Ressonância orbital

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Uma ressonância orbital ocorre quando dois ou mais corpos em órbita exercem influência gravitacional um com o outro, geralmente por causa de uma similaridade fracional sobre os períodos orbitais dos corpos celestiais em questão.[1]

A ressonância de Laplace é um tipo de ressonância orbital onde a razão do período orbital dos astros envolvidos possui apenas números íntegros (como 1:2:4),[2] possuindo este nome em homenagem ao cientista francês que descobriu esta propriedade, Pierre-Simon Laplace. Um exemplo é o período orbital que ocorre entre os satélites Io, Europa e Ganímedes, de Júpiter, que possuem uma ressonância de 1:2:4 entre si - ou seja, para cada quatro órbitas feitas por Io, Europa faz exatamente duas, e Ganímedes, uma.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Orbital resonance.". 
  2. "Laplace resonance.". 
  3. Musotto, S.; Varadi, F.; Moore, W. B.; Schubert, G. (2002). "Numerical simulations of the orbits of the Galilean satellites". Icarus [S.l.: s.n.] 159: 500–504. doi:10.1006/icar.2002.6939. 
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.