Sátiras (Juvenal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Sátiras é uma coleção de poemas satíricos escritos pelo autor romano Juvenal no final do Século I e início do Século II.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A coleção de dezesseis poemas, escritos em hexâmetro dactílico, está organizada em cinco livros:

  • Livro I: Sátiras 1-5
  • Livro II: Sátira 6
  • Livro III: Sátiras 7-9
  • Livro IV: Sátiras 10-12
  • Livro V: Sátiras 13-16 (apenas parte da 16 foi preservada)

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Os versos são uma crítica à sociedade decadente da Roma Antiga.[1][2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Juvenal - Décimo Júnio Juvenal (55 - 127) Arquivado em 18 de fevereiro de 2010, no Wayback Machine., site mundocultural]
  2. Décimo Júnio Juvenal Arquivado em 15 de dezembro de 2010, no Wayback Machine., site da Universidade de Campina Grande, PB

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.