TV Diário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a emissora cearense. Para a emissora sediada em Mogi das Cruzes, veja TV Diário (Mogi das Cruzes).
TV Diário
TV Diário Ltda.
Fortaleza, Ceará
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 23 UHF
Virtual: 22 PSIP
Outros canais 129 (Oi TV)
22 / 522 HD (Multiplay Telecom e NET)
15 (Brisanet)
ver mais
Analógico:
22 UHF (1997-2017)
Sede Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza, CE
Slogan A cara do Nordeste
Fundador Anselmo Mororó
Airton Queiroz
Pertence a Sistema Verdes Mares
Antigo proprietário Airton Queiroz (1997-2017)
Fundação 6 de janeiro de 1997[nota 1]
Prefixo ZYA 432
Nome(s) anteriore(s) TV COM (1997-1998)
Emissoras irmãs
Cobertura Mais de 80 municípios do Ceará
Coord. do transmissor 3° 44' 50" S 38° 30' 8.7" O
Potência 5 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial tvdiario.verdesmares.com.br

TV Diário é uma emissora de televisão brasileira sediada em Fortaleza, capital do estado do Ceará. Opera no canal 22 (23 UHF digital), e pertence ao Sistema Verdes Mares, um dos maiores conglomerados de mídia do país, do qual também fazem parte a TV Verdes Mares, as rádios FM 93 e Verdes Mares, e o jornal Diário do Nordeste. É conhecida pela composição de sua programação, com produção inteiramente local, voltada ao público nordestino.

A emissora se destacou em âmbito nacional durante a década de 2000, quando passou a transmitir seu sinal via satélite para todo o país, o que a fez ganhar afiliadas e retransmissoras, tendo uma rápida expansão. Após pressões por parte das Organizações Globo, que mantém vínculo com o Sistema Verdes Mares, a TV Diário acabou tendo seu sinal codificado em 2009.

Atualmente, seu sinal aberto cobre mais de 80 municípios cearenses, e conta com retransmissão fechada em vários estados através de canais de operadoras de TV por assinatura, sendo entendida como uma superstation (superestação ou superemissora em português), termo utilizado pela mídia (mais notavelmente nos Estados Unidos) para definir emissoras de televisão independentes com transmissão via satélite ou que são carregadas em pacotes de TV por assinatura nacionalmente.

História[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos (1998-2001)[editar | editar código-fonte]

Logotipo utilizado entre 2005 e 2015.

Em 6 de janeiro de 1997, o empresário cearense Anselmo Mororó inaugura, pelo canal 22 UHF de Fortaleza, a TV Comunitária, atendendo pela sigla TV COM. A concessão do canal pertencia ao Sistema Verdes Mares, que meses depois assumiu o total controle da emissora, renomeando-a como TV Diário em 1º de julho de 1998. Na época da inauguração, seu sinal era sintonizado apenas na Região Metropolitana de Fortaleza e arredores.

Em uma publicação do portal Tela Viva, em setembro de 2000, foi revelado que o transmissor da emissora era tão potente que cobria um raio de 200 km, sendo então umas das mais potentes do país.[1] Isso aumentou a expectativa de entrar no sinal via satélite das parabólicas. Nesse período, a emissora também participou de licitações do Ministério das Comunicações para ganhar canais próprios em outros municípios cearenses. Em 2001, a emissora já cobria 45 municípios, e em 2002, já cobria mais de 100.

Expansão nacional (2001-2009)[editar | editar código-fonte]

Em 20 de março de 2001, a TV Diário lança seu sinal via satélite através das antenas parabólicas, na sintonia 1080 MHz, na polarização horizontal, pelo Brasilsat B1 (que em 2008 foi substituído pelo Star One C2, após atingir a expectativa de vida útil).

Na época, o Brasilsat B1 atingia, além do Brasil, toda a América do Sul e partes da América Central e do Caribe. Quando foi substituído pelo Star One C2, o sinal do novo satélite ampliou cobertura da TV Diário e das outras 31 emissoras existentes, passando a atingir a América do Norte.

Em 2003, a emissora ganha popularidade, e conquista suas primeiras afiliadas: a TV Tropical, de São Luís, no Maranhão, e a TV Litorânea, de Vitória, no Espírito Santo. Em 2005, a TV Diário já cobria todo o estado do Ceará através de suas retransmissoras. A partir daí, a TV Diário consegue público de todas as regiões do país, principalmente com sua linha de shows popular.[2]

Sinal via satélite codificado (2009)[editar | editar código-fonte]

Por volta da meia-noite de 25 de fevereiro de 2009, a TV Diário codifica seu sinal via satélite nas parabólicas de todo o país.[3] Informações publicadas na internet afirmaram que a saída do sinal a emissora via satélite deveu-se a pressões das Organizações Globo ao Sistema Verdes Mares, controlador da TV Verdes Mares (afiliada à Rede Globo), por conta do vertiginoso crescimento da TV Diário em todas as regiões do país, inclusive no eixo Rio-São Paulo, o que ameaçava os nichos de mercado da Globo. Na Região Metropolitana de São Paulo, a programação da TV Diário era retransmitida pela Oeste TV de Carapicuíba, que não chegava a ameaçar audiência das emissoras principais na capital paulista, segundo medições do IBOPE, por ter raio de transmissão restrito à cidade-sede.[4][2][5]

Com a codificação de seu sinal nas parabólicas, o sinal da emissora passou a ser captado abertamente apenas no Ceará, e em algumas operadores de TV a cabo. Nesse período, a Rede União passou a ser a única emissora de TV cearense a ser transmitida via satélite para todo o Brasil.[6]

Dias depois, a Rede Globo divulgou uma nota sobre o episódio: "A TV Globo, como cabeça da Rede Globo, formada por 121 emissoras, procura harmonizar os sinais de VHF e UHF de forma que estes fiquem circunscritos a seus territórios de cobertura. Desta forma, em busca de uma harmonia entre todos e pelo respeito recíproco aos interesses, a atuação da TV Diário estará restrita a seu território de cobertura, não sendo mais captada em territórios de outras afiliadas. Seu sinal permanecerá no satélite, cobrindo o estado do Ceará, porém, codificado.". Segundo os críticos especializados, a nota não tinha agradado aos internautas, e servia para "enganar a imprensa brasileira".

Em 10 de março, o deputado federal José Aírton Cirilo (PT-CE) solicitou audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática, na Câmara dos Deputados, para esclarecer a codificação do sinal via satélite da TV Diário que, segundo ele, partiu pela Rede Globo, segundo a imprensa. No requerimento, o parlamentar pediu a presença de representantes da TV Diário, do Ministério das Comunicações e da Rede Globo.

Nesse período, vários usuários da internet, que assistiam à programação da emissora através da parabólica, marcaram para 13 de março o "Dia de Boicote à Rede Globo no Nordeste", realizada em diversas cidades do Nordeste, em protesto contra a saída da TV Diário das parabólicas nacionais por pressão da Rede Globo, e também contra os esteriótipos impostos pelos "sulistas" (como são chamados os que nasceram nas regiões Sudeste e Sul pelos nordestinos). O protesto não teve uma boa adesão e nem sequer repercussão.

Em junho, o apresentador do Forrobodó, Tony Nunes, deixa a emissora e passa a apresentar um programa na Rede Bandeirantes, para apresentar um programa similar.[7] Em agosto, a futura TV Verdes Mares Cariri, sucursal da afiliada da Globo no sul do Ceará, começa a contratar diversos jornalistas e técnicos que eram, até então, da TV Diário.[8][9]

Novelas da Band e investimentos (desde 2010)[editar | editar código-fonte]

Em 1 de janeiro de 2010, a emissora passou a transmitir sua programação através de seu website. Em 31 de outubro, a emissora realizou uma ampla cobertura sobre as eleições gerais de 2010[10]

Em janeiro de 2011, a TV Diário anuncia a compra dos direitos de exibição das telenovelas Serras Azuis, Meu Pé de Laranja Lima e Dance, Dance, Dance, todas da Rede Bandeirantes. No mesmo mês, as fortes chuvas que atingiram a capital do Ceará alagaram alguns estúdios da emissora, o que causou alterações em sua programação. Alguns programas que iam ser exibidos ao vivo como o Sua Manhã foram cancelados de última hora. No seu lugar foram exibidas apenas reprises. Programas como Comando 22 e Rota 22 tiveram que ser feitos em um estúdio em chroma key.

Em agosto, a emissora faz uma parceria com a Rede NGT, que possui sinal em diversas partes do Brasil, para a retransmissão de alguns de seus programas na grade da rede.[11]

Em 2012, no aniversário de 14 anos, a emissora lança uma nova grade de programação, trazendo várias novidades, entrando, assim, no mercado da disputa pela audiência.[12] Em 1 de julho de 2013, a emissora completou 15 anos no ar, e lançou uma vinheta comemorativa com os apresentadores da emissora.

Em 23 de janeiro de 2014, a operadora de TV a cabo NET passou a incluir o sinal da TV Diário no line-up de suas filiais nas capitais nordestinas, além de Belém, no Pará. Até então a emissora só tinha sua cobertura restrita ao estado do Ceará e algumas cidades brasileiras. Na NET, apenas as cidades de Fortaleza e João Pessoa tinham sinal da emissora.[13] No mesmo ano, a operadora Oi TV passa a transmitir o sinal do canal através do satélite SES-6, utilizado pela operadora, e também passa a ter seu sinal disponibilizado pela filial da NET em Brasília.[14] Em 27 de março, a emissora lança o novo site.[15]

O ano de 2015 foi marcado por diversas mudanças na emissora, como a implantação da transmissão em sinal digital, reformulação de programas, e a apresentação de sua nova identidade.

Em 13 de junho de 2016, a emissora lançou seu aplicativo móvel para celulares e tablets, disponível para as plataformas Android e iOS.[16] Em 20 de outubro, morre o apresentador Ênio Carlos, que esteve por 18 anos na emissora.[17] No mês de outubro, em homenagem ao mês do nordestino, a emissora lançou o slogan 100% sua cara. 100% Nordeste.

Em 13 de novembro de 2017, o Sistema Verdes Mares promove cortes em seu quadro de funcionários. A TV Diário foi diretamente afetada, demitindo coordenadores e telefonistas, além dos apresentadores Sebastião Belmino e Edson Silva.

Em 1º de janeiro, a emissora começa a modificar radicalmente sua programação. No lugar dos programas Algodão Doce e Tudo por Elas, foi exibida uma edição especial da Sessão de Desenhos, que depois foi fixada na grade com o nome de Turminha Diário. Também a partir deste dia, todos os jornalísticos da casa passaram a ser produzidos no estúdio de jornalismo, na redação do Diário do Nordeste. No pacote de estreias, o Comando 22 volta a ser exibido na grade substituindo o Comando Realidade, ganhando uma duração maior, e ocupando o horário que era do Jornal do Meio-Dia. Outros programas são extintos, e a linha de shows ganha 10 minutos a mais. Gradativamente, novos gráficos e vinhetas foram feitos, novos programas foram entrando no ar, e produções estrangeiras ocuparam mais espaço.

Em 2 de janeiro, a emissora lança uma campanha publicitária priorizando seu novo slogan, a cara do Nordeste. Em 10 de janeiro, a programação foi lançada oficialmente em um evento que reuniu apresentadores, diretores e parceiros na sede da emissora.[18] A emissora anunciou que os programas tradicionais passariam por mudanças ao longo dos meses, e que apostaria em novos formatos.

Em 9 de novembro, a TV Diário realiza novas alterações em sua grade. Dessa vez, passa a exibir, durante toda a manhã, a sessão Turminha Diário, fazendo com que toda a produção diária de jornalismo ao vivo passasse para a tarde. Houve também mudanças de horários, e novos programas semanais também estreiam na grade, como Check-In na TV e Nosso Nordeste, além da volta do Zona Radical.

Em 27 de novembro, a TV Diário passa a disponibilizar seu sinal nas parabólicas aos usuários do SAT HD Regional, tal como ocorre com várias redes de televisão pelo país, sendo a primeira vez que a emissora poderia ser vista por usuários de antena parabólica comum desde a codificação do sinal em 2009.[19]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
22.1 23 UHF 1080i Programação principal da TV Diário

Em 2009, a TV Diário foi autorizada a operar em sinal digital, através do canal 23 UHF (22.1 virtual). Apenas em 23 de janeiro de 2015 a emissora iniciou os testes de transmissão digital, exibindo apenas color bars e pequenos trechos de sua programação. Em 3 de fevereiro, passou a exibir imagens de pontos turísticos do Ceará. O canal digital foi oficialmente lançado no dia 9, por volta das 10 horas, apenas para a Região Metropolitana de Fortaleza. De início, apenas alguns programas como Clube do Brega e Paz e Amor eram produzidos em alta definição. Gradativamente, até o mês de agosto, a maior parte de sua programação passou a ser produzida com a nova tecnologia.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Diário, bem como as outras emissoras de Fortaleza, cessou suas transmissões pelo canal 22 UHF em 27 de setembro de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL. O switch-off ocorreu por volta da meia-noite, durante o intervalo do programa Must.

Programas[editar | editar código-fonte]

  • A Grande Jogada
  • Canal Unifor
  • Comando 22
  • Check-In na TV
  • Check Up
  • Cine Diário
  • .Doc Diário
  • Diário de Ofertas
  • Diário Divino
  • Diário na TV
  • Diário Regional
  • Diário Repórter
  • Diário Turismo
  • É Dose
  • Encontrando a Paz
  • Espaço Vip
  • Forrobodó
  • Guia Automotivo
  • João Inácio Show
  • Jogo Certo
  • Must
  • Nas Garras da Patrulha
  • Noivos in Foco Brasil
  • Nosso Nordeste
  • Paz e Amor
  • Programa Jack Lima
  • Rota 22
  • Santa Missa
  • Sessão Tapioca
  • Show do Tony Nunes
  • Silvino's Night
  • Top FM 93
  • Turminha Diário
  • Sessão de Desenhos
  • Vamo Lessa
  • Zona Radical
Transmissões especiais
Extintos
  • A Hora da Notícia
  • A Sanfona e a Viola
  • As Furonas
  • As Gargalhadas
  • Ação & Reação
  • Ação na TV Diário
  • Ao Som da Viola
  • Acerte o Preço
  • Acontece
  • Algodão Doce
  • Alô Fortaleza
  • Amigão Carlos Augusto
  • Arena Beach
  • Arena Hit
  • Assunto de Mulher
  • Atelier Gourmet
  • Atmosfera
  • Barão & Companhia
  • Beco do Riso
  • Belmino Entre Amigos
  • Beto Café
  • Brasília Ceará
  • Boca Livre
  • Caderno 3
  • Caminhão & Cia
  • Caminho de Luz
  • Cartão Vermelho
  • Check Up Fitness
  • Cine Nordeste
  • Clube do Brega
  • Clube do Preço Certo
  • Coisas de Criança
  • Comando Realidade
  • Comando X
  • Comes & Bebes
  • Confraria do Samba
  • Conhecer
  • Conviver
  • Cursinho do Barão
  • Debate Bola
  • Debates Urbanos
  • De Olho na Justiça
  • Diário da Manhã
  • Diário do Esporte
  • Diário no Campo
  • Diário Gospel
  • Diário Off Road
  • Dica da Vovó
  • É Festa
  • Economia
  • Em Foco
  • Encontro Marcado com Egídio Serpa
  • Enter
  • Espaço Vip Imobiliário
  • Esportes Radicais
  • Estilo & Você
  • Estúdio Arte
  • Expedições
  • Fato do Dia
  • Forrozando
  • Fortaleza Empreendedora
  • Gaby
  • Gente da Gente
  • Gente da Noite
  • Giro Pelas Ruas
  • Hello Everybody
  • InfoTV
  • Inglês for All
  • JackLima.com
  • Jesus na Sua Casa
  • Jornal do Meio Dia
  • Justiça para Todos
  • Leruaite
  • Levanta Poeira
  • Luau do Sanfoneiro
  • M de Moda
  • Manias de Você
  • Marcas & Motores
  • Memória do Nordeste
  • Mercado do Carro
  • Momento Unifor
  • Moto Notícias
  • Mundo em Menu
  • Mundos Possíveis
  • Municípios
  • Na Boca do Túnel
  • No Alpendre da Fazenda
  • Nordeste Caboclo
  • Nordeste Empreendedor
  • Nordeste Notícias
  • Nordestinando
  • Noite & Companhia
  • Numa Seresta
  • O Amigão
  • O Assunto é Cidade
  • O Assunto é Cidadania
  • O Assunto é Economia
  • O Assunto é Política
  • O Contador de Histórias
  • Os Malas e a Lei
  • Oxente Brasil
  • Painel Imobiliário
  • Panorama 180°
  • Parada Obrigatória
  • Paulo Oliveira na TV
  • Pense Verde
  • Pesca & Lazer
  • Planeta Diário
  • Ponto de Encontro
  • Por Dentro do Seu Bairro
  • Programa Carlos Santos
  • Programa da Sasso
  • Programa do Bezerrão
  • Programa do Jacaré
  • Programa Ênio Carlos
  • Propagando
  • Pura Sedução
  • Questão Aberta
  • Realidade 24 Horas
  • Roça n Roll
  • Sábado Alegre
  • Sem Migo Ninguém Pode
  • Ser ou Não Ser Sexy
  • Sessão de Desenhos
  • Seu Bolso
  • Show da Tarde
  • Show Gourmet
  • Sociedade com José Rangel
  • Studio 22
  • Só Risos
  • Sua Manhã
  • Talentos da Terra
  • Tarde Livre
  • Teveneno
  • Transitando
  • Tony e Barão Fazendo Confusão
  • Toque de Bola
  • Toque de Classe
  • Tudo Isso
  • Tudo por Elas
  • Turbulência
  • Turminha da Jack
  • TV Nordeste Brasil
  • TV Sana
  • TV Tupiniquim
  • Vaquejada
  • Vida & Família
  • Vila do Riso
  • Vira e Mexe
  • Viva
  • Zoeira

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • 1998 - 2003: A nossa TV!
  • 2001 - 2005: A TV que fala da língua da gente.
  • 2003 - 2005: A imagem da nossa terra.
  • 2005 - 2016: A TV do Nordeste.
  • 2016 - 2018: 100% sua cara. 100% Nordeste.
  • 2018 - presente: A cara do Nordeste.

Cobertura[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de emissoras da TV Diário

Durante o período que esteve presente nacionalmente nas parabólicas, a TV Diário contou com afiliadas em várias partes do país. No mesmo período, a emissora expandiu seu sinal aberto pelo Ceará através de suas retransmissoras. Após ter o sinal da parabólica codificado, passou a contar com canais nas principais operadoras de TV por assinatura do Brasil.

Notas e referências

Notas

  1. A emissora considera a data de fundação como 1º de julho de 1998, quando passou a se chamar TV Diário.

Referências

  1. Paulo Boccato (setembro de 2000). «Programação - CEARÁ - Setembro 2000». Tela Viva. Consultado em 24 de novembro de 2014. Arquivado do original (htm) em 1 de maio de 2001 
  2. a b Cristiano Celestino Dourado Borges (10 de março de 2009). «Rede Globo vs. TV Diário». Observatório da Imprensa. Cópia arquivada em 23 de julho de 2012 
  3. Eder Rodrigues (28 de fevereiro de 2009). «TV Diário está fora do ar nas parabólicas». Antena Parabólica. Editora Abril. Cópia arquivada em 3 de março de 2009 
  4. «Pressão da Globo tira TV Diário (CE) da parabólica». Observatório do Direito à Comunicação. Intervozes. 20 de março de 2009. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  5. Luiz Carlos Azenha (1º de março de 2009). «TV Diário: Silêncio ensurdecedor». Viomundo. Cópia arquivada em 2 de março de 2009 
  6. Marcellus Rocha, reproduzido de O Estado CE (março de 2009). «TV União é a única em outros estados do País». Ceará é Notícia. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  7. Eliomar de Lima (26 de junho de 2009). «Apresentador da TV Diário agora é da Band». Blog do Eliomar. O Povo  Texto "http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/apresentador-da-tv-diario-agora-e-da-band/" ignorado (ajuda);
  8. Eliomar de Lima (8 de agosto de 2009). «TV Cariri ameaça esvaziar Jornalismo da TV Diário». Blog do Eliomar. O Povo 
  9. «BOMBA: TV Diário volta ao ar na Parabólica em Setembro!!». Abril. 19 de junho de 2010. Consultado em 24 de maio de 2010. Arquivado do original em 7 de agosto de 2009 
  10. «Programação especial com pontos em vários estados». Diário do Nordeste. 30 de outubro de 2010 
  11. «Após proibição, TV Diário consegue saída para exibir programas em rede nacional». NaTelinha. UOL. 1 de julho de 2011. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  12. «Mais conteúdo». Zoeira. Diário do Nordeste. 30 de junho de 2012 
  13. Anamélia Sampaio (23 de janeiro de 2014). «Novas fronteiras». Zoeira. Diário do Nordeste. Consultado em 27 de janeiro de 2014 
  14. Gabriel Vaquer (4 de abril de 2014). «TV Diário deve voltar a ser transmitida nacionalmente; saiba mais». NaTelinha. UOL. Consultado em 5 de abril de 2014 
  15. «Emissora conta com novo portal». Zoeira. Diário do Nordeste. 29 de março de 2014 
  16. «TV Diário lança aplicativo já disponível para as plataformas Android e iOS». TV Diário. 13 de junho de 2016. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  17. Daniela Teixeira (20 de outubro de 2016). «Aos 51 anos, morre apresentador Ênio Carlos». Famosidades. MSN Entretenimento. Consultado em 21 de outubro de 2016. Arquivado do original em 21 de outubro de 2016 
  18. «TV Diário lança programação para 2018; veja novidades». TV Diário. 11 de janeiro de 2018. Consultado em 22 de janeiro de 2018 
  19. Carvalho, Jeremias (4 de dezembro de 2018). «Após nove anos, TV Diário volta a ter sinal aberto nas parabólicas para todo o Brasil». Portal É Notícias. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]