Senhor de Sipán

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Reconstrução facial forense do Senhor de Sipán[1][2]

Senhor de Sipán foi um dignitário mochica que governou entre os séculos II e III. Sua tumba foi descoberta em 1987, pelo arqueólogo Walter Alva, e é considerada o achado arqueológico mais importante dos últimos cinqüenta anos no Peru.[3]

Na tumba também há oferendas e pessoas para acompanhar o Senhor em sua jornada pós-morte: um guerreiro com os pés cortados - símbolo de sua proteção eterna ao Senhor -, um sacerdote, três concubinas, um cachorro, duas lhamas, uma criança, centenas de cerâmicas e ornatos de cobre e ouro.[3][4]

Etapas da reconstrução facial do Senhor de Sipán.

Todos os artefatos arqueológicos foram depositados no Museu Tumbas Reais de Sipán, inaugurado em 2002, a fim de conservar e restaurar os tesouros da região.

Referências

  1. «EXCLUSIVE: Face of Lord of Sipán is brought back to life». Mail Online. 21 de setembro de 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  2. «Digital reconstruction reveals true face of ancient Peru warrior». Reuters (em inglês). 22 de setembro de 2016 
  3. a b Schlecht, 2006, p. 389.
  4. Cremin, 2007, p. 342.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Barrett, Pam. Peru. Langenscheidt Publishing Group, 2002. ISBN 9812348085
  • Cremin, Aedeen. Archaeologica: the world's most significant sites and cultural treasures. Frances lincoln ltd, 2007. ISBN 0711228221
  • Schlecht, Neil E. Frommer's Peru. John Wiley and Sons, 2006. ISBN 0471784699
  • Werness, Hope B. The continuum encyclopedia of animal symbolism in art. Continuum International Publishing Group, 2004. ISBN 0826415253

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.