TENS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aparelho portátil para aplicação de TENS e os eletrodos

A sigla TENS vem do inglês Transcutaneous electrical nerve stimulation (neuroestimulação elétrica transcutânea) e foi utilizada na década de 70 com objetivos para analgesia, atuando na teoria das comportas de dor. A TENS tem finalidade de proporcionar analgesia.[1]

Limiar[editar | editar código-fonte]

É o maior estímulo capaz de desencadear um potencial de dor. Existem 3 limiares:

  1. Sensitivo
  2. Motor
  3. Doloroso

O limiar varia de pessoa para pessoa

Este recurso fisioterapêutico atua somente no sintoma do problema, no caso, a dor, e não no que está realmente causando a dor. Sendo assim, deve se ter precaução em sua indicação pois muitas vezes é preferível que o paciente deixe uma sessão com dores, o que fará com que ele poupe uma determinada estrutura, do que sem dores, dando a falsa impressão ao paciente de resolução do problema, o que permite que o paciente realize atividades que excedam o limite de carga da estrutura que antes estava protegida devido ao bloqueio causado pela dor ou ativando a teoria de opióides endógenos usada quando para tratar dor crônica.[2]

Modo de estimulação[editar | editar código-fonte]

  • Convencional
  • Baixa freqüência
  • Burst
  • Breve intensa
  • Jonhson
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Tim Watson, (2008). Electrotherapy: evidence-based practice 12th ed. Elsevier Health Sciences [S.l.] ISBN 0443101795. 
  • Robertson, Valma J.; Alex Ward, John Low, Ann Reed (2006). Electrotherapy Explained: Principles and Practice Fourth ed. Butterworth-Heinemann (Elsevier) [S.l.] ISBN 978-0-7506-8843-7. 

Referências

  1. BBC TENS
  2. Cekmen N, Salman B, Keles Z, Aslan M, Akcabay M (2007). «Transcutaneous electrical nerve stimulation in the prevention of postoperative nausea and vomiting after elective laparoscopic cholecystectomy». J Clin Anesth [S.l.: s.n.] 19 (1): 49–52. doi:10.1016/j.jclinane.2006.05.025. PMID 17321927.