Simóis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Água, ou a luta de Aquiles contra o Escamandro e o Simóis. Tela de Auguste Couder (1819), decoração do átrio da Rotunda de Apolo no Palácio do Louvre

Simóis[1] (em grego: Σιμόεις; transl.: Simóeis) era um rio da planície troiana e, ao mesmo tempo, o nome do seu deus na mitologia grega. Como outros deuses fluviais, Simoente é filho de Oceano e Tétis, sendo o irmão do deus Escamandro, rio o qual confluía.[2] Simóis tem duas filhas, Astíoque e Hieromneme, casadas com Erictônio e Assáraco, respectivamente. Quando os deuses se dividiram e tomaram partido na Guerra de Troia, Simóis lutou ao lado dos troianos.[3]

Não se tem com precisão a localização atual correspondente dos dois rios.[4][5] Na Ilíada de Homero, Posídon e Apolo lançam os rios furiosos para derrubar um muro grego em seu acampamento perto de Troia, sendo o Simóis então citado como o "de margens juncadas de escudos/ e de elmos empoeirados de heróis – semideuses."[6]

Referências

  1. Kury 1990, p. 393.
  2. Smith 1873, p. 927.
  3. March 1998, p. 701-702.
  4. Valpay 1818.
  5. Gell 1804, p. 12.
  6. Filho 2006.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gell, William (1804). The topography of Troy, and its vicinity. Londres: Longman 
  • Kury, Mário da Gama (1990). Dicionário de mitologia grega e romana. São Paulo: Zahar 
  • March, Jennifer R. (1998). Cassell Dictionary of Classical Mythology. Londres: Cassell. ISBN 030435161X 
  • Smith, William (1873). Dictionary of Greek and Roman Geography: 2: Iabadius-Zymethus. Londres: John Murray 
  • Valpay, A. J. (1818). «Leake's Remarks on the Trojan Controversy». The Classical Journal. 18 (35): 141-150