Sistema de Lógica Dedutiva e Indutiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Translation arrow.svg
Este artigo ou secção resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «A System of Logic» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Sistema de lógica dedutiva e indutiva (em inglês, A System of Logic, Ratiocinative and Inductive) é um livro escrito em 1843 pelo filósofo inglês John Stuart Mill.

Princípios de raciocínio indutivo[editar | editar código-fonte]

Nessa obra, estão formulados os cinco princípios de raciocínio indutivo, conhecidos como os "métodos de Mill".

Essa obra é importante para a filosofia uma vez em que descreve os princípios empíricos em que Mill se baseou para justificar suas filosofias morais e políticas. Um artigo publicado em "Philosophy of Recent Times" descreveu o livro como uma "tentativa de expor um sistema psicológico de lógica dentro de princípios empiristas". Também é importante para a história da ciência, por ter exercido uma forte influência em diversos cientistas, como Paul Dirac.


Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.