Sulpícia, a Poetisa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Sulpícia.

Sulpícia é acreditada como sendo a autora de seis poemas curtos (cerca de 40 linhas no total) que foram incluídos no corpus da poesia de Tíbulo (poemas 3.13-18). Como tal, ela seria uma das poucas escritoras femininas conhecidas na literatura romana.

Vida[editar | editar código-fonte]

Se a identificação estiver correta, Sulpícia viveu no reinado de Augusto e era filha de Sérvio Sulpício Rufo ; seu tio e guardião era Messalla Corvino , um importante patrono da literatura. [1]

Poesia[editar | editar código-fonte]

Os poemas consistem em seis poemas elegíacos curtos (3.13-18) dirigidos a um amante chamado Cerinto. [2] Cerinto era provavelmente um pseudônimo , no estilo da época (como Lésbia, de Catulo , e Cíntia de Propércio ). Cerinto, por vezes, acreditado como sendo uma referencia a Cornuto abordado por Tíbulo em duas das suas Elegias, provavelmente o aristocrático Cecílio Cornuto. A semelhança entre as consoantes e a semelhança entre o grego keras ("chifre") e o latim cornu (também "chifre") estão entre os argumentos citados em favor dessa identificação. [3] Críticas recentes, entretanto, tendem a tentar identificar Cerinto com uma figura histórica em favor de notar as implicações literárias do pseudônimo. [4]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. «Sulpícia, Carmina Omnia». Tufts Perseus 
  2. http://www.thelatinlibrary.com/tibullus3.html
  3. «The Invention of Sulpícia». The Classical Journal. 100. JSTOR 4132992 
  4. Pearcy, LT, “Apagando Cerinto: Sulpícia e sua audiência”, The Classical World, v.100, n.1 (outono de 2006) 31-36.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo incorpora texto (em inglês) da Encyclopædia Britannica (11.ª edição), publicação em domínio público.
  • Flaschenriem, Barbara L. (2005). "Sulpícia and the Rhetoric of Disclosure". Chapter 9 in Greene, Ellen (ed.) Women Poets in Ancient Greece and Rome. University of Oklahoma Press
  • Merriam, Carol U. (2005). "Sulpícia and the Art of Literary Allusion: [Tibullus] 3.13". Chapter 8 in [Greene, Ellen (ed.) Women Poets in Ancient Greece and Rome. University of Oklahoma Press
  • Stevenson, Jane (2005) Women Latin Poets. Language, Gender, and Authority, from Antiquity to the Eighteenth Century (Oxford, 2005), especially ch. 1: "Classical Latin Women Poets" (31-48)

links externos[editar | editar código-fonte]

Poemas de Sulpícia: