Sibila da Arménia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sibila da Arménia
Nascimento 1240
Morte 1290 (50 anos)
Progenitores Mãe:Isabel da Arménia
Cônjuge Boemundo VI de Antioquia
Irmão(s) Leão III da Armênia
Ocupação oficial de justiça
Título princesa

Sibila da Arménia (c. 12401290) era filha da Rainha Isabel da Arménia e de Hetum I da Arménia, sendo assim membro da família dos Hetumidas.

Sibila casou-se em 1254 com Boemundo VI de Antioquia. Este principado foi eliminado em 1268, aquando da sua conquista pelos mamelucos Egípcios. Boemundo continuou a governar de facto somente em Trípoli, mas mantendo o título de Príncipe de Antioquia.

Aquando da morte de Boemundo VI, em 1275, o seu filho Boemundo VII (IV de Trípoli) tinha 14 anos, pelo que Sibila, sua mãe, governou como regente até o filho atingir a maioridade. Apesar de a sua regência ter sido contestada por Hugo III de Chipre, Sibila conseguiu manter-se no poder.

Aquando da morte de Boemundo VII, em 1287, sucedeu-lhe a sua irmã, Lúcia de Trípoli. Devido ao facto de Lúcia ser casada com um governante estrangeiro, o povo de Trípoli, de modo a evitar a ocupação do condado, ofereceu-o a Sibila. Porém foi afastada do título pela filha Lúcia, que acabou por se tornar condessa. Sibila retirou-se para a corte do pai, Leão III da Arménia, onde faleceu em 1290.

Precedida por:
Luciana di Segni
Condessa de Trípoli
Armoiries Tripoli.svg

junho/outubro de 1254 - 11 de maio/julho de 1275
Sucedida por:
Margarida de Brienne

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Nicholson, Helen. The Knights Templar: A New History