Praça Luís de Camões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Praça de Luís de Camões
Freguesia(s): Misericórdia
Antiga(s) freguesia(s): Encarnação
Lugar, Bairro: Bairro Alto
Ruas Afluentes: Rua do Alecrim
Rua da Misericórdia
Rua do Loreto
Rua da Horta Seca
Rua das Flores
Nomeação: 12 de outubro de 1860
Homenageado(s): Luís de Camões
Designação anterior: Largo das Duas Igrejas
Praça do Loreto
Lisbon 10064 Lisboa Praça Luís de Camões 2006 Luca Galuzzi.jpg
Praça de Luís de Camões, com a estátua do poeta
Toponímia de Lisboa
Praça de Luís de Camões está localizado em: Lisboa
Praça de Luís de Camões
Localização da Praça de Luís de Camões em Lisboa

A Praça de Luís de Camões, coloquialmente Largo de Camões, localiza-se no Chiado, na freguesia da Misericórdia (até 2013 na freguesia da Encarnação), em Lisboa.

A sua toponímia deve-se por ter sido vontade de ser aí instalada uma estátua ao poeta d'Os Lusíadas, inaugurada em 9 de outubro de 1867, impulsionada pela vontade de enaltecer o patriotismo pela Comissão Central 1.º de Dezembro de 1640.

Nela localiza-se o consulado-geral do Brasil na capital portuguesa e o Ministério da Economia.

Estátua de Luís de Camões[editar | editar código-fonte]

A estátua de Luís de Camões é do escultor Vítor Bastos e foi inaugurada a 9 de outubro de 1867. A figura é de bronze e tem 4 metros de altura, assente sobre um pedestal octogonal rodeado por oito estátuas: Fernão Lopes, Pedro Nunes, Gomes Eanes de Azurara, João de Barros, Fernão Lopes de Cantanhede, Vasco Mousinho de Quevedo, Jerônimo Corte-Real e Francisco Sá de Menezes.[1] O monumento a Camões é o mais antigo de Lisboa dentro do seu género, sendo mais moderno apenas do que a estátua equestre de D. José I.[2]

Placa Intermodal[editar | editar código-fonte]

A praça constitui um cruzamento de carreiras dos serviços regulares da Carris.

A Praça Luís de Camões é ponto de passagem das seguintes carreiras da Carris:

Carreira Percurso
28E Martim Moniz ⇄ Prazeres (Cemitério)
202 Cais do Sodré ⇄ Linda-a-Velha
758 Cais do Sodré ⇄ Portas de Benfica

Referências

  1. Gazeta dos Caminhos de Ferro n.º 1057, 1 de Janeiro de 1932, pág. 17.
  2. Academia Nacional de Belas-Artes; José-Augusto França (1976). «Do Cais do Sodré ao Rato». Lisboa Oitocentista. Contribuição para as Manifestações do Ano Europeu do Património Arquitectónico (1975) 1.ª ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. p. 13 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Arruamentos, integrado no Projecto Grande Lisboa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Praça Luís de Camões