Polinucleótido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um polinucleótido (português europeu) ou polinucleotídeo (português brasileiro) (do grego πολυς, polys, "vários") é um polímero orgânico composto por monómeros nucleotídicos ligados covalentemente numa cadeia linear. O ácido desoxirribonucleico (ADN) e o ácido ribonucleico (ARN) são exemplos de polinucleótidos com diferentes funções biológicas.

Em organismos[editar | editar código-fonte]

Os polinucleótidos ocorrem de forma natural em todos os organismos. O genoma de um organismo é constituído por longos trechos polinucleotídicos que normalmente formam estruturas como a hélice dupla.

Em experiências científicas[editar | editar código-fonte]

Pode obter-se polinucleótidos através da reacção em cadeia da polimerase (PCR), em que ocorre extensão da cadeia nucleotídica a partir de oligonucleótidos (cadeias curtas de nucleótidos) por uma polimerase. Os polinucleótidos podem ser analisados por sequenciação, em que é determinada experimentalmente a sequência de nucleótidos inseridos para formar a cadeia.

Ícone de esboço Este artigo sobre Bioquímica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Portal A Wikipédia possui o portal: