Resolução 2166 do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Resolução 2266 do Conselho de Segurança das Nações Unidas foi apresentado pela Austrália e aprovada por unanimidade em reunião realizada em 21 de agosto de 2014,[1][2]

A resolução apoia todos os esforços para estabelecer uma investigação internacional completa, exaustiva e independente sobre o incidente que ocasionou a queda do avião no oblast de Donetsk, no leste da Ucrânia, a 40 km da fronteira com a Rússia. O avião era operado pela companhia aérea Malaysia Airlines e fazia a rota internacional identificada como Voo Malaysia Airlines 17 (MH17/MAS17) entre os aeroportos de Amsterdã e Kuala Lumpur. A resolução também apela para que todos os Estados membros das Nações Unidas forneçam qualquer assistência solicitada, que auxiliem as investigações civis e criminais.[3][2]

Referências

  1. «MH17: Inside the process behind the UN Security Council vote on Australian-sponsored resolution». ABC Online. 22 de julho de 2014. Consultado em 21 de agosto de 2015 
  2. a b «Conselho de Segurança condena o abate do avião da Malaysia Airlines, na Ucrânia, e toma medidas para garantir a realização e a segurança da investigação deste incidente». Observatório Político-Jurídico de Organizações Internacionais. Consultado em 20 de agosto de 2015. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2016 
  3. «Resolution 2166 (2014)». United Nations. Consultado em 20 de agosto de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre a ONU é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.