Nexus 5X

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nexus 5X
Nexus logo 2015.svg
Visão frontal do Nexus 5X
Nome de código Bullhead
Fabricante LG Electronics
Série Google Nexus
Tipo Smartphone
Lançamento
Ecrã 5,2 in (130 mm), resolução de 1920 x 1080 pixels (423 ppi)
1080p Full HD, painel IPS LCD com Corning Gorilla Glass 3
Câmara 12,3 MP, abertura f/ 2.0, sensor de 1/2.3", pixel de 1.55 µm, flash de LED duplo, autofocus a laser, Sony Exmor IMX377[1]
Segunda câmara 5 MP, pixel 1.4 µm, abertura f/ 2.0, Omnivision OV5693[2]
Sistema operativo Android "Marshmallow" 6.0 atualizável para o "Nougat" 7.1.2)
CPU 1.8 GHz seis núcleos 64-bit ARMv8-A
GPU Adreno 418
Memória 2 GB LPDDR3 RAM
Armazenamento 16 GB or 32 GB
Rede
Bateria 2,700 mAh Li-Po 100 minutos de carga, 6h 25 minutos de uso[3]
Dimensões 147,0 mm (5 79 in) H
72,6 mm (2 86 in) W
7,9 mm (0 31 in) D
Peso 136 g (4 80 oz)
Relacionado Nexus 6P
Sítio oficial www.google.com/nexus/5x
Cronologia
Nexus 5
Google Pixel[4]

O Nexus 5X (codinome bullhead) é um smartphone com sistema operacional móvel Android fabricado pela LG Electronics, e desenvolvido e comercializado pela Google. O aparelho integra a linha Nexus de dispositivos topo de linha da empresa sediada em Mountain View. Lançado em 29 de setembro de 2015, é o sucessor do Nexus 5. Juntamente com o Nexus 6P, foi utilizado no lançamento do Android 6.0 Marshmallow, o qual introduziu uma interface renovada, melhorias de desempenho, maior integração com o Google Now e outros novos recursos.[5] Atualmente, é um dos dos poucos smartphones que podem conectar-se via Project Fi, ao lado do Nexus 6, do Nexus 6P e do Pixel.[6]

Em 4 de outubro de 2016, a Google apresentou o sucessor deste aparelho, o Google Pixel.[4] De acordo com a Google, o Nexus 5X tem a garantia de receber atualizações das versões do Android até setembro de 2017.[7]

Especificações[editar | editar código-fonte]

Hardware[editar | editar código-fonte]

O dispositivo possui um leitor de impressão digital na parte traseira denominado "Nexus Imprint", que pode ser utilizado por aplicativos de outros desenvolvedores.[8] É compatível com o Project Fi, a rede móvel da própria Google.[9]

Com o objetivo de reduzir o consumo de energia, a Google implementou uma nova tecnologia designada como "Android Sensor Hub". Trata-se de um microprocessador secundário de baixo consumo cujo propósito é executar algoritmos para detecção de movimentos de modo a monitorar diretamente o acelerômetro, o giroscópio, o leitor de impressão digital e os sensores da câmera do dispositivo. Este chip executa algoritmos de reconhecimento de atividade que o possibilitam interpretar ações e gestos independentemente do processador principal. Deste modo, a CPU principal permanece inativa até que algo requeira a sua atenção. O "Sensor Hub" reconhece quando o dispositivo é tirado do bolso e exibe automaticamente as notificações em modo econômico, em preto e branco, até que o display seja propriamente ativado. Adicionalmente, o "Sensor Hub" também suporta o loteamento de sensores de hardware, um recurso introduzido com o Android KitKat que possibilita aos sensores, por um curto período de tempo, atrasar a entrega de dados não críticos para o sistema operacional - ao contrário de enviar um fluxo constante de dados para a CPU, o que resultaria no consumo de mais energia. O loteamento de sensores tem sido usado em pedômetros de modo a evitar que o processador principal permaneça constantemente acordado para que cada passo seja aferido.[10][11]

O Nexus 5X possui uma câmera principal Sony IMX377EQH5 de 12,3 megapixels (pixels de 1.55 μm) com abertura focal f/2.0, autofocus a laser e flash de LED duplo. É capaz de gravar vídeos em 4K UHD a 30 quadros por segundo e vídeos em câmera lenta a 120 quadros por segundo. O aparelho também conta com uma câmera frontal Omnivision OV5693 de 5 megapixels.[12][13]

O site iFixit avaliou o Nexus 5X como um smartphone de fácil reparo, sendo os únicos problemas a ausência de uma bateria removível e o display fundido com o vidro frontal.[14]

O Nexus 5X e o 6P foram os primeiros smartphones a utilizarem a conexão USB-C em lugar do conector no padrão Micro-USB[15] Infelizmente, apesar do conector USB-C, a porta USB transfere dados apenas à velocidade USB 2.0 (480 Mb/s), e não à velocidade USB 3.0 (5.0 Gb/s). Além disso, o vídeo não está disponível nesta porta, de modo que adaptadores de Type-C para HDMI não funcionam. Entretanto, há suporte para USB On-The-Go. Google e LG fizeram o carregamento rápido via USB-C compatível com este dispositivo, assegurando até 4 horas de uso para 10 minutos de carga.

Software[editar | editar código-fonte]

O smartphone originalmente vinha de fábrica com o sistema operacional Android na versão 6.0 "Marshmallow". Esta versão inclui os recursos "Now On Tap", a função de economia de bateria conhecida como "Doze", a possibilidade de editar as permissões de cada aplicativo, e suporte ao leitor de impressão digital "Google Imprint".[16]

Em dezembro de 2015, a Google lançou o Android 6.0.1 Marshmallow para o Nexus 5X, e também para outros smartphones.[17]

Em 22 de agosto de 2016, a Google disponibilizou o Android 7.0 Nougat para o Nexus 5X, bem como para outros aparelhos.[18]

Em 6 de dezembro de 2016, a Google lançou o Android 7.1.1 Nougat para o Nexus 5X, assim como para vários outros dispositivos.[19]

Design[editar | editar código-fonte]

As opções de cores incluem carbono, quartzo e gelo. O corpo do aparelho é constituído por um polímero plástico duro, com o sensor de proximidade, o sensor de luminosidade e o alto-falante acima do display. A saída de áudio fica localizada abaixo do display, e o LED RGB de notificações, abaixo dela. A câmera frontal fica na frente do aparelho. A parte traseira do dispositivo, por sua vez, inclui uma câmera de 12,3 megapixels, o leitor de impressão digital "Google Imprint", um flash de LED duplo e o sensor de autofocus a laser da LG.[20] De um lado do aparelho, encontra-se a entrada para o cartão nano SIM, e do outro, o botão de energia e os botões de volume. Os microfones estão no topo e na base do smartphone.[21]

Problemas[editar | editar código-fonte]

Alguns Nexus 5X, nos lotes iniciais, apresentavam displays amarelados, que foram substituídos pela Google.[22]

Alguns usuários apontaram problemas de sensibilidade ao toque na tela quando o carregador de bateria estava conectado ao dispositivo.[23]

Alguns usuários também relataram loops de inicialização espontâneos e irrecuperáveis. O problema tornou-se mais proeminente após a atualização para o Android 7.0. No entanto, usuários também alegaram estar sendo afetados no Android 6.0.[24] Nenhum padrão claro entre as unidades afetadas surgiu e tampouco uma declaração identificando os modelos atingidos foi emitida pela LG.

Referências

  1. Zimmerman, Steven (12 de outubro de 2016). «Sony IMX378: Comprehensive Breakdown of the Google Pixel's Sensor and its Features». XDA Developers. Consultado em 3 de maio de 2017 
  2. Chester, Brandon (9 de novembro de 2015). «The Google Nexus 5X Review». AnandTech. Consultado em 3 de maio de 2017 
  3. «Google Nexus 5X battery life test results are out». Phone Arena. 19 de outubro de 2015. Consultado em 3 de maio de 2017 
  4. a b «Google Unveils Pixel and Pixel XL with Snapdragon 821 Chipset, Android 7.1 Nougat, and Google Assistant». 4 de outubro de 2016. Consultado em 3 de maio de 2017 
  5. Hall, Chris (19 de outubro de 2015). «Nexus 5X official: What's the story so far?». Pocket-lint. Consultado em 2 de maio de 2017 
  6. «Why is Project Fi only available on the Nexus 6P, Nexus 5X and Nexus 6P?». Google Project Fi. Consultado em 2 de maio de 2017 
  7. «Check & update your Android version - Nexus Help». support.google.com. Consultado em 2 de maio de 2017 
  8. «Hands-on with Google's new Nexus 6P smartphone». The Verge. 29 de setembro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  9. «Nexus 5X and Nexus 6P will be available on Project Fi». Android Central. 29 de setembro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  10. «Google's Android Sensor Hub knows how your Nexus is moving». Engadget. 29 de setembro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  11. «The New Android Sensor Hub Will Significantly Improve Idle Battery Life While Doing More With Sensor Data». Android Police. 29 de setembro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  12. «Nexus 5X hands-on: a look at Google's new affordable phone». Android Authority. 29 de setembro de 2015. Consultado em 3 de maio de 2017 
  13. «Google Nexus 5X Pros And Cons». Tech Gadget 360. 16 de outubro de 2015. Consultado em 3 de maio de 2017 
  14. «LG Nexus 5X is quite easy to repair according to iFixit». GSMArena.com. 22 de outubro de 2015. Consultado em 3 de maio de 2017 
  15. «Google's Nexus didn't just pull an Apple with USB-C». SlashGear (em inglês). 2 de outubro de 2015. Consultado em 3 de maio de 2017 
  16. «Android – Marshmallow». android.com. Consultado em 3 de maio de 2017 
  17. Sivanandan, Anvinraj (8 de dezembro de 2015). «Android 6.0.1 Marshmallow With New Emoji Available For Nexus 6P, Nexus 5X, Nexus 6, Nexus 5, Nexus 9, Nexus 7 (2013)». International Business Times. IBT Media Inc. Consultado em 3 de maio de 2017 
  18. Whitwam, Ryan (22 de agosto de 2016). «Android 7.0 Nougat is rolling out to Nexus devices starting today». Android Police. Illogical Robot LLC. Consultado em 3 de maio de 2017 
  19. Fonts, Agustin (5 de dezembro de 2016). «A sweet update to Nougat: Android 7.1.1». The Keyword. Google Inc. Consultado em 3 de maio de 2017 
  20. «Nexus 5X». google.com. Consultado em 2 de maio de 2017 
  21. «Nexus 5X VS Nexus 6P: All The Differences To Help You Decide Which One To Pick». Android Police. 29 de setembro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  22. «Some Nexus 5X devices have a display malfunction, Google will happily replace it». TalkAndroid.com. 27 de outubro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  23. «Nexus 5X users reporting issues with touch response during charging». Android Authority. 20 de novembro de 2015. Consultado em 2 de maio de 2017 
  24. «Nexus 5X Users Stuck In Boot Loops After Android 7.0 Update». Ubergizmo. 21 de setembro de 2016. Consultado em 2 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal: