Rodriguezia venusta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaRodriguezia venusta
R. Warner & B.S. Williams - The Orchid Album - volume 08 - plate 363 (1889).jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Tracheophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Género: Rodriguezia
Espécie: R. venusta
Nome binomial
Rodriguezia venusta
Lindl.

Rodriguezia venusta é uma espécie de orquídea de pequeno porte pertencente ao gênero botânico Rodriguezia, nativa da América do Sul, abrangendo territórios do Brasil, Guiana, Suriname, Venezuela e Equador.[1]

Devido formação de diversas hastes com florescências brancas pendentes ao longo de sua fase de floração, popularmente recebe a denominação de véu-de-noiva, em função da similaridade com os ornamentos usados pelas mulheres durante a realização de casamentos.[2]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Rodriguezia venusta ou orquídea véu de noiva
Flores da orquídea Véu de Noiva.

A orquídea véu-de-noiva consiste em uma espécie epífita, com crescimento simpodial e floração exuberante na forma de hastes pendentes repleta de pequenas flores brancas com centro variando entre tonalidades bege ou amareladas. Seu porte é pequeno, não atingindo mais que 20 centímetros de altura, não obstante, se agrupa em densas touceiras, crescendo horizontalmente.[2] Suas raízes são aéreas, de forma que essa orquídea prefere substratos pedregosos, abertos e arejados devendo-se evitar o plantio em em vasos confinados ou jardineiras.[2]

No Brasil, floresce no verão, normalmente entre os meses de janeiro e fevereiro, apresentando numerosas flores pequenas, brancas, com labelo franjeado.[3] As flores não são muito perfumadas e perduram por aproximadamente duas semanas. Seu fruto ocorre em forma de cápsulas contendo milhares de sementes diminutas.[2]


Referências

  1. Kew World Checklist of Selected Plant Families
  2. a b c d «Véu-de-noiva - Rodriguezia venusta». Jardineiro.net. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  3. «Rodriguezia venusta (Lindl.) Rchb. fil. - Encyclopedia of Life». eol.org (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2022