Royal Excelsior Mouscron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Excelsior Mouscron
Ficheiro:Excelsior Mouscron.svg
Nome Royal Excelsior Mouscron
Alcunhas Les Hurlus, Les Frontaliers
Fundação 1 de julho de 1964 (51 anos)
Extinção 28 de dezembro de 2009 (6 anos)
Estádio Le Canonnier
Capacidade 10.830
Localização Mouscron,  Bélgica
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Royal Excelsior Mouscron foi um clube de futebol da Bélgica, com sede na cidade de Mouscron.

História[editar | editar código-fonte]

Surgiu em julho de 1964 como Excelsior Mouscron, resultado da fusão entre Stade Mouscron e ARA Mouscron. Em agosto, inclui o Royal em sua nomenclatura. Em 1990, junta-se a outro clube local, o Rapid Club Mouscron, mas continua com o nome original.

Estreia na Primeira Divisão belga em 1996, após vencer os playoffs de acesso. Os problemas financeiros começariam a afetar o clube a partir da temporada 2004-05, quando o presidente Jean-Pierre Detremmerie, que também era prefeito de Mouscron, decide abandonar o cargo, dando lugar a Edward Van Daele. Jogadores com salários altos, como Michał Żewłakow, Franky Vandendriessche, Geoffrey Claeys, Koen De Vleeschauwer e Alexandre Teklak, deixaram o clube para aliviar o caixa do Excelsior Mouscron.

Porém, em 2009, a crise se instalou de vez na equipe, que mesmo com ajuda financeira do Manchester City, não conseguiu manter a situação estável. O clube chegou a declarar greve em dezembro[1] , e se recusou a disputar um jogo do Campeonato Belga contra o Kortrijk. Após o terceiro WO consecutivo, o Excelsior Mouscron foi excluído do Campeonato e seus resultados anulados[2] .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Bandeira de BélgicaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol belgas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.