Quimiostato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um quimiostato (de ambiente químico que é estático) é um biorreator ao qual um meio de cultura fresco (novo) é continuamente adicionado, enquanto líquido de cultura é continuamente removido para manter o volume de cultura constante.[1][2] Pela mudança da taxa com a qual o meio é adicionado ao bioreator a taxa de crescimento dos microorganismos pode ser facilmente controlada.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Novick A, Szilard L (1950). «Description of the Chemostat». Science [S.l.: s.n.] 112 (2920): 715–6. doi:10.1126/science.112.2920.715. PMID 14787503. 
  2. James TW (1961). «Continuous Culture of Microorganisms». Annual Review of Microbiology [S.l.: s.n.] 15: 27–46. doi:10.1146/annurev.mi.15.100161.000331.