xperia Z4 Tablet LTE;
  • Sony Xperia Z4 Tablet WiFi;
  • LG K10, e;
  • Fairphone 2.
  • Google LG Nexus 5 .

E inclusão de outras melhorias:[4]

  • O aplicativo Recorder foi reformulado, devido o feedback fornecido pela comunidade;
  • Adicionado Recurso LiveDisplay;
  • Corrigida a vulnerabilidade KRACK Wi-Fi foi tanto no LineageOS 14.1 quanto no 13.0;
  • Os patches de segurança de outubro foram mesclados tanto para LineageOS 14.1 como para 13.0;
  • Os patches de segurança de novembro foram mesclados para LineageOS 14.1 e 13.0;
  • Correção do erro de ignorar a tela de bloqueio ao mudar para um perfil sem trava de configurações rápidas.
  • O assistente para atualizações, entre outras melhorias menores, agora suporta as unificações de dispositivos: quando um dispositivo obtém uma compilação mesclada com outra, o usuário receberá atualizações instantaneamente sem exigir configurações extras para a nova compilação.
  • adicionado suporte para NFC alto nível (precisa ser ativado por dispositivo).
  • Duas novas opções de gestos de tela sensível ao toque foram adicionadas para diminuir e aumentar o volume de mídia.
  • O ícone da bateria foi aprimorado; a porcentagem será exibida no modo de economia de bateria quando a opção "mostrar porcentagem" estiver definida. O ponto de exclamação na bateria também ganhou mais contraste, por isso é mais agradável aos olhos.
  • O aplicativo Calendário agora mostra o início e o fim da semana no título, em vez de mostrar apenas o mês e o ano.
  • melhorias de estabilidade na Galeria.
  • Fazer chamadas de emergência sem um cartão SIM agora é possível.
  • Correção do botão "Instalar" que desaparece durante instalações de APK.

Referências

  1. «É o fim do CyanogenMod (mas ainda há esperança)». Tecnoblog. Tecnoblog. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  2. a b «CyanogenMod, versão alternativa ao Android, é relançada como LineageOS». Techtudo. Techtudo. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  3. «Cyanogen services shutting down». Cyanogen Inc. 23 de dezembro de 2016. Consultado em 24 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2017 
  4. a b c «LineageOS agora inclui novidades do Android 8.1 Oreo com suporte a mais dispositivos». Tudocelular.com 
  5. Globo Comunicação e Participações S.A. «CyanogenMod: O que é e por que usá-la?». Techtudo. Consultado em 26 de fevereiro de 2014 
  6. «Custom Roms - O que são». Techtudo. Techtudo. Consultado em 28 de agosto de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.