Prémio Goya de melhor realizador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Prêmios Goya foram criados pela Academia das Artes e as Ciências Cinematográficas de Espanha em 1986.

Na seguinte lista mostra-se a relação de todos os ganhadores do Prémio Goya de Melhor Realizador desde a I edição de 1986.

A Academia também entrega o Prémio Goya ao melhor realizador novo desde a criação deste galardão na IV edição de 1989.

Os realizadores de cinema que mais prémios Goya têm obtido à «melhor realização» são Pedro Almodóvar, Alejandro Amenábar, Fernando León de Aranoa e Fernando Trueba, com 2 galardões cada um.

Os realizadores que têm ganhado o prémio de «melhor realização estreante» e «melhor realização» são, por ordem temporária, Fernando León de Aranoa (1997, 1998 e 2002), Alejandro Amenábar (1996, 2001 e 2004) e Juan Antonio Bayona (2007 e 2012).

Os únicos realizadores irmãos que obtiveram o Prémio Goya de «melhor realização» foram Fernando Trueba (1989 e 1992) e David Trueba (2013).

Os realizadores que mais vezes têm obtido o prêmio Goya de «melhor filme» são Pedro Almodóvar, Alejandro Amenábar e Fernando Trueba, com 3 galardões cada um. Nenhum outro realizador conseguiu 2 prémios de «melhor filme».

Os realizadores estreantes que têm conseguido com sua primeira obra o prémio de «melhor filme» são Agustín Díaz Yanes (por Ninguém falará de nós quando tenhamos morrido, 1995), Alejandro Amenábar (por Tese, 1996) e Achero Manhas (por El Bola, 2000). Os três também obtiveram o prémio ao «melhor realizador estreante».

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Vencedor Candidatos
I edição - 1986
Fernando Fernán Gómez

por El viaje a ninguna parte

  • Emilio Martínez-Lázaro por Lulú de noche
  • Pilar Miró por Werther
II edição - 1987
Jose Luis Garci.jpg
José Luis Garci

por Asignatura aprobada

  • Bigas Luna por Angustia
  • Vicente Aranda por El Lute: camina o revienta
III edição - 1988
Gonzalo Suárez.jpg
Gonzalo Suárez

por Remando al viento

IV edição - 1989
Fernando Trueba (Guadalajara).jpg
Fernando Trueba (1)

por El sueño del mono loco

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Vencedor Candidatos
V edição - 1990
Carlos Saura.jpg
Carlos Saura

por ¡Ay, Carmela!

VI edição - 1991
Vicente aranda.jpg
Vicente Aranda

por Amantes

  • Pilar Miró por Beltenebros
  • Imanol Uribe por El rey pasmado
VII edição - 1992
Fernando Trueba (Guadalajara).jpg
Fernando Trueba (2)

por Belle Époque

VIII edição - 1993
Sos del Rey Católico 25.JPG
Luis García Berlanga

por Todos a la cárcel

  • Vicente Aranda por Intruso
  • Juanma Bajo Ulloa por La madre muerta
IX edição - 1994
Imanoluribe-rodajemiel.png
Imanol Uribe

por Días contados

  • José Luis Garci por Canción de cuna
  • Vicente Aranda por La pasión turca
X edição - 1995
Álex de la Iglesia2.jpg
Álex de la Iglesia

por El día de la bestia

XI edição - 1996
Image of none.svg
Pilar Miró

por El perro del hortelano

XII edição - 1997
Image of none.svg
Ricardo Franco

por La buena estrella

  • Adolfo Aristarain por Martín (Hache)
  • Montxo Armendáriz por Secretos del corazón
XIII edição - 1998
Fernando León de Aranoa - Seminci 2011.jpg
Fernando León de Aranoa (1)

por Barrio

XIV edição - 1999
Pedro-Almodovar-Madrid2008.jpg
Pedro Almodóvar (1)

por Todo sobre mi madre

  • Gracia Querejeta por Cuando vuelvas a mi lado
  • José Luis Cuerda por La lengua de las mariposas
  • Benito Zambrano por Solas

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Vencedor Candidatos
XV edição - 2000
Image of none.svg
José Luis Borau

por Leo

XVI edição - 2001
Punto de Prensa (4790120023).jpg
Alejandro Amenábar (1)

por Los otros

XVII edição - 2002
Fernando León de Aranoa - Seminci 2011.jpg
Fernando León de Aranoa (2)

por Los lunes al sol

XVIII edição - 2003
Icíar Bollaín.jpg
Icíar Bollaín

por Te doy mis ojos

XIX edição - 2004
Punto de Prensa (4790120023).jpg
Alejandro Amenábar (2)

por Mar adentro

XX edição - 2005
Isabel Coixet Berlinale 2015.jpg
Isabel Coixet

por La vida secreta de las palabras

  • Alberto Rodríguez por 7 vírgenes
  • Benito Zambrano por Habana Blues
  • Montxo Armendáriz por Obaba
XXI edição - 2006
Pedro-Almodovar-Madrid2008.jpg
Pedro Almodóvar (2)

por Volver

  • Agustín Díaz Yanes por Alatriste
  • Guillermo del Toro por El laberinto del fauno
  • Manuel Huerga por Salvador (Puig Antich)
XXII edição - 2007
Jaime Rosales.jpg
Jaime Rosales

por La soledad

  • Emilio Martínez-Lázaro por Las 13 rosas
  • Icíar Bollaín por Mataharis
  • Gracia Querejeta por Siete mesas de billar francés
XXIII edição - 2008
Javier Fesser.jpg
Javier Fesser

por Camino

  • Álex de la Iglesia por Los crímenes de Oxford
  • José Luis Cuerda por Los girasoles ciegos
  • Agustín Díaz Yanes por Solo quiero caminar
XXIV edição - 2009
Daniel Monzón (director).jpg
Daniel Monzón

por Celda 211

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Vencedor Candidatos
XXV edição - 2010
AgustíVillaronga.jpg
Agustí Villaronga

por Pa negre (Pan negro)

XXVI edição - 2011
Enrique Urbizu.jpg
Enrique Urbizu

por No habrá paz para los malvados

XXVII edição - 2012
J. A. Bayona portrait.JPG
Juan Antonio Bayona

por Lo imposible

XXVIII edição - 2013
David en el cine Sacher de Roma.jpg
David Trueba

por Vivir es fácil con los ojos cerrados

XXIX edição - 2014
Alberto Rodríguez Librero 2015 (cropped).jpg
Alberto Rodríguez

por La isla mínima

XXX edição - 2015
Cesc Gay

por Truman

  • Paula Ortiz por La novia
  • Isabel Coixet por Nadie quiere la noche
  • Fernando León de Aranoa por Un día perfecto

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Realizadores com mais prémios Goya[editar | editar código-fonte]

Realizadores com mais prémios Goya de melhor realização[editar | editar código-fonte]

Realizadores com mais prémios Goya somando a melhor realização e a melhor realização estreante[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
  • 3 prémios: Alejandro Amenábar (2 prémios como melhor realizador e 1 como melhor realizador estreante): (Tesis, Los otros, Mar adentro)
  • 3 premios: Fernando León de Aranoa (2 premios como mejor director y 1 como mejor director novel): (Familia, Barrio, Los lunes al sol). También posee 1 premio como director de mejor película documental (fue dirección compartida).
  • 2 premios: Pedro Almodóvar (2 premios como mejor director): (Todo sobre mi madre, Volver).
  • 2 premios: Fernando Trueba (2 premios como mejor director): (El sueño del mono loco, Belle Époque). También posee premios como director de mejor película documental y mejor película de animación.
  • 2 premios: Juan Antonio Bayona (1 premio como mejor director y 1 como mejor director novel): (El orfanato, Lo imposible).

Realizadores que obtiveram o prêmio Goya de melhor realização estreante e melhor realização[editar | editar código-fonte]

Realizadores galardoados com o prémio Goya de honra[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prémio Goya de Honra
Ano Edição Vencedor Profissão artística
1992 VII edição Manuel Mur Oti (1908-2003) Realizador de cinema e roteirista
1994 IX edição José María Forqué (1923-1995) Director de cinema, roteirista e produtor
1996 XI edição Miguel Picazo (1927-) Director de cinema, roteirista e actor
1999 XIV edição Antonio Isasi-Isasmendi (1927-) Director de cinema, roteirista, produtor e montador
2001 XVI edição Juan Antonio Bardem (1922-2002) Director de cinema e roteirista
2005 XX edição Pedro Masó (1927-2008) Director de cinema, roteirista e produtor
2008 XXIII edição Jesús Franco (1930-2013) Director de cinema, roteirista, produtor, compositor, montador, director de fotografia e actor
2009 XXIV edição Antonio Mercero (1936-) Director de cinema e roteirista
2010 XXV edição Mario Camus (1935-) Director de cinema e roteirista
2011 XXVI edição Josefina Molina (1936-) Directora de cinema e roteirista
2013 XXVIII edição Jaime de Armiñán (1927-) Director de cinema e roteirista
2014 XXIX edição Antonio Bandeiras (1960-) Director de cinema, produtor, roteirista e actor