Sistema Estatístico Nacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Sistema Estatístico Nacional de Portugal é, desde 1989, composto pelo Conselho Superior de Estatística e pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Após a entrada de Portugal para a então CEE, a modernização do Sistema Estatístico Nacional tornou-se imperiosa. O Sistema Estatístico Nacional em geral, e o INE em particular, foram objecto de uma profunda reestruturação que teve como finalidade criar condições para a produção e fornecimento atempados de informação fiável e adequada às necessidades dos utilizadores públicos e privados.

A nova filosofia de gestão incentivou a produção de informação estatística na perspectiva do utilizador, respondendo às necessidades crescentes dos agentes económicos e levando o INE a desempenhar um papel de primeira importância no desenvolvimento económico e social do país. A adopção desta filosofia introduziu grandes alterações na concepção e funcionamento do Sistema.

O CSE passou a integrar e dar voz, não apenas a organismos da administração pública, mas a alargada representação do sector privado, da sociedade civil, do saber universitário. No âmbito das suas amplas competências de orientação e coordenação, foi-lhe também atribuída iniciativa própria para promover a descentralização funcional, propondo delegações de competências do INE noutras entidades públicas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.