Sebastião Francisco de Melo e Póvoas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde março de 2014). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Sebastião Francisco de Melo e Póvoas (Lumiar (Lisboa), ca. 1775 – Pena (Lisboa), 29 de Março de 1830) foi um administrador colonial português.[1]

Filho de Joaquim Francisco de Melo e Póvoas e de mãe incógnita, casou com D. Maria Leonor Ernestina de Carvalho e Melo (ca. 1782 - Natal (Rio Grande do Norte), 3 de Outubro de 1814), filha legitimada de Henrique José de Carvalho e Melo, 2.º Marquês de Pombal e neta de Sebastião José de Carvalho e Melo, 1.º Marquês de Pombal, que faleceu vítima de complicações do parto do segundo filho.

Assentou praça em 17 de Outubro de 1806, sendo promovido a alferes por decreto de 21 de Julho de 1807, a tenente por decreto de 8 de Março de 1808, a capitão por decreto de 8 de Setembro de 1808, a major por decreto de 13 de Março de 1814, e a tenente-coronel por decreto de 7 de Outubro de 1817.[2]

Foi governador das capitanias do Rio Grande do Norte e de Alagoas. Faleceu na sua casa da Calçada de Santana, paróquia da Pena (Lisboa), em 29 de Março de 1830, com 54/55 anos, sendo sepultado no Convento do Carmo (Lisboa).

Família[editar | editar código-fonte]

Do casamento com Maria Leonor Ernestina de Carvalho e Melo, teve dois filhos:

  • Henrique José de Carvalho e Melo Póvoas (Rio de Janeiro, ca. 1810 - ?), casado com D. Maria Henriqueta da Silveira de Sequeira;
  • Sebastião Pedro de Carvalho e Melo Póvoas (Natal (Rio Grande do Norte), 25 de Setembro de 1814 - ?).

Teve também outro filho depois de regressar a Portugal, de mãe incógnita.

Referências

  1. Sebastião Francisco de Melo e Povoas
  2. Mello Moraes, A.J., História do Brasil-Reino e Brasil-Império. Tomo 2. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1982. Página 16.


Precedido por
José Francisco de Paula Cavalcanti de Albuquerque
Governador do Rio Grande do Norte
1812 — 1816
Sucedido por
José Inácio Borges
Precedido por
José Inácio Borges
Governador de Alagoas
1819 — 1822
Sucedido por
Caetano Maria Lopes Gama