Sacolé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasinha.JPG

Sacolé, geladinho , gelinho,[1] dindim, chope,[2] chopp,[3] ou chup-chup é uma espécie de picolé artesanal preparado dentro de pequenos sacos plásticos. Esta iguaria surgiu durante a Segunda Guerra Mundial. Inicialmente salgado, era usado como fonte proteica pelos marinheiros norte-americanos.

Preparo[editar | editar código-fonte]

A sobremesa é feita acondicionando uma bebida em um saco plástico antes de ser congelada por um refrigerador. Dessa forma, após o congelamento completo do líquido, a sobremesa fica pronta para o consumo. A bebida utilizada nessa sobremesa geralmente é preparada com polpas de frutas, embora também seja possível a utilização de bebidas achocolatadas,[4] alcoólicas, caldo de cana[5] ou outros ingredientes.

Variantes do nome[editar | editar código-fonte]

Por ser uma sobremesa popular e fácil de fazer, é comum a atribuição de nomes diversos que podem diferir de acordo com a região onde é fabricado ou comercializado. Dentre outros nomes pode-se citar chupe-chupe, big-bem, juju, dudu, duduzinho, flautinha, sacolete, picolé-de-saco, brasinha, bacaninha, lili, laranjinha, legalzinho, entre outros. Em algumas cidades do Norte também é chamado de chopp.[6][3]

A expressão "sacolé" foi criada como uma fusão das palavras "saco" e "picolé", por ser uma iguaria gelada preparada em sacos plásticos. As expressões "geladinho" e "gelinho" popularizaram-se em função da marca registrada Geladinho, principal fabricante deste tipo de doce. Já nomes como dindim, chupe-chupe, juju, etc.. imitam sons onomatopeicos.

Nos países anglófonos, não existe um nome específico para a sobremesa, sendo chamada apenas de doce gelado (ice candy) nos locais onde é comercializada.[carece de fontes?]

Referências

  1. Maria Mello, Ana. O dia a dia das creches e pré-escolas: Crônicas brasileiras. Artmed, 2010. pp. 48. ISBN 853-632-192-X
  2. Rogério Cavalcante (2006). Dicionário de Cearensês. [S.l.]: Clube de Autores. 200 páginas. ISBN 9788590785316 
  3. a b «Chopp de frutas no Pará | G1 Brasil – Caminhos do Brasil: Caravana G1». Caminhos do Brasil: Caravana G1 
  4. Receita, sítio do programa Mais Você (acessado em outubro de 2008)
  5. Revista Gostei, ed. Abril (página acessada em agosto de 2008)
  6. «Veja a receita de três tipos de deliciosos chopes de frutas». É do Pará. 22 de outubro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.