Polinésios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Polinésios
Samoan manaia 1896.jpg
Webber poedua.jpg
Robert Dampier (1800–1874), Nahiennaena (1825).jpg
Rewi Manga Maniapoto, by Gottfried Lindauer.jpg
Ika kaha.jpg
Kiekie yams.jpg
Woven Walls of Niue House, Memoirs Bishop Museum, Vol. II, Fig. 43.jpg
Dancer, Tuvalu stage, 2011 Pasifika festival.jpg
População total

2,000,000[1]

Regiões com população significativa
 Nova Zelândia 887 338
 Estados Unidos 820 000
 Austrália 270 843
Polinésia Francesa cerca de 215 000
Samoa 192 342
Tonga 106 036
Ilhas Cook 17 683
 Canadá 10,760
 Tuvalu 10 645
 Chile 5 682
Línguas
Inglês, Línguas polinésias (taitiano, samoano, tonganês, maori, havaiano), dentre outras
Religiões
Cristianismo (96.1%)[2] e Animismo[3]


Os povos polinésios consistem em vários grupos étnicos que falam nativamente línguas polinésias, um ramo das línguas oceânicas, e habitam a Polinésia. Entre as variantes de maior população, estão os maoris, os samoanos, taitianos e tonganeses. Grupos polinésios desempenharam importante papel na história da exploração marítima, assentando-se em ilhas do Havaí antes de 800 d.C,[4] na ilha de Páscoa antes de 1200[5] e na Nova Zelândia pouco depois.

  1. Polynesian men a global sports commodity - Stuff.co.nz
  2. Christianity in its Global Context, 1970–2020 Society, Religion, and Mission, Center for the Study of Global Christianity
  3. Victoria University of Wellington, New view of Polynesian conversion to Christianity, 4 Apr 2014
  4. Kirch, Patrick (2001). Hawaiki. p. 80. Cambridge University Press. ISBN 978-0-521-78309-5.
  5. Hunt, Terry (2011). The Statues that Walked: Unraveling the Mystery of Easter Island. Free Press. ISBN 1-4391-5031-1.