Portulacaceae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPortulacaceae

Portulaca oleracea
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Eudicotiledôneas
Ordem: Caryophyllales
Família: Portulacaceae
Gêneros
Ver texto.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Portulacaceae

Com distribuição cosmopolita, a família Portulacaceae pertencente à ordem de plantas angiospérmicas Caryophyllales possui cerca de 400 espécies, sendo distribuídas em 30 gêneros. No Brasil, ocorrem 13 espécies, destacando-se o gênero Portulaca.

Em geral, são ervas, árvores ou arbustos, com grande potencial ornamental e medicinal, destacando-se as espécies Portulaca grandiflora (a famosa “onze-horas”) e a Portulaca oleracea.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Portulaca deriva do latim portula, diminutivo de “porta”, que se refere a uma cápsula (flor) que se abre através de uma tampa como uma pequena porta.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Podem ser ervas, geralmente suculentas. Raramente árvores ou arbustos.

Folhas[editar | editar código-fonte]

Com folhas opostas, verticiladas ou alternas simples. Com ou sem estípulas onde,geralmente são escariosas.

Flores[editar | editar código-fonte]

Inflorescência cimosa, às vezes possuindo uma única flor; flores vistosas, bissexuadas ou raramente unissexuadas; monoclamídeas (geralmente com um par de bractéas parecidas com pétalas), cálice com sépalas que variam entre 4-8 mero-petaloide, gamossépalo ou dialissépalo; prefloração imbricada; estames 4-6 ou numerosos, anteras rimosas; ovário ínfero (2-3-9) pluricarpelar, placentação central-livre ou ereta, unilocular, pluriovulado.

Frutos[editar | editar código-fonte]

Fruto do tipo cápsula circunsisa.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Geralmente, as flores dessa família por serem vistosas, são polinizadas por insetos (entomofilia), destacando-se as abelhas, possuindo assim, grandes recompensas de néctar para seus polinizadores.

Já a dispersão de suas sementes se dá por formigas, aves, água ou pelo vento (mirmecocoria, zoocoria, hidrocória e anemocoria, respectivamente).

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:Portulacaceae - map of distribuition.jpg
Mapa de distribuição geográfica da Família Portulacaceae

A família Portulacaceae possui uma distribuição cosmopolita, com cerca de 30 gêneros e 400 espécies, abrangendo mais as regiões tropicais e subtropicais da América do Sul, além da África e Austrália. No Brasil, os gêneros que mais se destacam é o Portulaca ,ocorrendo cerca de 13 espécies em todos os estados do país e o gênero Talinum.


No Rio Grande do Norte, ocorrem os dois gêneros, tanto o Portulaca quanto o Talinum, destacando-se as espécies, Portulaca elatior, Portulaca halimoides, Portulaca halimoides, Portulaca oleracea, Portulaca umbraticola , Talinum paniculatum e Talinum triangulare.

Adaptações/Caracteres Evolutivos[editar | editar código-fonte]

Algumas plantas, acumulando oxalatos livres, podem ter via metabólica CAM ou C4, sendo a CAM registrada diretamente no Ceraria, Portulacaria, Talinum, Anacampseros, Calandrinia e C4 diretamente na Portulaca, Trianthema.

Como algumas podem ser ervas suculentas, seus tecidos internos são modificados, apresentando células aquosas, ricas em açúcares, característico das plantas suculentas.

História[editar | editar código-fonte]

A família Portulacaceae foi introduzida na ordem Caryophyllales pelo botânico estadunidense Arthur John Cronquist(1919 - 1992).

A família é fortemente aninhada entre as outras famílias produtoras de betalaínas da ordem. Atualmente, está intimamente ligada com o Cactaceae, Basellaceae e Didieraceae.

A estreita aliança de Cactaceae com Portulacaceae foi demonstrada com dados morfológicos (pêlos ou escamas presentes na folha-axilas) e dados moleculares.

Importância Econômica[editar | editar código-fonte]

Quanto à economia, muitas espécies como, a Portulaca grandiflora e Portulaca oleracea são utilizadas na gastronomia como saladas ou acompanhamento de peixes, em refogados ou sucos. Possui também propriedades medicinais, sendo empregadas nos tratamentos de infecção urinária, em queimaduras, no tratamento contra úlcera, hemorroidas, vermífuga, cólicas renais. Os emplastos da folha ajudam no tratamento de furúnculos e feridas por exemplo. São usadas também no tratamento de picadas de animais peçonhentos, catarata, hipertensão, dor de garganta, gengivite, colesterol alto, além de possuir atividade anti-inflamatória, antibacteriana. Portulaca pilosa possui propriedades diuréticas, funcionando também como analgésico e aliviando febres.

Grande potencial ornamental é encontrado na família como, uma das espécies de Portulaca, cultivadas no Brasil, conhecida como “Onze-horas” que é a Portulaca grandiflora, possuindo esse nome popular devido sua antese ocorrer em horários mais intensos de sol e fecham-se ao anoitecer. Trata-se de uma planta herbácea, carnosa, com flores bastante decorativas nas cores branca, amarela, roxa, carmim e vermelha. São indicadas para jardins ensolarados, como também para jardineiras e vasos.

Gêneros[editar | editar código-fonte]

Abaixo, a listagem de alguns gêneros da Família Portulacaceae:

Referências

  1. Joly, Aylthon B. (2005), Botânica, introdução à taxonomia vegetal – 13ª Edição.
  2. Souza, Vinicius C. & Lorenzi, Harri (2003), Botânica Sistemática – APG II, 2ª Edição.
  3. Souza, Vinicius C. & Lorenzi, Harri (2009), Botânica Sistemática – APG III, 3ª Edição.
  4. Barboso, Graziela M. & Peixoto, Ariane L. (2002), Sistemática de Angiospermas do Brasil – Volume I, 2ª Edição.
  5. http://floradobrasil.jbrj.gov.br/jabot/listaBrasil/ConsultaPublicaUC/ConsultaPublicaUC.do
  6. http://www.mobot.org/MOBOT/Research/APweb/welcome.html
  7. http://www.ceapdesign.com.br/familias_botanicas/portulacaceae.html
  8. https://sites.google.com/site/florasbs/portulacaceae/beldroega
  9. http://www.plantasmedicinaisefitoterapia.com/plantas-medicinais-portulaca.html
  10. http://www.cultivando.com.br/consulta_plantas_medicinais_aromaticas_e_condimentares_detalhes.html

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Caryophyllales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.