Shabono

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shabono Yanomami
Shabono Yanomami

Shabono (também conhecido por Yano ou Xapono) é uma casa comunitária usada pelos índios Yanomami.[1], nela são realizadas reuniões religiosas, sociais e políticas.

Construção[editar | editar código-fonte]

Os Yanomami orientais e ocidentais constroem o Shabono em formato de cones ou cones truncados e os Yanomami do norte e nordeste constroem em formato retangular. Normalmente o Shabono é reconstruído de acordo com o crescimento da tribo, isso pode ser feito de tempos em tempos.

Medidas[editar | editar código-fonte]

Um Shabono é uma moradia grande que possui cerca de 80 metros de diâmetro e 10 metros de largura, podendo variar, segundo estudos históricos.

Materiais[editar | editar código-fonte]

Os principais materiais usados na construção de um Shabono são folhas de palmeira e madeira de casca dura. As folhas de palmeira são utilizadas na formação de camadas grossas e resistentes cobrindo o Shabono para evitar que o mesmo desabe com a chuva. Para cobrir tanto a parede quanto o telhado é usado madeira e cipó para prender.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A estrutura do Shabono é pensada em cada detalhe para ser cômoda e segura. O telhado é composto por 2 partes, uma delas sendo responsável por impedir a entrada da chuva no interior e a outra para cobrir a área de estar. O piso é formado por terra batida e se torna elevado em relação ao exterior do Shabono, isso é fator considerável no período de chuvas.

Cultura Yanomami[editar | editar código-fonte]

Os Yanomami são um dos maiores povos indígenas relativamente isolados da América do Sul.

O povo Yanomami segue o padrão de uma sociedade igualitária, onde não há existência de uma autoridade superior e todas as decisões referentes a comunidade são tomadas mediante longas conversações e debates até a chegada de um consenso. Inclusive, tanto homens quanto mulheres têm o direito de fala. A divisão presente entre eles está relacionada as atividades cotodianas, onde os homens possuem a função de caça e as mulheres a agricultura. A alimentação é em sua maior parte agrícola, mas eles consomem além da carne de animais, insetos, larvas, nozes e mel. Outro detalhe importante da cultura Yanomami é o colectivismo presente até mesmo no compartilhamento de uma caça, por exemplo.

Responsabilidade ambiental[editar | editar código-fonte]

Diferente dos colonizadores que exploraram todo tipo de recurso natural encontrado, os índios se preocupam com o cuidado e preservação ambiental. Cuidado esse que é retratado nas construções arquitetônicas, onde o meio florestal externo à aldeia é preservado, e cada matéria prima explorada é totalmente aproveitada, levando em consideração princípios culturais e de sobrevivência, não valores econômicos.

Referências

  1. Albert, Bruce. (13 de Setembro de 2018). Yanomami. Povos Indígenas do Brasil.