Nucleótido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nucleótidos (português europeu) ou Nucleotídeos (português brasileiro), em bioquímica, são os blocos construtores dos ácidos nucleicos, o DNA e o RNA.

Os nucleótidos são formados pela reação de esterificação entre o ácido fosfórico e os nucleosídeos, que entram na reação como o álcool, reagindo com a hidroxila na posição 3 ou 5.[1] Os nucleosídeos são derivados de bases azotadas, tendo como bloco a purina ou a pirimidina, em que um grupo ribosil, desoxirribosil ou, mais raramente, outros derivados de açúcares, se liga a um grupo amina da base azotada.[2]

Ou seja, um nucleótido pode ser analiticamente considerado como tendo três partes: o ácido fosfórico, um açúcar (ribose, desoxirribose ou outros) e uma base azotada (principalmente citosina, adenina, guanina, timina ou uracila[Nota 1] ).[3]

Elementos estruturais dos nucleótidos.

Os nucleótidos formam os ácidos nucleicos, o DNA e o RNA, que são polímeros dos nucleótidos.[1] [3] A ligação entre os nucleótidos do polímero é através do ácido fosfórico, ou seja, uma ligação diéster.[3]

Notas e referências

Notas

  1. A fonte da University of Arizona, que fala apenas do DNA, não menciona a uracila, que faz parte apenas do RNA.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia celular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.