Silabário kpelle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O silabário Kpelle foi criado por volta de 1935 pelo Chefe Gbili de Sanoyie, Libéria para ser usado para a língua kpelle , a qual faz parte das línguas mandês, das línguas nígero-congolesas, Kpelle language]], falada por 490 mil na Libéria e cerca de 350 mil na Guiné.[1]

O silabário tem 88 grafemas. sendo escrito na horizontal, da esquerda para a direita. Muitos dos glifos têm mais de uma forma.

Foi usado de forma moderada nos anos 1930 e início dos 40 na Libéria e Guiné, mas nunca teve uma grande aceitação.[1] É clasificada como uma escrita que fracassou.[2]

Hoje o Kpelle é escrito com o alfabeto latino.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Kpelle syllabary». Omniglot.com. Consultado em 31 de janeiro de 2012 
  2. Unseth, Peter. 2011. Invention of Scripts in West Africa for Ethnic Revitalization. In The Success-Failure Continuum in Language and Ethnic Identity Efforts, ed. by Joshua A. Fishman and Ofelia García, pp. 23-32. New York: Oxford University Press.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]