Prison Break: The Conspiracy (jogo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Prison Break: The Conspiracy (A conspiração), é um jogo de video game de ação e aventura baseado na primeira temporada da série de televisão da Fox Network chamada Prison Break, que deverá ser lançado para o Microsoft Windows, Xbox 360 e PlayStation 3.[1][2][3][4]

A data de lançamento esteve marcada para 19 de Março de 2010 na Alemanha, 26 de Março de 2010 no Reino Unido e Europa, e 30 de Março de 2010 nos EUA. O jogo esteve em desenvolvimento para PlayStation 3 e Xbox 360 com o lançamento previsto para Fevereiro de 2009, mas foi cancelado quando a empresa Brash Entertainment fechou. No entanto, uma outra empresa chamada Zootfly continuou com o desenvolvimento e financiou o projeto durante 13 meses. Quando o jogo estava quase terminado, o mesmo foi assumido por uma nova editora, chamada Deep Silver.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O protagonista do jogo de vídeo game "Prison Break: The Conspiracy", é um agente da "Companhia" chamado Tom Paxton, um novo personagem desenvolvido para a trama do vídeo game. Ele é mandado para a "Penitenciária Estadual de Fox River", para desvendar o mistério que há por trás de Michael Scofield (o herói da série da TV), estando na mesma prisão que seu irmão Lincoln Burrows.

A trama corre paralela à primeira temporada de Prison Break: Paxton encontra vários personagens da série e eventos imprescindíveis de sua própria perspectiva. A aventura de ação "Prison Break: The Conspiracy" tem todas as marcas da premiada série de TV: uma história emocionante, personagens distintos, e ação acelerada. Usando diversas escaladas e habilidades de furto, o protagonista "Paxton" explora vários locais da série, tudo trazido à vida com grande atenção aos detalhes.

Referências

  1. Todas as versões do jogo no site GameFaqs
  2. «DeepSilver». Consultado em 16 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 12 de julho de 2012 
  3. Gamasutra
  4. «Site dos desenvolvedores». Consultado em 15 de maio de 2019. Arquivado do original em 29 de maio de 2010