Sande (Lamego)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Sande  
—  Freguesia  —
Brasão de armas de Sande
Brasão de armas
Localização no concelho de Lamego
Localização no concelho de Lamego
Sande está localizado em: Portugal Continental
Sande
Localização de Sande em Portugal
Coordenadas 41° 07' 27" N 7° 47' 09" O
País  Portugal
Concelho LMG.png Lamego
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Sebastião Ribeiro de Paiva (PPD/PSD.CDS-PP)
Área [1]
 - Total 3,13 km²
População (2011) [2]
 - Total 916
    • Densidade 292,7 hab./km²
Orago São Tiago

Sande é uma freguesia portuguesa do concelho de Lamego[3], com 3,13 km² de área e 916 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 292,7 hab/km².

Foi vila e sede de concelho entre 1514 e 1836.[4] Era constituído apenas pela freguesia da sede e tinha, em 1801, 515 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Situada na ladeira da Serra de S. Domingos e atravessada pelo rio Varosa, Sande é uma freguesia do concelho de Lamego, de cuja sede dista aproximadamente 6 km. tem como vizinhas a freguesia de Cambres (1 km) a Norte, Valdigem (2 km) a Este, e Almacave (1 km) a Sul e Oeste.

Está implantada numa área de 3,11 km². O pároco da freguesia em 1758, no relatório que fez a pedido do Marquês de Pombal, refere que «é bom clima de terra, e aprazível em seus frutos e regalos, com bastantes águas de fontes, com vinhos do melhores e por isso decantados em todo o reino pela sua singularidade; e produz também a terra deliciosas frutas de toda a casta».

O território desta freguesia, por ser tão fértil e ter um bom clima, começou a ser povoado muito cedo; deduz-se que desde a época romana.

O topónomo da freguesia advém do nome de um proprietário (Sandus) de uma Villa rústica (Villa Sandi). As Villas organizavam-se aqui por haver condições ideais para tal.

Nos séculos IX, X e XI esta região foi repovoada por gentes do Norte e das Astúrias.

No século XII, a família de Egas Moniz é citada como tendo aqui grandes interesses patrimoniais e económicos. Depois, foram os mosteiros de Salzedas e Tarouca que ocuparam parte destas terras, adquiridas por compra, doação, permutas, etc..

Em 1290 as Inquirições de D. Dinis assinalavam em Sande três "quintãs" fidalgas.

Em 1297/98, o cabido de Lamego cedeu ao Bispo D. Vasco de Alvelos a «quintã» de Sande e suas pertenças.

No principio do século XIV Sande não tinha qualquer autonomia municipal; esta adveio-lhe ao ser separada do termo de Lamego para ser doada a fidalgos, por D. João I.

Em 17 de Maio de 1514 (século XVI), Sande recebeu foral, dado por D. Manuel I.[4]

Em termos eclesiásticos a freguesia é de tradições antigas, pois é uma paróquia talvez anterior à Nacionalidade.

Nos tempos de S. Gens em Sande de Cima, e de S. Veríssimo, (chamada igreja nas Inquirições de 1258) há recordações de cultos locais medievos.

A vigararia de Sande estava já instituída no século XVI, talvez já anexa à de Avões.

A meados do século XVII, S. Tiago de Sande pertencia à Ordem de Cristo, à qual paga dízimos.

População[editar | editar código-fonte]

Evolução da População  1864 / 2011
População da freguesia de Sande [5]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
603 633 670 634 705 702 823 908 910 1 053 1 031 1 158 1 216 1 134 916
Evolução da População  1864 / 2011
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 225 197 605 107 19,8% 17,4% 53,4% 9,4%
2011 130 123 533 130 14,2% 13,4% 58,2% 14,2%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Símbolos heráldicos[editar | editar código-fonte]

Brasão: escudo de ouro, vieira de púrpura realçada de prata, cálice de vermelho realçado de negro e almotolia de verde, as três figuras postas em roquete; campanha ondada de azul e prata de cinco peças. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro: "SANDE - LAMEGO".

Bandeira: esquartelada de púrpura e amarelo. Cordão e borlas de ouro e púrpura. Haste e lança de ouro.

Selo: nos termos da Lei, com a legenda: "Junta de Freguesia de Sande - Lamego".

Parecer emitido pela Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses, nos termos da Lei nº 53/91, em 19 de Julho de 2000 e publicado no Diário da República III Série nº 231 de 6 de Outubro de 2000. Os Símbolos Heráldicos da Freguesia encontram-se registados na Direcção Geral das Autarquias Locais com o nº 268/2000 de 19 de Outubro de 2000.

Simbologia[editar | editar código-fonte]

Coroa Mural: Por via do Foral Novo de D. Manuel I, de 17 de Maio de 1514.

Vieira: Representa o orago da freguesia S. Tiago.

Cálice e Almotolia: Representam a agricultura, a vitivinicultura, com especial destaque para «Vinho do Porto, e a olivicultura».

Burelas Ondadas: Representam o rio Varosa, que atravessa a freguesia de Sande.

Festas e romarias[editar | editar código-fonte]

Festa em Honra de São Tiago Realiza-se no 3º Domingo de Julho em Sande e tem a duração de três dias. É a festa principal da Freguesia. Todos os Sandinos que residem fora da terra natal por esta altura regressam, os que se encontram mais perto, para assistir aos festejos e os emigrantes para festejarem e estarem com os seus familiares. A festa em honra do padroeiro, sempre estará nos seus corações.

Além da parte religiosa, existe também o lado profano com a actuação de conjuntos musicais e baile.

Festa de Santa Luzia Tem lugar no Domingo seguinte ao dia 13 de Dezembro, em Cimo de Sande. Tem a duração de três dias.

No Sábado antes da festa, à tarde, as pessoas juntam-se para acompanharem o andor de Santa Luzia, desde a capela até à igreja matriz. No Domingo ao fim da tarde, realiza-se a procissão de Triunfo à volta da freguesia. Na manhã de Segunda-feira, Santa Luzia, ao som da banda de música e seguida pelos fiéis da freguesia e de outras terras, recolhe à capela.

Durante a duração da festa, pode assistir-se à actuação de grupos musicais e da banda de música.

Festa de Nossa Senhora da Guia Realiza-se no Domingo a seguir à Páscoa, na Igreja Matriz.

Festa do Corpo de Deus Festa móvel, na Freguesia.

Comunhão Pascal das Crianças das Escolas Realiza-se na semana antes da Páscoa, na Igreja Matriz.

Associações[editar | editar código-fonte]

Associação Desportiva de S. Tiago de Sande Desenvolve a actividade de futebol de onze.

ACERSS - Associação Cultural e Recreativa Santiago de Sande Desenvolve as actividades culturais, festivas, desportivas (cicloturismo e atletismo), Grupo de Bombos.

Clube de Caça e Pesca de S. Tiago de Sande

Referências

  1. «Áreas das freguesias, municípios e distritos da CAOP2013». Separador Areas_Freguesias_CAOP2013. Direcção-Geral do Território. 2013. Consultado em 1 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  3. «Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (pdf). Diário da República eletrónico. Consultado em 1 de Abril de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 6 de Janeiro de 2014 
  4. a b «Paróquia de Sande». Arquivo Distrital de Viseu. Consultado em 19 de Abril de 2014 
  5. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes