Programa nuclear conjunto de Brasil e Argentina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O programa nuclear conjunto de Brasil e Argentina é um acordo energético iniciado por Cristina Kirchner e Luís Inácio Lula da Silva para a construção de uma usina de enriquecimento de urânio, sendo uma entidade binacional.

No momento em que ia firmar o acordo, Lula disse "Vamos lançar um satélite conjunto e desenvolver um programa de cooperação pacífica em matéria nuclear... será um exemplo para o mundo, conflagrado pela tentação armamentista e pela intolerância política e ideológica""[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Argentina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.