Reconhecimento inteligente de caracteres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde novembro de 2011).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde novembro de 2011). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Em ciência da computação, o reconhecimento inteligente de caracteres (ICR) é um avançado reconhecimento óptico de caracteres (OCR) ou – mais especificamente – sistema de reconhecimento de escrita à mão, que permite que as fontes e estilos diferentes de escritas à mão serão aprendidas pelo computador durante o processamento, para melhorar os níveis de precisão e reconhecimento.

A maioria dos softwares ICR têm um sistema de “auto-aprendizagem“ referido como uma rede neural, que atualiza automaticamente o banco de dados de reconhecimento para novos padrões de escrita. Isso aumenta a utilidade de dispositivos de scanner para o propósito de processamento de documentos, de reconhecimento de caracteres impressos (uma função do OCR) à reconhecimento de escrita à mão. Como esse processo está envolvido em reconhecimento de escrira à mão, os níveis de precisão podem, em algumas circunstâncias, não serem tão bons, mas podem alcançar 97% de taxa de precisão em escritas à mão legíveis em formulários estruturados.

Geralmente para atingir essas taxas de reconhecimento vários motores de leitura são utilizados dentro do software, e para cada um são dados “direitos de voto” para determinar a real leitura dos caracteres. Em campos numéricos, motores que são projetados para ler números têm a preferência, enquanto em campos alfa, motores projetados para ler letras de escrita à mão têm mais altos direitos eletivos. Quando usado em conjunção com um concentrados de interface sob medida, a escrita à mão pode ser automaticamente populada para um sistema de back office, evitando digitações manuais trabalhosas, e pode ser mais preciso que um operador de dados humano.

Um importante desenvolvimento do ICR foi a invenção do Processamento de Formulários Automatizado em 1993. Envolve um processo de três estágios, capturando a imagem do formulários a ser processado pelo ICR e preparando-o para permitir ao motor ICR fornecer os melhores resultados, e então capturar a informação usando o mortor ICR e finalmente processar os resultados para validar automaticamente a saída do motor ICR.

Essa aplicação de ICR aumentou a utilidade da tecnologia e a fez aplicável para o uso em formulários no mundo real em aplicações normais de negócios. Aplicativos de software modernos usam ICR como uma tecnologia de reconhecimento de texto em formulários preenchidos à mão.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.