Skálholtsbók

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Skálholtsbók
Autor(es) Ólafr Loptsson
Idioma Nórdico antigo
País  Islândia
Localização espacial Islândia
Formato Manuscrito
Lançamento Séc. XV
Páginas 48 folhas

O Skálholtsbók (literalmente: Livro de Skálholt) é um manuscrito medieval islandês do séc. XV, em pergaminho do tipo papel velino, provavelmente escrito por Ólafr Loptsson em 1420. O original parece ter sido redigido no séc. XIII.[1][2]

Das mais de 90 folhas iniciais, só existem atualmente 48. Contém alguns textos na totalidade e outros apenas em parte. Entre outros textos, contém a Saga de Érico, o Vermelho e a Saga de Gunnlaug Língua-de-Cobra.
O Skálholtsbók está depositado no Instituto Árni Magnússon em Reiquiavique. [3]

Referências

  1. Joakim Lilljegren. «NomeDaPágina» (em sueco). Samfundet Sverige-Island. Consultado em 8 de junho de 2015 
  2. «THE RYTHMIC OFFICE OF ST ÞORLÁKUR AND OTHER MEDIEVAL MANUSCRIPTS FROM THE SEE OF SKÁLHOLT - The Saga of Eric the Red, Skálholtsbók, AM 557 4to» (em inglês). Vefsafn.is. Consultado em 8 de junho de 2015 
  3. Joakim Lilljegren. «NomeDaPágina» (em sueco). Samfundet Sverige-Island. Consultado em 8 de junho de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]