Podologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A podologia é a disciplina que se dedica ao estudo dos pés do ponto de vista da sua anatomia e patologia.

História[editar | editar código-fonte]

O termo Podologia origina-se do grego arcaico tendo por prefixo podos = pé, pés e sufixo logos = tratado, estudo, conhecimento. Formando então Podologia: nome da ciência que trata do estudo dos pés. Podologista/podiatra - termo obviamente com as mesmas origens que designa a pessoa que aplica terapia nos pés, com estudo superior ou técnico - científico adequado em Podologia, aprofundado da anatomia, fisiologia, podopatias e conhecimento biomecânico dos pés.

Podologia é um ramo auxiliar da área da saúde cuja atuação concentra-se na anatomia e fisiologia dos pés. Desenvolve conhecimento biomecânico do tornozelo e dos pés, a fim de compreender a marcha e os problemas que a dificultam, podendo desta forma, implementar tratamento prescrito por profissionais da área médica.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

O Brasil conta com alguns cursos de podologia, o curso de tecnologia em podologia que foi aprovado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) através do CONSUN 011/07 de 13/08/2007, e passou a ser oferecido no ano seguinte e que tem duração de dois a três anos, e o curso de técnico em podologia que tem duração de um ano e meio a dois anos, e também o curso de auxiliar de podologia que tem duração variavelmente de um mês, e não é pré-requisito obrigatório para a prática desta ocupação.

Áreas de intervenção[editar | editar código-fonte]

A avaliação pormenorizada de cada pé é essencial para tratar e prevenir lesões e patologias que poderão causar graves problemas na saúde. As principais áreas de intervenção são: a podopediatria, a podogeriatria, o pé de risco (pé diabético), a podologia desportiva e também a podologia laboral.

Podopediatria é o estudo e o tratamento do pé da criança de forma a assegurar um crescimento correto e a evitar futuros problemas.

Podogeriatria é o estudo e o tratamento do pé do idoso. Nesta fase os pés requerem um cuidado especial de forma a manter a mobilidade e a evitar a dor.

Pé de Risco ou Pé Diabético é o estudo e o tratamento do pé que os diabéticos de forma geral sofrem. O acompanhamento preventivo e tratamento minucioso são fundamentais nesta situação.

Podologia Laboral é o estudo e o tratamento do pé associados à realidade laboral, nomeadamente à rotina diária enquanto trabalhadores.

Podologia Desportiva é o estudo e o tratamento do pé associado ao desgaste e cansado exercido pelos desportistas. Nesta situação, o acompanhamento e diagnóstico precoce são ferramentas indispensáveis a uma saudável prática desportiva.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.