Túnel Ayrton Senna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Túnel Ayrton Senna
Brasil
Entrada do Túnel Ayrton Senna na Avenida Vinte e Três de Maio.
Tipo Via subterrânea
Inauguração 7 de outubro de 1995
Extensão 1700 e 1950
Início Rua Sena Madureira, Avenida Vinte e Três de Maio
Subprefeitura(s) Vila Mariana
Bairro(s) Moema e Vila Nova Conceição
Fim Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade
Administração Prefeitura de São Paulo

O Complexo Viário Ayrton Senna é um conjunto de vias subterrâneas da cidade de São Paulo que liga a avenida Vinte e Três de Maio à avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade.

Seu limite de velocidade é de 50 km/h,[1] e atualmente conta com fiscalização eletrônica em uma de suas entradas, mas não ao longo do percurso.

Em janeiro de 2011, seu sistema de iluminação foi trocado por lâmpadas brancas de LED, proporcionando maior visibilidade aos motoristas, além de uma economia de energia de até 80%.[2]

O custo orçado da obra era de 147 milhões de reais, porém, no final, foram gastos 738 milhões de reais.[3]

Acima de uma das entradas do complexo, estava localizado o Monumento a Ayrton Senna‎, inaugurado no mesmo ano da inauguração dos túneis.[4] Após a transferência do monumento para o Centro Esportivo Modelódromo, no local foi hasteada uma bandeira do Brasil.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Secretaria Executiva de Comunicação (6 de outubro de 2015). «CET implanta redução de velocidade máxima em mais 9 vias». Prefeitura de São Paulo. Consultado em 27 de março de 2016 
  2. João Paes Neto (1 de fevereiro de 2011). «Túnel Ayrton Senna ganha iluminação LED para economizar muito». eco4planet.com. Consultado em 27 de março de 2016 
  3. Bernardino Furtado, Carolina Juliano, Helô Reinert e Patrícia Cerqueira (17 de abril de 2000). «A marca de Maluf». Época. Consultado em 27 de março de 2016 
  4. Monumentos de São Paulo. «Monumentos de São Paulo». monumentos.art.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2017