Registros akáshicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Na teosofia e na antroposofia, os registros akásicos são um compêndio de todos os eventos, pensamentos, palavras, emoções e intenções humanas que já ocorreram no passado, no presente ou no futuro. Eles acreditam que os teósofos são codificados em um plano de existência não-físico conhecido como plano etérico. Existem relatos anedóticos, mas não há evidência científica para a existência dos registros akásicos.[1][2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ellwood, Robert S. (1996). «Theosophy». In: Stein, Gordon. The Encyclopedia of the Paranormal. [S.l.]: Prometheus Books. pp. 759–66. ISBN 978-1-57392-021-6 
  2. Regal, Brian (2009). Pseudoscience: A Critical Encyclopedia. [S.l.]: Greenwood. p. 29. ISBN 978-0-313-35507-3. Other than anecdotal eyewitness accounts, there is no evidence of the ability to astral project, the existence of other planes, or of the Akashic Record. 
  3. Drury, Nevill (2011). Heaven: The Rise of Modern Western Magic. New York: Oxford University Press. 308 páginas. ISBN 978-0-19-975100-6 


Ícone de esboço Este artigo sobre esoterismo ou ocultismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.